História Apenas 1 - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Seiji Komori, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Diabolik Lovers
Visualizações 8
Palavras 721
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


E estamos chegando ao fim da história! O que será que vai acontecer em?

Capítulo 16 - Mais próximos?


Andando pelo corredor, acabo esbarrando em Reiji. Que belo dia! Mas é uma oportunidade de conhecer ele melhor... afinal nunca me lembro de ter uma conversa "civilizada" com ele.

- Desculpa Reiji.

- Você realmente precisa de aulas de etiqueta... Amanhã, me encontre no meu quarto depois do almoço.- Dito isso ele foi embora.

Aulas de etiqueta? Por que? Sei que não sou a educação em pessoa mas, também não sou mal educada! É melhor nem reclamar, pode ser pior... Ainda estou dando graças a Deus por ele não ter comido o meu figado ontem... Já que não almocei em casa. Ele é bem rígido com esse tipo de coisa.

Continuei meu caminho até  chegar no jardim. Realmente o jardim é o lugar que mais me encanta nessa mansão. Não sei o porquê, nunca fui muito de gostar de flores.

Andando sem rumo pelo jardim, percebo que a uma parte que é totalmente desleixada. A estrutura do pequeno teto (N/A: Esqueci o nome daqueles negócios que fica no meio do jardim, enfim,  quem assistiu o anime vai saber onde é. É onde o Reiji fica lendo um livro quando Shu chega com um cachorro) estava quase totalmente caída no chão, não muito longe tinha uma torre, não estava muito diferente. Pelo contrário, estava praticamente caindo! 

Como eu sou uma pessoa MUITO curiosa, resolvi descobrir o que tinha na torre. Tentei abrir a porta, mas estava trancada. Nem um pouco contente com isto, resolvi olhar para cima, e para a minha sorte havia uma janela! O único problema era que ela estava a uns cinco metros de altura! Mas mesmo assim não vou desistir!

Começo a escalar a torre, na metade do percurso acabo me desequilibrando e caindo. Não bati a cabeça com tanta força no então pode se dizer que eu estava bem. Tentei subir de novo, mas dessa vez fui um pouco mais sucedida que a primeira vez. Subi a uns três metros, quase que cai, mas me equilíbrei a tempo. Antes se eu tivesse caído naquela altura. Quando finalmente chegou a janela, um dos meus únicos medos passa em cima da minha mão!! A MERDA DA BARATA! Acabo tirando as mãos de onde me segurava e cai com tudo no chão, ficando desacordada.

                 REIJI

Passando em frente à porta sinto cheiro de sangue. Não era sangue de animal, e sim de uma humana bem específica, conhecida como Lisa. Vou até onde o cheiro de sangue me leva. Ela estava caída perto da torre onde a mãe de Subaro ficava. Olho para cima e avisto uma única janela, que está a cinco metros de altura. Ela realmente tentou subir a torre? Humanos curiosos...

Olho para ela e vejo que tem sorte de estar viva, devido a altura que caiu. Pego seu corpo e não consigo segurar a vontade de beber seu sangue, não bebi muito, pois ela já tinha perdido bastante. Levei-a ao meu quarto e a deitei na cama. 

Ainda não estou entendendo o por quê de estar fazendo tudo isso por ela, não somos próximos, e sua etiqueta é horrível, mas não consegui deixá-la naquele estado. 

Peguei a kit de primeiros socorros no banheiro e fiz um remédio para quando ela acordar diminuir as dores. Tirei sua blusa para conseguir fazer os curativos direito. Enfaixei suas mãos e pés, em seguida a virei de barriga para baixo para ver suas costas. Havia dias grandes aberturas em suas costas, as quais não paravam de sangrar, a única opção era dar pontos.

Limpei as aberturas e comecei a fechar os ferimentos, por sorte ela não acordou e começou a gritar de dor. Olhei sua cabeça, e também precisava de pontos. 

Terminei meu trabalho e guardei o kit de primeiros socorros.

Peguei uma toalha e roupas para tomar um banho,pois fiquei muito sujo de sangue.


                     LISA

Acordei em um quarto desconhecido, aparentava ser do Reiji pela quantidade de livros, senti uma dor na cabeça e então me lembrei da queda por causa da barata. 

Acho que vou tomar um banho... Reiji não deve se importar se eu usar uma toalha sua e seu banheiro.

Entrei no banheiro e retirei o resto de roupa que restava no meu corpo. Olho no espelho e vejo os pontos que provavelmente foi o Reiji que deu... Vai ficar uma enorme cicatriz...

Quando eu ia entrar na banheira avisto o Reiji dormindo nela! Tive um djavu com essa cena... 






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...