História Apenas amigos de lancheira, meu caro! VAV-ABO - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, Momoland, Seventeen, Stray Kids, Tomorrow X Together (TXT), VAV
Personagens Ace, Ayno, Bang Chan, BaRon, Beomgyu, Boo Seungkwan, Han Ji-sung, Jacob, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Joo E, Jung Hoseok (J-Hope), Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lee Felix, Lee Jihun "Woozi", Lisa, Lou, Min Yoongi (Suga), Nancy, Park Jimin (Jimin), Rosé, Seo Chang-bin, Seungcheol "S.Coups", St.Van, Yeonjun, Ziu
Tags Bangtan Boys (BTS), Momoland, Stray Kids, Txt, Vav
Visualizações 18
Palavras 813
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E cacete, vamos começar a escrever mais um capítulo.
Eu estou muito orgulhosa, chegamos aos 10 favoritos, não é mesmo?
Ownt minhas rosinhas 🌹🌹, estou muito feliz que tenham gostado dessa história,mas vamos ao que interessa.

Prevejo que eu tenho 5 dias em casa, liberada pela própria escola, então, sem testes, sem provas, sem nada para fazer ainda, então nesses 5 dias colocarei a mão na massa.Trabalharei em my Little dancer, e também aqui.. Mas darei mais preferência aqui.

Capítulo 8 - Não brinque com o fogo, Ayno.


Domingo, 2:30  P. M


Boo:Adeus Ayno! Foi muito bom receber você aqui. 

Youngjae:Tchau meu bebê disfarçado disfarçado adolescente

JB:Tchau Ayno, foi um prazer! 


Youngjae e Boo me abraçam, enquanto o JB só apertou a minha mão. 

Enquanto estive na casa do Boo percebi que Jaebum é mais quieto e reservado, mas quando se anima parece uma criança de 9 anos correndo pela casa e zoando, já Youngjae é como uma mãe, mesmo sempre brincando com a gente e parecendo uma criança, semelhante ao Boo. 

Decidi ir a pé para casa, por isso não alertei a ninguém para que viesse me buscar, mesmo sabendo que era perigoso e iria ganhar uma bronca imensa. 

Andei umas 2 quadras até a casa dos cretinos, que infelizmente chamo de pais, quando cheguei no portão da frente apenas toquei a campainha e esperei alguém falar alguma coisa:


Rosé:Quem deseja? 

Rosé, sou eu, Ayno. Pode liberar por favor? 

Rosé:Um segundo. 


A mesma destrava o portão e entrei no local logo em seguida, passei pelo jardim bem cuidado e agora estou na porta que dá acesso a parte de dentro da casa, no caso a entrada principal.Ouço a porta ser destrancada e dou de caras com Rosé, com uma cara de preocupada. 


O que foi? 

Rosé:Seu pai

O que tem? 

Rosé:Olha... Se fosse você entrava correndo e só sairia do quarto se tiver alguém para me proteger

O Changbin ele.. 

Rosé:O Changbin ta de folga, agora vamos garoto. 


A mesma me leva até a escada, mas quando estava prestes a subir.... 


Taeyang:Yoonho

Fudeu.. 

Taeyang:Vem aqui.. Agora!! 


Sabemos que estou me tremendo que nem uma galinha, então eu encaro o mesmo e vou  até o mesmo ficando mais ou menos alguns metros de distância para evitar qualquer contato físico. 


Taeyang:Soube que você fugiu não é mesmo? 

Fugi?Não fugi para lugar nenhum

Taeyang:Foi aquela festa de pijama sem eu permitir que fosse. 

Eu não preciso de sua permissão para sair de casa. Você não é meu pai!! 

Taeyang:Mas mora no teto que EU ESTOU PAGANDO. Olha moleque você não pense que só porque não é meu filho que não deve me obedecer, lembre-se que você ainda mora comigo entendeu? 

Estou morando porque você vai atrás de mim até no inferno se eu fugir. 

Taeyang:E também porque não teria casa, sabe que amo você

Amar? AMAR? Amar não é esconder de um jovem quem foi seu pai, amar não é estuprar um filho toda a noite e de manhã dizer para ele o que tem que fazer em casa, amar não é bater em uma pessoa, é dar carinho, amar não é me obrigar a transar com alfas mulheres para procriar uma criança que sabe que não irei criar, amar não é vender o filho da sua esposa para um homem e deixar ele te bater até vcoê cansar, amar não é trair a minha mãe, amar não é me bater até querer parar,e principalmente amar não é deixar uma pessoa presa a você para o resto de sua vida,a obrigando a fazer o que você acha melhor para ela. 


O mesmo fica calado e depois me encara


Taeyang:Já para o seu quarto . 

Não, eu não vou para o quarto, não quero e não vou. 

Taeyang:Eu mandei, VAI PARA O SEU QUARTO! 

NÃO! 

Taeyang:COMO OUSAS ME DESOBEDECER? 

COMO OUSAS TENTAR MANDAR EM MIM SABENDO QUE NEM É MEU RESPONSÁVEL VERDADEIRO? 

Taeyang:SEU MOLEQUE!! 


O mesmo vem na minha direção tentar me bater, mas eu saio correndo pela casa, ou melhor para a cozinha, para achar algo, acabo pegando uma panela mesmo e me escondo pela casa com uma frigideira. 

Escuto passos para a sala de jantar, e onde eu estou? No mesmo lugar Eeeee, que merda!! 


Taeyang:Yoonho, cadê você? 


Na puta que pariu, seu filho da puta do caralho.. Ah


Quando ouço o mesmo mudar de direção, indo para a minha armadilha, que era a porta, me aproximo por trás bem devagar e acerto o mesmo tão forte que ele desmaia. 

Saio correndo como um adoidado. 


Anny:O que esta acontecendo? 


Nem respondi, sai correndo para meu quarto para arrumar as malas, e quando consegui arrumar tudo e quase sair, Anny me prensa na porta


Anny:Onde pensa que vai? 

Para longe daqui, não aguento mais. 

Anny:Você vai vai a lugar nenhum, cadê seu pai? 

Seu marido, que não é meu pai, está na sala de jantar. 


A mesma me puxa pelos cabelos, com a bolsa gigante nos braços, e vai até a sala de jantar, se deparando com a cena do mesmo desmaiado


Anny:AMOR... 


A mesma me solta e vai até ele, começo a correr rápido até a porta central e a mesma corre atrás de mim, logo minhas pernas começarem a fraquejar e sangrar.. Me deparo com... Com... Duas facas, na minha coxa e a mesma me puxa pelo pé


NÃO, SOCORRO, SOCORRO!! 


Ela começa a me bater, muito, ao ponto de eu fechar os olhos devagar e escutar uma última coisa


XX:O que esta acontecem aqui? 




Notas Finais


Bom... O capítulo ta aí...

Divirtam-se


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...