História Apenas bons amigos - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Romance
Visualizações 15
Palavras 1.018
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - Capitulo 4 - O Beijo


EMMA NARRANDO

Faltavam apenas 5 minutos para a aula acabar.... Eu e o Gabriel nos divertíamos muito, muito mesmo! Na boa, ele era muito lindo, muito legal... E sei lá... Muito encaraçado!

     - Então, posso te deixar na porta de casa?!
     - Ah, não precisa. Eu vou com o Gustavo!
     - O que qui tem? EU não vou morder ele.
     - Ué, tudo bem, acho que pode ser!
 

O SINAL TOCA

O Gustavo se virou pra mim sorrindo.

     - Então, vamos Emma?

     - Sim, vamos.... Ah, o Gabriel vai com a gente, tudo bem?

     - Vai? - Encara o Gabriel -

     - Mas Gustavo, por que você não me avisou?

     - Não achei que precisasse.

     - Bom, já que é assim, eu vou ne. - me viro pro Gabriel -  Não vai dar, amanhã pode ser?

     - Claro, sem problemas... Mas o nosso encontro tá marcados as 20:00 ne?

     - Sim, claro, combinado! Ás 20:00 - Nos despedimos com um beijo no rosto e saímos - 

     - Encontro?

     - É, ain bb, ele me convidou pra sair, ele é um fofo ne?

     - O que?

     - Sim, sim, vamos sair as 20:00, ele vai passar lá em casa!

     - Humm...

Eu apertei as bochechas dele e dei um beijinho em cada uma delas.

     - Ain, menino lindo! Obrigado por me apresentar ele!

     - Uhum...

NO MEIO DO CAMINHO

     - Gustavo, nós não estamos indo pra casa da sua avó, estamos indo pra casa....

     -É... Acabei de lembrar que ela tinha marcado pra Domingo, que cabeça a minha não?

     - Affs, não acredito que mentiu pra mim.

     - Eu não menti, só esqueci, é normal!

     - Nada a ver.

     - Quer que eu segure seus materiais? - sorri - Me desculpa?

     - Ain, eu não consigo ficar zangada com você! -risos-

     - Né.

     - Tu não tá com ciumes né?

     - Ciumes de que? Nossa, mas você ta se achando hein? Vey, eu tenho uma namorada, e posso ficar com qualquer garota daquela escola, e na boa não to nem ai se você ta com o Gabriel ou não!

     - Affs, não precisa ser mal-educado... Me dá aqui as minhas coisas. -tomei dele-

     - A vontade...

     - Hey , você não tem vergonha não?

Ahh, me deixa em paz, qual é! -sai na frente-  

Ele saiu na frente, e entrou em casa batendo a porta, estava super irritado. Não sei o que tinha acontecido com ele, mas ele não precisava ser grosso daquele jeito ne?! Eu entrei em casa super estressada também, subi as escadas correndo e entrei no quarto... Affs o Pedro tava lá mexendo nas minhas coisas...

     - Ahhhhhhhhh, que raiva garoto!

     - Iiih, brigou com o namoradinho e a culpa é minha? -risos-

     - Que? Que namoradinho peste? Me deixa em paz...

     - Tá apaixonadinha, pelo vizinho que eu sei!

     - Vou arregaçar a sua cara, se não sair daqui agora. -disse com o abajur na mão-

     - Ta apaixonadinha.

Ele disse isso e saiu correndo batendo a porta do meu quarto... Não pode ser... Ele não podia ter dito aquilo... Eu pensei que ele era o meu melhor amigo... O que ele tava pensando? Que eu queria agarrar ele, é isso? Affs, nada haver. Quer dizer, ele bem que é bonitinho , lindo, engraçado, fofo, é meu vizinho e amigo da minha mãe, e a primeira pessoa que falou comigo, e também ele tinha um cabelo muito lindo, e cantava muito bem, mas não, eu não ia ficar com ele, de jeito nenhum.... A tarde eu fiquei lá trancada do quarto , até que chegou as 19:00, sai do banho e troquei de roupa, e minha mãe apareceu lá...

    - Onde pensa que vai mocinha?

     - Ué, eu vou sair com o Gabriel, um amigo meu, vamos comer alguma coisa, só isso!

     - Eu não conheço ele, é amigo do Gustavo?

     - É mãe.

     - Então, tá tudo bem. Mas volta cedo!

     - Affs, só por que é amigo do Gustavo?

     - Mas é claro, esse garoto vale ouro! A mãe dele é adorável, conversei com ela hoje e...

Sai batendo a porta e deixei ela falando sozinha.

ÁS 20:00

     - E ai gata, nossa você esta belíssima.

- Obrigado, e esse carro? Você pode dirigir?

     - É, tenho 18 anos!

     - E tá no 9° ano ?

     - Sim, bombei duas vezes, entra ai!

     - Affs.

Ele é burro, mas é gatinho né...

     - Então, como foi o almoço?

     - Ué, foi ótimo! Muito bom.

     - Hum...

GUSTAVO NARRANDO

Eu vi pela janela, vi quando eles saíram. Que raiva, quer dizer, que raiva dela né, por que ela é muito boba... Por que? Por que é uai... A mãe dela estava lá em baixo, na sala conversando com a minha mãe, desci um pouco....

     - Ain, meu BB, o cabelo ta todo bagunçado!

     - Affs, para! Já basta a Emma com esta historia de bb...

     - Vixi, tá irritado.

A mãe da Emma riu.

     - Gustavo posso de te perguntar uma coisa?

     - Claro!

     - O que você sabe sobre o Gabriel?

     - Ele é legal, vai cuidar bem dela!

     - Tem certeza, é por que fico preocupada.

Eu amentei um pouco o meu tom de falar e disse:

     - Não, ele é um traficante, que pega qualquer uma, ele vai usar e abusar da sua filha, e depois vai deixa-la por ai, abandonada... Cuidado Karin, muito cuidado com a Emma andando com o Gabriel...

     - GUSTAVO!!! -minha mãe me reprendeu e eu me calei-

     - Como assim?

     - Esquece...

Subi as escadas correndo e me tranquei no meu quarto... Qual é Gustavo, o que ta acontecendo com você? Você ama a Maria esqueceu? Ela sim, é a sua garota... Gustavo, você pode pegar qualquer uma, esquece ela! A Emma não representa nada pra mim, a Emma não representa nada pra mim, a Emma não representa nada pra mim... Ouvi um barulho de carro e fui até a janela, sim, eu vi eles se beijando... Mas sabe o que eu fiz? Nada, o estranho é que somente uma lagrima escorreu sobre a minha face...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...