História Apenas colegas. - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Jhope!bottom, Jikook, Namgi, Namjin, Vhope, Vtop
Visualizações 67
Palavras 703
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Conto de fadas


Era um fim de outono e Hoseok estava contente. O sorriso grande no rosto chamava a atenção dos colegas, que se entreolhavam curiosos na hora do almoço.

–Você não vai contar o motivo dessa felicidade não, é?– Jin perguntou fazendo Hoseok sorrir mais ainda.

–Cuidado Hyung! Você vai acabar cegando alguém com esse seu sorriso tão brilhante!– Jungkook comentou fazendo os demais rirem.

–Deixem de ser chatos vocês! A gente não pode mais nem sorrir em paz, que vocês vem colocar mal gosto na felicidade alheia!– Hoseok respondeu com bom humor.

–K-I-M-T-A-E-H-Y-U-N-G é o nome dessa felicidade... Deus me livre, a criatura parece que nunca teve um macho...– Jimin lançou divertido a provocação.

–Olha só quem fala... A pessoa que anda toda serelepe ultimamente por causa de umas chupadas no pescoço...– Hoseok rebateu.

–Não foram só chupadas, né Jungkook-ah?!– Jimin imitou uma voz mais fina e safada, cutucando o mais novo por debaixo da mesa, o deixando completamente sem graça. Desde o final de semana na praia, Jimin tinha perdido completamente a vergonha na cara, e eles, Jimin e Jungkook, finalmente tinham assumido o relacionamento deles. 

–Sim, mas deixando essas boiolagens de lado por um momento. Cadê o Taehyungie mesmo? Ele não vem mais trabalhar, não?– Yoongi indagou sentindo a falta do mais novo por ali.

–Ele não trabalha mais aqui agora...– Hoseok fingiu desinteresse, mas seu tom de voz era claramente orgulhoso.

–Não?! O que foi que o Kim-pux...– Jungkook pigarriou ao ver o olhar repressor de Hoseok em direção. –O Kim Taehyung-ssi– corrigiu. –Fez pra ser demitido tão de repente?

–Ele não foi demitido... Ele está trabalhando na empresa do avô agora...– Hoseok respondeu altivo e arrogante.

–Ai... Que fofinho, ajudando no trabalho do vovô...– Jin comentou irônico. –Então o que é esse negócio? Um mercadinho de esquina? Um bar?... Não, não! já sei! É uma fazenda de porcos no interior!

Hoseok abriu um sorriso falso para ironia do amigo. Mesmo depois de Hoseok ter assumido seu namoro com Taehyung, as piadinhas debochadas não pararam. E agora eram ainda piores porque sabiam que aquilo facilmente tirava sua paciência. Com amigos daqueles quem precisava de inimigos?

–K'Or Empire... Se você faz tanta questão de saber... Essa é a "pequena" empresa que o Taehyungie é presidente agora...– Hoseok falou no mesmo tom cínico de Jin e Jimin quase cuspiu a comida que tinha na boca.

–K'Or Empire?! Você tá de brincadeira!! Um perfume daquela marca custa mais do que meus dois rins!– Jimin exclamou incrédulo e os demais continuavam confusos.

–K'Or Empire? O que é isso?– Jin perguntou. –É uma marca? Eu não conheço!

–É claro que não conhece... Gente pobre não passa nem perto dessas coisas...– Jimin respondeu brincalhão, fazendo Jin torcer a boca afetado pela provocação.

–Minha mãe tinha um perfume dessa marca... É francesa, não é?– Jungkook completou.

–É, ela faz parte do grupo empresarial da família do Taehyungie, a Kim's Corporation... E nas férias ele disse que vai me levar pra conhecer Paris... Ai, eu estou tão animado!!– Hoseok falou eufórico. Ainda era difícil acreditar naquilo tudo e dava medo, mas ele preferia ser otimista, Taehyung estava consigo afinal.

–Wow... O Hoseokie é tão princesa que o cara até um príncipe virou, quem diria...– Jin comentou por fim, encerrando o assunto com as risadas dos colegas. Jin estava certo, Taehyung era o seu príncipe encantado e o medo que Hoseok tinha era de acordar daquele conto de fadas.

(…)

Taehyung olhou pela janela do avião o céu acinzentado lá fora e lembrou da sua última viagem há vinte e cinco anos atrás. Pouquíssimo lembrava daquela época, mas aquele céu era exatamente o mesmo e uma melancolia invadiu seu coração. Não queria rever aquela velha casa, não queria reviver aqueles velhos sentimentos quase esquecidos, mas uma hora ou outra teria que fazer aquilo, por si mesmo, por sua mãe.

E ainda perdido em pensamentos sentiu uma mão enlaçar os dedos nos seus. Uma já conhecida e aconchegante mão. E sorriu, o calor que emanava dela passava segurança e espantava os pensamentos ruins. Aquela viagem não era a mesma que fez quando tinha três anos, ali o sentimento era outro. Ele não estaria sozinho enquanto Hoseok estivesse ali.

Enquanto Hoseok estivesse ali, Taehyung teria um sol.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...