História Apenas colegas. - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Jhope!bottom, Jikook, Namgi, Namjin, Vhope, Vtop
Visualizações 116
Palavras 727
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Núpcias.


O céu estava mudando de cor e as primeiras estrelas começavam a surgir naquele começo de noite. Era uma sexta-feira amena e o clima estava agradável.

No carro de luxo de Taehyung vinham ele, Hoseok, Jimin, Jungkook, Jin e um enorme desconforto. Era verão e não foi difícil convencer os amigos a passarem o final de semana na mansão dos chefes, aliás todo mundo pareceu bastante animado na hora.

Mas ali, contemplando os frutos do sucesso do colega era difícil não se sentir desconfortável. Aquele carro custava mais do que eles podiam juntar pelo ano todo. De onde Taehyung tirava dinheiro para comprar coisas como aquela? E ainda tinha fato de eles estarem viajando as custas dele. Era tão frustrante.

–Bem...– Jin quebrou o silêncio incômodo. –Eu fiquei surpreso quando soube que vocês eram tão próximos.– Hoseok corou um pouco ao ouvir o comentário do mais velho e olhou de esguelha para Taehyung o vendo sorrir feliz ao volante.

–Então, quando começou isso entre vocês? – Foi a vez de Jimin abrir a boca.

–Bem, vai fazer 3 meses q-

–O quê?! Nós somos próximos desde o fundamental, né Taehyung-ah?!– Hoseok falou mais alto cortando a fala de Taehyung e riu forçadamente. Ele não tinha ainda nada oficial com o mais novo, ainda não era hora de falar sobre aquilo para os outros. Ninguém precisava saber sobre eles ainda, precisava? –Nós estudamos juntos a vida toda! Ele sempre sofria bullying dos colegas por ser mais novo e pequeno... Mas eu sempre o protegia, não era Tae-ah?

–Você ainda lembra disso?– Taehyung sorriu internamente, ele não havia sido uma lembrança invisível pra Hoseok?

–Claro que eu lembro! Você chorava a aula inteira e sempre sentava sozinho nos intervalos...– Hoseok riu, contagiando os demais.

–Então ele não mudou nada!– Jungkook comentou e Jimin o beliscou as costelas, repressivo. –Ai! O que foi que eu fiz?!

–Não diga essas coisas mal educadas pras pessoas, Jungkook-ah! Não foi assim que eu lhe eduquei!– Jimin usou um tom brincalhão, mas no fundo sua repressão era séria.

–O Jungkook-ssi está certo... Eu não mudei nada... Ainda é muito difícil pra mim me relacionar com as outras pessoas da minha idade... Mas o Hoseokie disse que eu devo superar isso...– Ele olhou para Hoseok e este lhe sorriu terno. Com aquele sorriso ele séria capaz de ir até o fim do mundo.

(…)

Hoseok respirou fundo inalando a brisa marítima que batia gelada em seu rosto. Da varanda em que estava podia ver o balanço calmo das ondas ao longe. O mar noturno era belo refletindo os astros celestes em suas águas abundantes.

–O que você está fazendo?– Taehyung questionou apoiando o corpo nas costas de Hoseok e segurando nas mãos as mesmas grades em que ele se encontrava debruçado. Aproveitou a posição para inalar o aroma dos recém molhados cabelos do mais velho e se deliciou com o cheiro gostoso do shampoo.

–Só pensando...– Hoseok respondeu ajeitando a postura e descansou as costas no peito do homem atrás de si, que o abraçou a cintura e apoiou o queixo sobre o seu ombro.

–No quê?– Taehyung quis saber.

–Que naquele dia, quando você me fez aquela proposta indecente pela primeira vez, eu não achei que a gente chegaria à esse ponto... Eu achei que você fosse só mais um querendo se aproveitar de mim...

–E o que eu sou pra você agora?

Hoseok sorriu para si mesmo e virou de frente para o mais novo, se mantendo dentro de seu abraço, e lhe segurou rosto entre as mãos. Os olhos se encontraram e os sentimentos inegáveis transbordaram deles. 

–Você agora, Taehyung-ah, é o amor da minha vida...

E Taehyung não podia acreditar em seus próprios ouvidos. Ele não estava sonhando, estava? Beijou o mais velho na boca e o prendeu a cintura entre os braços para erguê-lo do chão e rodopiou com ele como os casais fazem nos filmes.

Todo o seu esforço de uma vida toda finalmente estava mostrando seus frutos e seus beijos doces. Finalmente o Hoseok que Taehyung sonhara pra si estava se tornando seu. E não podia haver uma sensação mais prazerosa do que aquela. A sensação de ser amado.

E naquela noite eles não transaram, eles fizeram amor. Lento, bonito. Eles não estavam cedendo aos impulsos da carne, eles estavam atendendo os desejos do coração. Eles estavam consumando um amor finalmente recíproco. 

Se fazendo um. Sendo completos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...