História APENAS (MAIS QUE) IRMÃOS.- (Taekook - Vkook - Incesto) - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Incesto, Kooktae, Kookv, Namjin, Taekook, Vkook, Yoonminseok
Visualizações 1.425
Palavras 1.634
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Capítulo 09 - Apenas (mais que) um convite.


Apenas (mais que) Irmãos.

 

- Tae, você estava chorando? – o appa perguntou.

- Não é nada.

- Vai mentir para sua omma? Eu não acredito nisso.

- Apenas me lembrei de Kwan, apenas lembrei do meu pequeno. – sorri fraco.

- Não fica assim Tae, se quiser posso tentar em contato com-

- Não, não precisa omma! Vamos esperar, eles disseram que ligariam e vão. Agora temos que ir para a aula, até mais tarde! – deixei um selar na testa dos mais velhos.

Jungkook me abraçou de lado enquanto saiamos da casa.

- Sabe que não podemos ter algo sério, né? Eu ainda não consigo, tenho medo de acontecer com você, o que aconteceu com ele. – suspirei e abaixei o olhar.

- Não insistirei, tampouco desistirei. – pegou em meu queixo e elevou meu olhar. – Aliás, não podemos ter nada até você ainda ter ele em seu coração.

- Kookie-ah, não é isso.

- Tae, ele quem mora no seu coração! Eu sei, pode estar em dúvidas entre eu e ele, por isso continuaremos a ser aquilo que éramos antes do nosso primeiro beijo.

- Até o ódio?

- Assumo que prefiro o Taehyung marrento ao choroso. – eu ri.

- Não sei se consigo ser frio com você como era antes.

- Eu pretendo te irritar muito ainda. – colocou o capacete e eu o olhei incrédulo.

 

(...)

Não sei se comentei, mas Yoongi, Jungkook e Namjoon são nossos amigos agora.

E por isso, estamos indo em direção a mesa deles, mais alguns passos e eu posso descansar, e voltar a ter minha vida de sedentário enquanto ouço eles conversando sobre qualquer merda.

- Grupos masculinos sempre serão melhores que femininos!

- Prefiro mil vezes femininos! – meus dois hyungs discutiam e eu apenas observava com as mãos nos bolsos da calça.

Olhava para o nada e pensava em tudo.

Quando chegamos à mesa os garotos sorriram, mas o sorriso de Kookie morreu ao olhar para mim ou algo atrás de mim e quando eu ia olhar fui surpreendido por alguém me pegando e girando-me no ar.

- Mas, que merda! Eu já falei sobre me pegar desprevenido assim.

- Ah, se quiser da próxima eu te pego com prevenção. – Baekkie sorriu malicioso.

DEUS TIRE-ME ESTA MENTE PERVERTIDA!

QUE ELA NÃO ME PERTENCE!

- Para com isso! – falei totalmente corado.

O mais velho iria selar meus lábios, mas eu virei o rosto e ele beijou minha bochecha.

- Já falei sobre coisas assim em frente meus hyungs e meu dongsaeng.

- Não, nunca falou! – cruzou os braços e sorriu.

- Então ‘tô falando agora, princesa! – toquei seu queixo.

- Ei Baek, sente conosco!

Meus hyungs não tem nada contra Baek aliás, Jin juntamente de Yoongi são da mesma sala dele e eles sempre fazem trabalho juntos. Apenas Jungkook, que de vez em quando implica com Baek, mas não é sempre já que Baekhyun é o hyung dele.

Me sentei de frente a Jungkook e ao meu lado Baek.

Começamos a conversar e Jungkook parecia não estar incomodado com a presença de Baek, não ao ver que não passamos de bons amigos que se xingam a todo momento e brigam até pelo vento.

Não nos julguem, ele quem começa e eu amo treta então continuo.

- Eu ‘tô saindo com um garoto, ele é do terceiro ano A e é bem alegre. – Jimin sorriu. – Ele está viajando, por isso não os apresentei ainda.

- E onde o conheceu? – Yoongi perguntou.

- Ah, foi nas redes sociais. No Instagram para ser mais específico. Ele me seguiu e eu o segui de volta, depois ambos curtimos três fotos no perfil de cada e nos chamamos no direct.

O sinal tocou e saímos em direção á sala.

- Tae. – Baekhyun me puxou um pouco para trás e os outros continuaram na frente. – Que horas posso ir a sua casa?

- Uh, eu acho que...

Calma... Deixa-me lembrar o horário que o Jungkook sai para o treino e volta da academia.

- Acho que por volta das cinco da tarde até as sete da noite, pode ser?

- Pode sim Tae. Nos vemos mais tarde! – ele se aproximou e eu empurrei seu corpo de leve. – Vai mesmo me evitar? Ninguém esta nos vendo.

Aigoo... Eu não posso me afastar dele de uma vez, tem que ser aos poucos.

- Ok... – lhe dei um selinho. – Agora-

O mais velho cortou minha fala com um selar de lábios mais demorado. Depois um abraço e afundou o rosto no meu pescoço.

- Baekhyun, o que ‘tá fazendo? Eu tenho que ir para a aula. – reclamei quando ele segurou minha cintura e deixou beijos pelo meu pescoço. – Baek! Merda, isso vai ficar marca. – exaltei ao que ele me deu um chupão forte.

- Isso é bom. – riu e começou a me puxar pelo corredor até a frente de minha sala. – Até mais tarde, amor!

- Até mais tarde, benzinho! – levantei a sobrancelha.

- Sabe que odeio esse apelido. – fez bico e eu ri.

- Tchau, tchau. – o empurrei e ele saiu até sua sala resmungando algo que não entendi.

Agora é enfrentar a fera do professor de biologia.

 

(...)

- Então, vocês vão mesmo fazer o trabalho juntos? – Namjoon perguntava desconfiado. – Sem se matar?

- Claro! – sorrimos fofos. – Eu quero fazer o trabalho com o Jungkoo-

- Assim eu me sinto especial. – colocou a mão no peito.

- Deixa eu terminar minha frase, animal. – bati em sua nuca. – Eu vou fazer o trabalho com ele, pois moramos na mesma casa e eu posso o obrigar a fazer o trabalho enquanto durmo. – dei de ombros.

- Ei! – cruzou os braços. – Larga a mão de ser idiota.

- Idiota é o caralho, otário.

- Ih, pensei que não seria frio comigo.

- Não estou sendo frio, estou sendo realista e sincero com meus pensamentos em relação a você.

O sinal tocou.

- Tchau pessoal, tenho que encontrar o Jin hyung. – o olhamos malicioso. – Não pensem besteiras, ele e eu apenas iremos sair como amigos. – revirou os olhos e saiu da classe.

- Ah, é o garoto que eu falei mais cedo. – Jimin disse sorrindo e olhando para o celular que tocava. – Tchau, até depois.

- Até! – acenamos.

- A moto está na mecânica, vou de pé hoje. Vai comigo?

- Vou, eu esqueci o dinheiro do ônibus.

- Então você pegava ônibus?

- Sim, por quê?

- Prazer, ônibus. – falou com um sorriso debochado no rosto e com a mão estendida.

Olhei para sua mão e depois para seus olhos, coloquei minha mochila na costa e sai da classe o deixando lá.

- Ei! Não me ignora. – correu até mim.

- Meu anjo, eu não estou te ignorando, estou apenas ignorando sua idiotice. – pisquei para ele e o mais novo riu. – Do que você está rindo?

- Senti falta disso.

- De eu te xingando, a gente “discutindo” ou eu sendo frio? – perguntei o olhando.

- De você. – corei.

- Idiota. – murmurei.

Saímos da escola e Jungkook sempre acenava para garotas que despedia dele.

- Não precisa disso tudo. – revirei os olhos.

- Ciúmes, Taehy?

- O meu p-

- Pretendo conhecer...

- O que?

- Não disse nada.

- Idiota.

- Também te amo. – tocou meu queixo.

- Vai se foder.

- Você.

- Não, não, não...

- O que é?

- Você não comece com isso, pelo amor de Deus.

- Então, você acredita em Deus? – parou de andar e me segurou.

- Sim? – saiu como uma pergunta.

- Então me come pelo amor de Deus.

- Bicha passiva você. Berro com isso tudo! – falei rindo alto.

- Berre na minha cama, ou pode gemer meu nome a noite toda também.

- Quer dar uma de ativo agora?

- Não, eu serei mesmo o ativo.

- Você não será o ativo, eu serei o ativo entre nós.

- Então... Ainda haverá nós?

Corei e voltei a andar o deixando o mais novo para trás soltando uma risada gostosa.

Maldita risada.

 

(...)

- Que horas você vai voltar?

- Por quê? Eu nem saí e já está com saudade? – Jungkook dizia vestia sua camisa.

- Não posso saber quando o amor da minha vida voltará para casa? – perguntei irônico e ele corou. – Wow, eu deixei Jeon Jeongguk corado? Sinto que venci a vida agora!

- Otário. – me jogou um travesseiro. – O que você ‘tá fazendo no meu quarto? – se sentou de frente a mim.

- Quer que eu saia? – me levantei e ameacei sair.

- Não, não... Fica aqui. – me puxou.

- Você não tem treino?

- Sim. – deu de ombros. – Mas... Porque tanto interesse no meu treino?

- Ué... Não posso mais me interessar pelas suas atividades do dia a dias, das quais você não se priva nunca?

- Isso tudo para perguntar se não pode se preocupar?

- Estou tentando parecer intelectual, posso?

- Pode! Claro... – levantou as mãos em redenção. – Ei.

- O QUE É AGORA JEON JUNGKOOK?

- Credo, grosso.

- O que é bebê? – perguntei “calmo” e ele sorriu.

- Gato, me chama de tabela periódica e diz que rola uma química entre nós. – piscou para mim.

- Posso te matar a qualquer momento.

- Mas, não quer. – o encarei mortífero.

- Eu vou te tacar da janela.

- Sei que me ama.

- Hã... não.

Ele sorriu e eu bufei.

- Você é fofo.

- Fofo é minha mão tatuada na sua cara.

- Que bebê!

- Vai tomar no cu.

- Hm... Chegou uma mensagem de uma amiga, acho que não irei no treino hoje. - disse pegando o celular e eu vi que era o contato da tal Sunbin.

- Porra, namora comigo e esquece suas amigas! – tirei o celular de suas mãos o jogando longe e corei ao ver o que havia acabado de dizer.

Merda de boca grande...


Notas Finais


@: Amas por qual motivo você está postando dois capítulos em um só dia?
~PELO MOTIVO DE EU SER A LEI NESSA CARALHA *cof cof*
Digo, pelo motivo de eu ter escrito este capítulo e estar louca para escrever e postar o próximo, já que estou cheia de ideias para essa fanfic :3

Perdão pelos erros e até amanhã! ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...