História Apenas mais um Idol(Kai-Exo) - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Idol Kai Exo
Visualizações 352
Palavras 2.014
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - 09


Entrei em meu quarto e fui logo tomar meu banho logo depois do banho, coloquei uma camisola bem frequenta pois por incrível que pareça fazia calor a noite em Seul.

.............__________ㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡ

Acordei no outro dia super disposta e com um bom humor que até meu irmão estranharia isso.

Me levantei da cama super animada e fui tomar um banho e no banho acabei cantando uma música chamada Love me Right do exo mesmo...me surpreendi comigo mesma ao lembrar toda a letra e ainda cantar no chuveiro...desculpa pessoas dos quartos ao lado mais eu estou cantando no chuveiro.

Coloquei uma calsa jeans azul escuta e uma blusa branca que não era muito transparente e coloquei uma lijerine cinza porque seguir as leis de usar branco não é comigo.

Coloquei meu tênis prata e uma meia branca e logo peguei minha bolsa e meu celular. Sai de meu quarto ainda com a música cantada no chuveiro na cabeça o que me fez dançar um pouco enquanto andávamos pelos corredores. 

Jasmim=Esta animada hoje né?! -Fala ela mais como uma confirmação.

-Acordei animada por incrível que pareça, mas eu tenho que ir, daqui a pouco meu irmão recebe alta. -Falei e ela me entregou uma sacola onde tinha algumas roupas de meu irmão. -Obrigada Jasmim. -Falei abraçando a mesma e logo sai do prédio indo em direção ao hospital.

(....)


Adentrei ao quarto de meu irmão e encontrei ele já sem o bagulho de colocar soro em seu braço. Ele sorriu para mim e logo eu entreguei a sacola para ele que me abraçou e logo pegou a mesma e foi até o banheiro se trocar.

Quando a porta abriu...seu não fosse meu irmão...

-TÁ gato Junior. -Falei olhando para ele que corou e logo estendeu sua mão para mim segurar e logo fomos até o lugar que eu havia marcado com os nove...O rio Han. -Temos uma surpresa para você. -Falei quando chegamos perto da margem do rio Han...se a comida não estiver boa, briga com eles. -Falei e todos me encararam com caras feias mais logo acabaram rindo assim como meu irmão e eu.

Nós começamos a andar pelo parque do Rio Han em grupos que ficaram divididos como:

1°Grupo

Eu, Junior, Jasmim e Lay.

2°grupo

Chen, Xiumin, Suho e Sehun.

3°Grupo

Kai, Baekhyun, Chanyeol e Kyungsoo. 

Andávamos em grupos separados porque nos deu na telha de nos separarmos.

De vez enquando encontrávamos o grupos 2 mais nada que uma simples ignorada não resolvesse.

Passamos praticamente o dia inteiro no parque e quando nos demos conta já era sete horas da noite.

Jasmim e Lay enviaram mensagens para todos para nós nos encontramos perto da pequena ponte do rio Han. 

Depois de alguns minutos todos nós estávamos ali...em pé...perto da margem do lago...quem foi o felizardo de sair molhado? Isso mesmo..euzinha da Silva...

Nota mental: Matar Baekhyun afogado.

Consegui sair da água com um pouco de esforço e aí que eu lembrei....blusa branca com sutiã cinza de renda...tô ferrada.

Me aproximei de Jasmim -que estava ao lado de Jongin- após tirar um pouco água de meu cabelo.

-TÁ transparente? -Perguntei segurando a ponta de minha blusa para baixo e movimentando meu corpo de um lado para o outro com a maior inocência.

Jasmim=Não está miga. -Fala ela e eu olho para Jongin após ela se afastar e ficar ao lado de Sehun. 

Kai=Está sim. -Fala ele respondendo a minha pergunta.

Eu olhei para minha camisa e percebi que o que ele tinha falado era verdade...eu mato Baekhyun nem que seja a última coisa que eu faço na vida.

Suho=Nós estamos de vã então dois de vocês teram que ficar ao lado de um de nós e o outro terá que ficar ao meu lado. -Fala ele e nós andamos até a vã estacionamento "perfeitamente" na vaga.

-Acho que vou presentear o motorista com um óculos. -Falei e logo um homem que tinha aproximadamente cinquenta anos entrou na vã e colocou as mãos no volante impaciente. -E um pouco de paciência também. -Falei baixinho ouvindo um riso soprado de Jongin.

Kai=Vai sentar ao lado de quem? -Pergunta ele olhando para mim.

-Não sei...Você tem um Par? -Perguntei e ele negou. -Então irá ser eu. -Falei e ele me olhou surpreso mais logo entramos na vã.

Fiquei ao lado da janela e a essa altura já estava escurecendo o que deixava o clima mais...EU TÔ MOLHADA E COM FRIO.

Levantei e olhei quem estava no banco de trás e adivinha...Sehun e Jasmim.

Sehun/Jasmim=Super SHIPO. -Falaram eles juntos e depois se olham corando um pouco.

Suho=Sabia que você iria com ela. -Fala ele passando por nós junto com meu irmão e os mesmo se sentaram um pouco atrás de nós.Mais especificadamente,ao lado de Sehun e Jasmim.

O ônibus começou a andar e eu olhei para Jongin que parecia perdido em seus pensamentos com sua boca meio aberta o que o deixava com um leve ar sexy.

Chamei a atenção dele tocando em seu ombro e logo depois sorrindo e o mesmo retribuiu.

-Me conte um pouco sobre você. -Falei olhando para ele. (Se essa não for a história dele não me xinguem...eu avisei no grupo que eu iria escrever algo que aconteceu comigo mudando algumas poucas coisas pois eu explicaria melhor por áudio,espero  que entendam).

Kai=Eu antes de viram um idol, morava com minha vó...todas as férias ou feriados nós íamos para a casa na praia que era a casa de meus pais e ficávamos lá até o final das férias ou até o final do feriado. -Falou ele e eu puxei de leve seu braço e me deitei em seu ombro o surpreendendo um pouco. -E você? -Perguntou ele apoiando sua cabeça na minha e fechando seus olhos por poucos segundos os abrindo novamente.

-Eu sempre morei com minha vó e faz acho que seus anos que eu não vou para a praia, porquê minha vó tem uma espécie de alergia a areia e minha mãe mora longe e eu não a vejo mais...agora a rainha da aleatoriedade irá atacar. -Falei e ele soltou um riso soprado. Notei que em seu braço havia uma pequena cicatriz então aproveite. -Conta como isso chegou aqui. -Falei passando minha mão levemente pelo braço dele em cima da cicatriz.

Kai=Quando eu era pequeno...eu costumava andar de bicicleta e em um dia eu cai...me lembrei de algo...um dia eu estava andando de bicicleta. -Notei uma leve tristeza em  suua fala e um eu levantei minha cabeca de seu ombro e me virei de lado para olhá-lo. -Eu estava na casa de minha vó e eu fui andar de bicicleta. Quando eu voltei para a casa...havia uma ambulância na frente de casa e minha vó chorava muito...eu era pequeno e não sabia o porque ela chorava... eu perguntei o porque dela chorar e ela respondeu que o meu primo...O primo que eu mais era próximo, ele havia sofrido um acidente e ela desabou em lágrimas mais uma vez...sinto falta dele. -Fala ele mordendo de leve seu lábio inferior como se quiserem segurar as lágrimas. 

-Ele...

Kai=Sim...e eu não fui no velório nem no enterro. -Falou ele e eu coloquei minha mão em seu ombro e logo me deitei novamente em seu ombro abraçando seu braço com meu braço direito tentando transmitir confiança...acho que funcionou pois o mesmo riu após ver uma pequena cicatriz em meu braço. -Como isso chegou aqui? -Perguntou ele levando seu sindicado ao meu braço mostrando a pequena cicatriz.

-Eu cai de bicicleta enquando descia um morro..desde esse dia eu tenho isso. -Falei enquando me ajeitava no banco e eu senti uma dor em minhas cosas o que fez eu soltar um baixo gemido de dor.

Kai=Tudo bem? -Perguntei ele olhando para mim.

-Minhas costas estão doendo...pode olhar para ver se está roxo? -Perguntei e ele concordou. 

Me virei de costas para ele ele levantei minha camisa nas coisas até um pouco abaixo de meu sutiã...minhas camisa restava quase seca.

Kai=Esta um pouco roxo...acho que deu mau geito quando o Baekhyun te empurrou. -Fala ele e por incrível que pareça, ele não sorriu e nem soltou uma risada.

Me ajeitei no banco outra vez e me deitei no ombro dele novamente abraçando seu braço e logo um arrepio percorreu meu corpo...Porque o Baekhyun me empurrou as sete horas da noite em um rio?

-Eu tô com frio. -Falei apertando mais seu braço como se quisesse me esquentar. Olhei para minhas unhas  e elas estavam roxas...eu iria provavelmente ficar doente.

Kai=Suas mãos estão geladas. -Fala ele levando sua mão até a minha e entrelaçando nossos dedos. Ele se ajeitou no banco de uma forma em que suas pernas ficassem abertas e sua coluna meio torta.

Eu olhei para nossas mãos e vi que ele apertava de leve minha mão como se me impedisse de deixar minha mão sair.

Deitei minha cabeça novamente em seu ombro e minha sanidade dei uma leve/alta baixa...não importa o que eu fazia ou para onde eu olhava. Apesar de nossas mãos estarem em cima de minha coxa, ele estava com uma calda jeans meio apertada...mundo...muito obrigada e eu te odeio...amém! 

-Tenho outra história sobre como somos trouxas quando éramos pequenos? -Perguntei tentando recuperar minha sanidade.

Kai=Quando eu era pequeno, eu estava me balançando na rede e eu cai com tudo no chão. -Falou ele apertando um pouco minha mão. -E você? 

-Quando eu era pequena, tinha duas casas no mesmo terreno...eu nesse dia estávamos limpando a outra casa que ninguém morava. O chão estava cheio de água e sabão...eu fui dar uma de patinadora e acabei batendo meus joelhos no rodapé de madeira. -Falei e ele deitou sua cabeça em cima da minha.

Nós dois fechamos nossos olhos e eu ainda tentava recuperar minha sanidade e até que foi fácil pois aquela imagem não me vinha em mente e eu agradecia por isso. Acordei de meus pensamentos com ele rindo soprado.

-O que foi? -Perguntei baixinho.

Kai=Escuta a conversa deles lá atrás. -Falou ele e eu tirei meu cabelo de frente de meu rosto e comecei a escutar a tau conversa.

Baekhyun=O pior é quando o cheiro fica preso em você depois.

Chanyeol=Parece que tem um ima...Você me soltou então fique comigo.

Após essa frase, eu eu Jongin acabamos rindo...

-Eles estão mesmo falando de...

Kai=Peidos? Sim... -Falou ele e logos nós dois rimos.

Levantei minha cabeca de seu ombro ao perceber que passávamos na frente do mar e que já estava escurecendo. 

-Sempre tive o sonho de ir na praia a noite. -Falei chamando mais perto da janela  e olhando para o mar. -Dizem que é lindo a noite além de romântico. -Falei olhando para o mar e sentindo o olhar dele sobre mim.

Voltei a me deitar sobre seu ombro. Olhei para a janela pela última vez e notei que acabamos de passar por uma loja que ficava a dez minutos da SM.

-Já estamos perto. -Falei virando minha cabeça tentando olhar seu rosto mais meu olhar parou em sua boca meio aberta..uma grande vontade de beijá-lo me atacou mais eu me segurei.

Kai=Temos dez minutos. -Falou ele deitando sua cabeça sobre a minha.

-Então continua. -Falei me referendo as nossas mãos. Ele entrelaçou nossas mãos novamente e logo nós dois fechamos nossos olhos e entramos em uma fase em que as nossas mentes estavam longe mais vazias pois não pensávamos em nada.

A vã acelerou um pouco e nós descemos uma espécie de morro o que fez todos soltarem suspiros inclusive eu.

".-Nunca acostumarei com isso" -Pensei pela primeira vez depois de fechar meus olhos.

Suho=Chegamos. -Fala ele se levantando e senti a vã diminuindo a velocidade até parar na frente da empresa.

-Mais já?! -Falei olhando para Jongin que havia se levantando

Todos saímos da vã e foram para dentro deixando somente eu, Jongin, Jasmim e Sehun do lado de fora.

Jongin=Até amanhã então. -Fala ele segurando minha mão.

-Até amanhã então.

Mau nos despedimos e Jasmim me puxou e Sehun puxou Jongin mais nossos olhares continuaram conectados.

Só me arrependo de algo dessa noite

De não ter me despedido direito de você 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...