1. Spirit Fanfics >
  2. Apenas por Dinheiro. >
  3. Não digam isso dele! Mesmo que seja tudo verdade.

História Apenas por Dinheiro. - Capítulo 4


Escrita por: Shampoo04

Notas do Autor


Vocês estão gostando da fic?
:3
Não sei o que dizer...
Então a imagem de hoje é o Kenjirou 'u'
kkkkk
Não tinha planejado muito a aparência dele, mas quando achei essa imagem (ontem, no google mesmo) pensei um pouco antes de colocá-la...
Ele se parece com o Kenjirou da imaginação de vocês?

Capítulo 4 - Não digam isso dele! Mesmo que seja tudo verdade.


Fanfic / Fanfiction Apenas por Dinheiro. - Capítulo 4 - Não digam isso dele! Mesmo que seja tudo verdade.


No outro dia na escola...
-Sayu Sayu... fiquei sabendo que você ontem saiu com o Koyama!! Isso é verdade? Já apresentou a ele seus serviços? - uns colegas de sala debocharam.
-Ah sim já... E o pau dele é maior que o de vocês! - disse sem pensar.
Eles ficaram irritados. E eu os deixei lá. Pra variar fiz sexo com um cara antes da aula... E o Koyama conversou comigo no intervalo.
-Sayuri... Olá! - ele se aproximou.
-Sayu... Está ocupado? - um outro garoto com quem eu faço as vezes apareceu.
-Não estou. Olá Koyama Haruka-san.
- san?! - ele perguntou. 
-Vamos ali comigo - disse o meu "cliente".
-Vamos... - deixei o Haruka lá, ignorado. Sozinho.
E fui novamente atrás do prazer corrompido que paga minhas contas.
[Haruka Koyama Point Of View:]
-Sayuri como você ousa me deixar aqui plantado!!!
Não me chame como um desconhecido, Sayuri. O que passa em sua mente? Penso que estamos nos aproximando, mas não vejo você se abrir pra mim. Me corresponda... Meu Amado... Sayuri.
-Eu te avisei Haruka-kun... O Sayuri dá pra todo mundo, sem nem fazer cerimônia. - disse um colega de classe.
Dei um tapa na cara deste infeliz por falar assim do Sayuri. 
-Você está duvidando de mim Haruka-kun? Eu te provo! - ele disse todo seguro de si.
-Eu não acredito em você!! - insisti.
-Ôh meio-metro, - algum dos amigos dele me chamou - Você pode perguntar pra todos os garotos dessa escola! Todos vão dizer a mesma coisa! O Sayuri é depravado, safado e faz sexo por dinheiro! Ele não tem pudor algum! Ele é uma puta!
Essas foram as palavras que mais doeram... 
{Eu não sabia seu nome, nem seu endereço, nem nada... Mas eu o amava. 
Certo dia, alguns meses atrás eu conheci um belo garoto misterioso, com seus cabelos castanhos escuros e seus olhos também castanhos, ele era mais  alto do que eu, sempre sério, sempre indiferente, sempre com algum outro garoto e sempre infeliz. Eu sempre o encontrava pelo caminho de casa, com um pingente em forma de chave. Poucas vezes ouvi sua voz, menos vezes ainda vi seu sorriso, seu falso sorriso que satisfazia seus companheiros, como eles não conseguiam enxergar que no fundo ele sofria?!
Perguntei alguns colegas sobre o significado da chave que ele carregava e descobri o tal jogo, e comecei a jogar para, se algum dia em conseguisse conversar com ele, tivessemos assunto.
Já havia passado pela minha mente que esse garoto fazia sexo com todos seus acompanhantes, mas eu pensei que ele buscava alguma coisa neles que eles não têm. Ele só busca alguém para gostar dele...? 
As vezes nos encaravámos pelo caminho e eu olhava pra ele sorrindo, ele nunca me devolvia o sorriso, ele também não fingia seu sorriso pra mim. Eu me iludia pensando que ele era sincero comigo.
Decidi que eu faria ele feliz! 
Algum tempo depois enquanto eu o observava, descobri qual era sua escola e insisti de todas as formas para que os meus pais me mudassem pra escola dele. Consegui ter a sorte de sair da sala dele e ainda de "termos em comum" o jogo favorito: Insanity Dreams.
Mas ainda não tinha criado coragem para falar com ele. No dia em que nos encontramos na rua eu mal contive minha felicidade, pela primeira vez ele tinha sorrido pra mim. Eu percebi que estava completamente apaixonado por ele e não me importava o que ele fez ou faz.
Sayuri... Sayuri Arai... Seu melódico nome em contraste ao seu corrompido corpo. O que você busca?
}
Já não aguento mais! Desde que cheguei nesta escola a única coisa que ouço é críticas e desrespeitos relacionados ao nome do meu Sayuri! NÃO DIGAM ISSO DELE! 
-Eu não acredito! 
Esse cara me puxou pelo braço e caminhamos até um lugar, novo pra mim, ainda não conheci a escola, completamente deserto em que ao fundo era possivel ouvir alguns gemidos baixos, uma voz mais grave que a do Sayuri.
Eles abriram aquela porta violentamente e me empurraram pra dentro daquele banheiro e eu vi... 
A primeira vez que eu vi o Meu Amado Sayuri nu, ele estava fazendo sexo com outro.
-A-Ara-A-Arai...?!
O cara que estava com ele já tinha sujado aquele banheiro, eles estavam quase saindo de lá mais o Sayuri ainda estava de uma forma constrangedora: sentado sobre a pia do banheiro com as pernas abertas com expressões pervertidas. Seu quadril desnudo me excitava, se estivessemos em qualquer outra situação eu não exitaria em maculá-lo...
-H-Haruka?! 
Meu amado Sayuri Arai... Era realmente um depravado sem pudor. Vendia seu corpo por prazer.
Eu saí de lá e deixei ele terminar o seu 'serviço'.


Notas Finais


OMG OMG
~Koyama seu stalker :v
~Sayuri seu depravado!
E agora?? o.O
Comenteeeem :3
Até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...