1. Spirit Fanfics >
  2. Apenas primos? yaoi >
  3. Amor eu preciso de você

História Apenas primos? yaoi - Capítulo 23


Escrita por:


Notas do Autor


Gente desculpa não estar postando 😔
Boa leitura
Reta final

Capítulo 23 - Amor eu preciso de você


Carlos on 

Eu já estava em casa, estou me recuperando rápido e Luiz está mais protetor do que nunca, eu me tornei melhor amigo de Lorenzo, eu e ele somos muito parecidos

- COOKIEEEEE- ouço Lorenzo gritar da sala 

-OQUE FOI CARALHO- digo correndo em direção a sala- Tá tudo bem ??- pergunto olhando o mesmo 

- nada cookies, o filme vai começar- diz simplista olhando para a TV 

- ok não precisava de escândalo- digo voltando pra cozinha e pegando a pipoca-toma- digo entregando pra ele e subindo as escadas, vou em direção ao quarto meu e do Luiz- Amor vamos o filme vai começar- digo vendo o mesmo na cama com o celular 

- não quero assitir - diz seco com a atenção no celular 

- ei, oque foi?- digo me sentando na cama pensando se eu fiz alguma coisa ruim

-nada-a resposta foi direta 

- então, porque você está assim?- pergunto com meus olhos marejando, eu sou muito fraco quando se trata de falar com ele, sinto que não sou nada sem ele e se perder ele com certeza não seria o mesmo 

- nada cara, só quero ficar aqui-diz ainda com a atenção no celular 

- Olha L-luiz, e-eu realmente n-não sei oque eu f-fiz - digo soluçando baixo- mas oque você está fazendo não é legal, você sabe como eu sou quando se trata de n-nos- digo me levantando e olhando de lado para o mesmo- sei que não sou perfeito, m-mas eu faço o meu melhor, então eu vou te deixar só- digo saindo quarto e fechando a porta, desço as escadas cabisbaixo e limpo as lágrimas- eai vamos assitir-digo fingindo um sorriso 

-cookie, tá tudo bem?- diz me abraçando e colocando minha cabeça em seu ombro- ei pode falar eu tô aqui- diz fazendo cafuné em mim 

- f-foxy, e-eu acho que fiz algo de errado- digo chorando e sentindo o abraço apertar

- fica calmo ok, vai dar tudo certo beleza, eu estou aqui- diz afroxando o abraço-vamos assitir tabom- diz e eu assenti logo com a cabeça, por mais que aquilo tenha me consolado eu sentia meus olhos pensarem, então eu decido fechalos e durmo

Luiz on 

Depois que Lorenzo ajudou Carlos eles se aproximaram muito, eu não gostei daquilo e por mais que ele me dece muita atenção eu sentia que ele estava criando um lado forte com Lorenzo, descido ignorar o mesmo e ficar na minha

- Amor vai assitir o filme vai começar- Ele diz de forma carinhosa, e difícil ficar de mal com ele mas sei lá

- não quero assitir- digo seco e direto

Ele começou a falar e eu senti meu coração apertar, ele realmente era muito sentimental, eu queria abraça-lo mas ele foi rápido, e saiu do quarto 

Lorenzo on

Depois do Carlos dormi eu fiquei ali olhando o mesmo e fazendo cafuné nele, eu nunca vi Carlos com outros olhos alem de um melhor amigo, ele era uma das pessoas mais importantes pra mim, eu odiava ver ele chorar mesmo que nos conhecêssemos a pouco tempo, tínhamos uma ligação muito forte, comecei a ficar com ódio pois sinto que aquilo era culpa de Luiz, coloco o mesmo no sofá e vou em direção ao seu quarto

Chegando lá entro sem cerimônia, vejo Luiz olhando para sua aliança com um olhar marejado

- oque você fez seu idiota?- pergunto com raiva 

- Saia daqui Lorenzo- Ele diz com um olhar de fúria 

- Não eu não vou- digo andando ate o meio do quarto

- eu já falei e não vou repetir- Ele fala se levantando

- Porque você fez ele chorar ?- digo com uma voz de raiva 

- não era a intenção, você acha que eu não sei que você quer roubado de mim, eu não sou tolo, vocês criaram laços muito fortes- Ele diz vindo em minha direção 

- pelo que parece você não é só tolo, também é um babaca- Ele abre a boca para me interromper porém sou rápido e o  empurro- você afasta a pessoa que mais te ama por uma idiotice da sua cabeça, eu e ele somos melhores amigos e nada mais, eu só consigo olhar ele como irmão e ele dá mesma forma para mim, você sabe o quanto tem de influencia sobre ele, ele é completamente entregue a você, VOCÊ SABE QUE UMA PALAVRA SUA DESTROI ELE- digo com muito ódio e dou um soco na cara de Luiz fazendo o mesmo recuar

Ele coloca a mão no rosto e fica incrédulo com minhas palavras, saio do quarto e vejo que Carlos está na escada sentado 

- você está aí a quanto tempo?- digo sentando ao seu lado 

- desde o início- diz colocando a mão sobre meu joelho- obrigado por estar comigo- Ele diz e eu sinto meus olhos marejarem e olho o mesmo- nossa - ele diz limpando as lágrimas que se formaram 

- eu vou estar sempre, ainda mais pra bater naquele idiota - digo sorrido e fazendo o mesmo sorrir 

- só você mesmo- ele diz gargalhando 

Luiz on

Depois do que Lorenzo me disse, meus olhos se abriram, percebi que esse tempo todo ele estava me dando amor e carinho e eu alimentava esse ciúmes idiota, eu chorei, chorei muito, tenho certeza de que Carlos vai dormir na sala com Lorenzo, a o Lorenzo está ficando aqui uns dias pra me ajudar a cuidar de Carlos pois meus país saírem é Carmem está ocupada com assuntos familiares, deito abraçado em uma camisa de Carlos para poder sentir seu cheiro, e ali durmo

O dia amanheceu, desço e vejo que tem um bilhete de Lorenzo dizendo que ele e Carlos foram fazer comprar e voltariam mais tarde, tenho que me redimir com ele pelas minhas idiotices, vou fazer um bolo que ele gosta muito, quando ele faz fica divino pois foi sua avó que lhe encinou, pego as coisa e começo a preparar 

Já era a terceira massa de bolo que eu fazia que não dava certo, tentei pela última vez e coloquei pra assar, esperei os 30 minutos e vou tira-lá do forno porem ouço a porta abrir e Lorenzo dizer que vai Tomar banho, ouço passos vindo em direção a cozinha e fico nervoso, tiro o bolo e nem em toco que estou sem as luvas, segurei a forma com tanta força que quando olhei pra ela só consegui soltar um grito de dor 

- AI MEU DEUS- diz Carlos vindo até mim, ele pega uns remédio e uma pomada enquanto estou sentando no chão quase chorando dor- burro -ele diz se agachando e pegando minhas mãos, ele joga um pouco de água fria e eu gemi de dor ele estava sempre atento aos meus gestos e ia com cuidado, ele passa uma pomada levemente com seus dedos por toda a minha mão- acho que assim está melhor- diz olhando minhas mãos eu não contive e derrubei lagrimas- está doendo? Eu vou pegar um remedio- ele diz preocupado 

- D-desculpa, eu s-sou um idiota c-ciumento, e não sou nada sem você-digo chorando

- ei calma- Fala passando as mãos em meus cabelos

-- amor eu preciso de você-digo olhando sincero para o mesmo- eu não sou completo sem você-me desculpa 

- amor- Ele diz e me beija, foi um beijo calmo que me fez esquecer a dor que sentia- eu te amo tanto

Depois disso nos levantamos comemos o bolo e Lorenzo ria de mim por ter feito tamanha burrice, era hora de dormir e Carlos estava só de box, aquela imagem era um pecado, mordo os labios e o mesmo cora, ele deita e eu tento o abraçar porem minhas mãos se chocam me fazendo gemer de dor

- espera, deixa que eu arrumo isso-ele diz se deitando e colocando minha cabeça em seu peito e minhas mãos deitadas em seu abdômen, ele começou a me fazer cafuné e beijar o topo da minha cabeça, dou um beijo conta seu peito

-obrigado mo- digo e ouço um de nada quase como um sussurro, e mais uma vez eu me encontravam çompletamente apaixonado por Carlos, dormi com um sorriso bobo 






Continua 







Notas Finais


Relevem os erros
E estamos entrando na reta final
Amo vcs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...