História Apenas um acordo - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Aine Coutinho, Amizade, Amor, Copa, Futebol!, Liverpool, Philippe Coutinho
Visualizações 105
Palavras 1.112
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 15 - Cap.15


CAP NÃO REVISADO!!

PHILIPPE COUTINHO.

Neste momento eu e Aine estamos no avião voltando para Liverpool, ela está encostada em meu ombro dormindo enquanto eu a admiro. Seu nariz ainda está vermelho por conta do choro ao se despedir de sua Família. Mas agora nos vamos construir a nossa Família.

Antes de virmos, conversamos com nossos pais e explicamos sobre o acordo, todos acharão uma loucura menos minha mãe que ja sabia de tudo, levamos uma pequena bronca por mentir mas ficaram felizes por tudo ter dado certo no final.

Aine estava toda preocupada com Will e Mel que tiveram que ir na área para animais, mesmo eu dizendo que era normal ela ainda dizia que queria eles junto com a gente, mas depois se deu por vencida.

Assim que o avião começou a pousar ele acordou Assustada e olhando para os lados.

Já chegamos- falou sonolenta se encostando em mim outra vez.

Já sim amor- falei e beijei sua testa.

Descemos do avião pegamos nossas malas e Will e Mel e fomos para casa.Hoje era o dia de folga de Mari então a casa estava vazia.

Preciso de um banho- falei colocando minha mochila no sofá.

Eu também, mas primeiro vou arrumar minhas coisas- falou já subindo as escadas.

A ajudei com as malas e a segui.

Ei, aonde você vai com essas malas- falei assim que ela entrou no seu antigo quarto.

Ué, vou arrumar minhas coisas Vida- se virou para me olhar.

Você está no quarto errado, a partir de hoje você fica no meu quarto- falei a puxando para o mesmo.

Mor, não vai ter lugar para as minhas coisas no seu closet- falou entrando no quarto

Eu já pensei nisso, vem ver- entrei em meu closet e ela me seguiu- eu ja tinha deixado uma parte para você desde o dia que fui para o Brasil- falei lhe mostrando o espaço.

Mas e se eu não voltasse em- perguntou parando em minha frente com um olhar divertido.

Eu sabia que você iria voltar- a puxei pela cintura e a beijei- na verdade eu estava morrendo de medo de você não vir e eu ficar com esse espaço ai- falei assim que partimos o beijo.

Ela soltou uma risada alta e alegre, como eu a amava, esse sorriso é o mais lindo que já vi.

Para de me olhar- falou envergonhada.

Impossível- falei passando a mão  pela lateral de seu rosto.

Oque você acha de arrumar isso depois em, tem uma banheira maravilhosa esperando para ser usada- falei em seu ouvido e mordi o seu pescoço.

Tentador senhor Philippe- ela disse e distribuiu beijos pelo meu pescoço.

A peguei no colo fazendo a mesma soltar um gritinho e a leivei para o banheiro. Coloquei a banheira para encher e enquanto isso a ajudei tirar sua roupa e ela a minha ficamos apenas de peças íntimas.

Você está muito sexy nesse conjuntinho Preto- falei e vi que ela ficou envergonhada.

Me sentei dentro da banheira e chamei a mesma que se sentou entre minhas pernas encostando sua cabeça em meu peito.

Eu senti tanto sua falta esse mês- falei e comecei a distribuir beijos pelos seus ombros.

Eu também meu amor, você não faz idéia- disse se virando para mim.

Eu senti mais falta ainda de você gemendo em baixo de mim- falei e puxei para um beijo que começou calmo e logo já estava quente, minhas mãos passeva por seu corpo e senti ela reagir a cada toque meu, ficamos nos beijando e trocando carícias por algum tempo até que ela saiu da banheira se enrolando em uma tolha.

Vem vida, vamos terminar isso na cama- falou e saiu andando para o quarto. Fui correndo atrás dela e a peguei no colo a jogando na cama e ja subindo em cima da mesma a atacando com meus beijos. Nossos beijos eram urgentes fui descendo minha mão e tirei sua calcinha logo penetrando um dedo em sua entrada fazendo ela gemer.

Hoje não senhor Coutinho-disse me jogando na cama e subindo em cima de mim, ela sentou um meu membro ainda coberto pela cueca e começou a rebolar lentamente enquanto distribuía beijos e chupões pelo meu pescoço.

Porra Aine, me deixa te foder- falei e lhe dei um tapa na bunda.

Calma amor, jája eu sou toda sua- falou com uma voz sedutora em meu ouvido.

Ela desceu até minha cueca e tirou com pressa fazendo meu pênis pular para fora, logo ela o rodiou com sua mãos macias e começou me masturbar. Joguei minha cabeça para trás e quase tive um orgasmo ao sentir ela passar a lingua pela cabecinha do meu pau.

Ela logo tratou de o colocar em sua boca o chupando com vontade. Estáva quase gozando quado ela parou. A puxei para cima e a beijei me livrando de seu sutiã.

Eu não sabia que você fazia isso tão bem- falei e dei um chupão em seu pescoço que com certeza deixaria uma marca.

Eu também não, foi a primeira vez- falou e eu a joguei na cama ficando entre suas pernas a penetrando forte e rápido, o som dos nossos corpos se chocando e os nossos gemidos eram as únicas coisas que se escutava.

Senti ela unhar minhas costas e isso me deu mais tesão ainda.

Fica de quatro pra mim vida- falei em seu ouvido. Ela logo ficou de quatro e eu a penetrei novamente dessa vez de forma lenta enquanto distribuía beijos pelas suas costas, mas ela queria mais e eu também.

Mais rápido amor- ela disse gemendo eu a obedeci e voltei a investir rapido e fundo nela.

Amor eu vou gozar- falei pronto para sair de dentro dela já que estávamos sem camisinha.

Não, eu estou tomando remédio. Continua- ela falou ofegante.

Caralho essa mulher me deixa louco.

Continuei a penetrando forte e rápido até que senti meu orgasmo gozando dentro dela fazendo com que ela tivesse um orgasmo em seguida.

Uou- foi única coisa que falei assim que cai do seu lado.

Isso foi demais- falou se levantado

Um mês sem tranzar com você e você volta ainda mais gostosa- falei a seguindo para o banheiro.

Tomamos um banho rápido e voltamos para a cama, ficamos deitados e abraçados apenas aproveitando o momento.

Você é meu ponto de paz- falei fazendo carinho em seu cabelo.

E você o meu- ela disse com a voz baixa.

Bela marca- falei apontando para seu pescoço.

Pode ter certeza que o seu está pior- falou e mordeu meu pescoço.

Você literalmente é uma gata, viu como deixou minhas costas- perguntei me sentando na cama e ficando de costas para ela ver.

Ai amor,desculpa- falou rindo e ficando de joelhos a trás de mim.

Isso só prova como te levei a loucura- falei e a puxei para deitar novamente.

Eu te amo- ela falou e se aconchegou em meus braços.

Eu te amo demais vida- falei e nos cobri.

-----------------------------------------------------------

CAP NÃO REVISADO

Espero que gostem e desculpe os erros. Beijocas 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...