1. Spirit Fanfics >
  2. Apenas Um Desconhecido? - Jeon Jungkook >
  3. Doze

História Apenas Um Desconhecido? - Jeon Jungkook - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


900 views! Ui! Obrigada :)

Boa leitura! 🌼

I Purple You! 💓

Capítulo 12 - Doze


Fanfic / Fanfiction Apenas Um Desconhecido? - Jeon Jungkook - Capítulo 12 - Doze

    POV's S/n

O dia havia sido entediante, resumindo, Jungkook viajou, foi para Busan, dessa vez apenas para visitar seus pais e eu decidi ficar em Seoul por conta das coisas que preciso fazer, isso é, faculdade e preciso de um emprego, para hoje a situação estava crítica. Estava começando a ficar difícil em relação a isso, preciso de um emprego mesmo que seja um bem simples, apenas para ter condições, preciso sobreviver! Ainda mais agora que Jungkook estava fora, é sempre ele quem compra besteiras para comermos, e acredito que ele vá ficar uma semana fora, ainda tem o fato de que não quero depender de alguém para me sustentar. Ainda sobre Jungkook, nosso relacionamento não estava a mesma coisa de antes, nos afastamos com o tempo, quase não nos falamos ao decorrer do dia, e isso estava me deixando deprimida. Eu não acho que esse relacionamento vá para frente, estava tudo tão bem no começo.

Pedi para que Nayeon me informasse de algum lugar que precisasse de um funcionário ou funcionária, pois me ajudaria bastante. Minutos depois ela me respondeu.

Na verdade, tem a confeitaria que nós mais gostávamos de ir. Estão precisando de funcionários.

Oh, certo! Irei lá ainda hoje para saber sobre isso. – Enquanto respondia algumas mensagens, meu celular vibrou, o que me assustou, já que estava concentrada em minha conversa com Nayeon, era Jungkook quem estava me enviando mensagem. Abri o chat do mesmo e li o que havia.

Acho que ficarei aqui durante duas semanas, me desculpe por só te avisar agora, nem eu sabia que ficaria todo esse tempo aqui. – Confesso que fiquei triste, por um momento pensei que ele pudesse estar me evitando por algum motivo em especial, ignorei esses pensamentos e o respondi.

Tudo bem, meu amor! É a sua família, mate sua saudade de Busan e se cuide! – Desliguei meu celular e deixei meu corpo cair sobre o sofá macio enquanto suspirava, imaginando como seria chato ficar naquela casa, sozinha, se bem que quando Jungkook está aqui não faz tanta diferença, quase não conversamos tanto como já foi citado anteriormente.

Como já havia falado para Nayeon que iria na confeitaria, me levantei muitos minutos depois e segui para o quarto, com o objetivo de me arrumar logo e ir naquele exato momento, porém, lembrei do meu diário e o procurei pelo quarto, sem sucesso, estranhei, ele sempre fica no quarto junto com minhas coisas, será que eu guardei em outro lugar? Saí do quarto e fui para a salinha da bagunça, não achei nada depois de um bom tempo lá, o mesmo na cozinha, fui para a sala e o encontrei depois de um tempo procurando, estava no alto da estante, com uma caneta, espero que Jungkook não tenha escrito nada nele. O tirei de lá e desci da cadeira, colocando novamente em seu lugar.

O abri e comecei a folhear desejando não achar nada rabiscado ali, estava aliviada por não ter nada até chegar nas últimas folhas. A letra de Jungkook ali, e eu li tudo o que havia escrito, a cada palavra senti meu coração acelerar. A forma como Jungkook via tudo aquilo era um pouco diferente, escreveu que achava que tudo daria certo entre nós, mas que com o tempo, mudou, nós mudamos, e que tinha medo de tudo piorar. Tinha medo de causar algo ruim em nosso relacionamento. Sabia que já não tinha o amor de antes e nem a felicidade de antes. Parecia que ele escreveu aquilo depois de ler todo o resto do que fiz ali, anotei muitos momentos, e não me arrependo de nenhum deles, Jungkook também não, mas já achava que era hora de nos afastarmos, mesmo que fosse por um tempo, então entendi o verdadeiro motivo de ter viajado. Dizia também que Ailee voltou a chamá-lo para sair, sempre recusou e tentou fugir dela indo para Busan também. A vontade de chorar tomou conta de mim depois de ler tudo, eu estava o perdendo e ele achava a mesma coisa.

De repente, acordei, olhei em volta e estava no quarto e acredito que era de madrugada, me sentei, sentindo uma mão sobre mim, me virei e vi Jungkook. Deixei um suspiro aliviado escapar enquanto observava seu rostinho, aquilo tudo havia sido tão real, por um momento senti vontade de perguntar para ele se as coisas entre nós estavam bem. Mas, apenas me deitei e encarei o teto branco sem graça, agora era eu quem estava com medo, depois disso, não consegui dormir com um turbilhão de pensamentos que apareciam a cada minuto.

Umas 05:09AM, vi o céu começar a clarear, observei a luz entrando no quarto aos pouquinhos, sorri. Só nesse horário consegui pegar no sono.

[...]

Me levantei e fiz todas as minhas higienes matinais, nisso já eram 07:21AM, e lembrei do fato de que precisava do emprego, saí do banheiro e fui para a cozinha, já para preparar algo para comermos, porém, não havia nada de interessante na geladeira ou nos armários.A primeira coisa que passou pela minha cabeça foi ir comprar, coisa óbvia, que todo ser faria ou pensaria em fazer primeiro. Além disso, precisava conversar com Jungkook sobre tudo, desabafar. Voltei para o quarto e o observei durante um tempo, a forma como ele dormia da forma mais serena me deixou tranquila, espero que esteja tendo um ótimo sonho, o vi se remexer na cama, retirando todo o cobertor de cima do seu corpo, ato que me fez rir baixo, eu não consigo imaginar ele triste por conta de um namoro, é uma pessoa tão calma, desci meu olhar pelo resto de seu corpo, analisando cada detalhe do mesmo, era como uma escultura. Voltei aos meus sentidos e lembrei do supermercado, fui até o guarda-roupa e o abri, encarando as roupas que estavam ali, peguei uma blusa de manga escura com um short jeans, puxei um casaco do cabide logo depois, ele é rosa bebê/pastel. Caminhei até o banheiro e me troquei rapidamente, saindo logo depois, peguei uma bolsa pequena preta e coloquei o que precisaria, basicamente: celular e dinheiro.

[...]

Me encontrava fazendo o pagamento de tudo o que peguei, não foi muita coisa. Tive um pouco de dificuldade para levar as poucas, sendo específica eram duas, sacolas até minha casa, nada que eu não pudesse aguentar, mesmo que fossem só duas, todas as coisas que comprei estavam ali, sei que não eram muitas coisas, mas também não eram poucas.

[...]

Após chegar em casa, bati forte na porta para acordar Jungkook, pois até então percebi que havia esquecido a chave de casa, coisa que me fez me xingar internamente. Pouquíssimo tempo depois ele abriu a mesma com sua carinha de sono. Entrei assim que ele permitiu e levei as coisas para a cozinha.

[...]

Já estávamos comendo quando eu comecei a falar sobre o que estava me incomodando sem tirar os olhos do meu café, tinha receio do que o mesmo pudesse dizer ou pensar quanto a isso. 


Notas Finais


O que acharam? Me desculpe qualquer erro e espero que estejam se cuidando! Fiquem em casa, ok?

Até a próxima! 👀💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...