História Apenas um jogo! - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Personagens Originais
Tags Amor, Aventura, Bts, Drama, Época, Fantasia, Ficção, Jin, Luta, Romance, Suga, Taehyung, Yoongi
Visualizações 51
Palavras 1.211
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lírica, Literatura Feminina, Luta, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Saga, Seinen, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente não consigo ficar muito tempo sem escreve 😄😄😄bora para próxima fanfic 😘😘😘

Leaia também

https://www.spiritfanfiction.com/historia/como-se-livrar-de-um-gay-apaixonado-12856972

Capítulo 3 - Ilhados


Fanfic / Fanfiction Apenas um jogo! - Capítulo 3 - Ilhados

Jin me olha com um belo sorriso no rosto.

- Lorde Yoongi lhe avisei!!.. Minha prima querida não é uma mulher comum, não costuma levar desaforos para casa.

- Percebi meu amigo!

Na verdade essa criança mais parecia uma selagem! Educação e refinamento eram características impossíveis de se encontra na sinhazinha.

- Milorde... Creio que gastei mais tempo preocupando com Jin e em ser a Baronesa dessas terras, que acabei por falhar na educação de minha filha como dama, sinto muito pelo situação. Espero que isso não comprometa um futuro casamento com minha Elena !

O silêncio que se estendeu pela sala era constrangedor, Sr Jin e eu nos entreolha-mos atônitos; a Baronesa apenas continua com a mesma naturalidade e fala sorrindo.

- Vos me cê está em pânico Conde!... Não fique, foi apenas uma brincadeira de minha parte. Seria pedir de mais um homem tão culto, se casar com minha criança dismiolada. Na verdade, creio que Elena ira conseguir o que quer!..

- É o que minha prima deseja?- Jin pergunta com grande curiosidade.

- Se torna uma horrenda SOLTEIRONA!!! Vai manchar a honra de nossa família... 

Olho para a Baronesa que se abanava freneticamente com seu leque de cor púrpura. 

-  Não creio que minha prima siga esse caminho.. É apenas uma fase de rebeldia.

- Minha criança, sua prima já está com idade indesejável para se casar. Uma moça deve debutar na sociedade aos 16 e no máximo 20, já está casada e com filhos. Elena está prestes a completar 21 e já espantou metade da população masculina dessa província e sem contar que quanto mais velha, menos pretendentes se tem . 

-Ela sempre dizia que preferia morrer a se casar com alguém.- Jin fala entre risos.

Olho para Jin com certa curiosidade.

- E seee?

- E Seee, o que lorde Yoongi?

A Baronesa me observa mais afobada que o normal. Ela balança o leque com grande agitação e me olha com olhos arregalados.

- É se a senhorita não conseguisse para a Milaide Elena um tutor?

- Tutor?

Fala levantando de seu acento, agitando o grande vestido.

- Em Londres e comum as famílias pedirem a algum amigo ou parente próximo que acompanhe, melhor, finja cortejar uma dama considerada de baixa.... beleza ou não tão prendada. De preferência alguém rico e cobiçado.- Respondo.- Esse cortejo tem o intuito de atrair novos pretendentes. A senhorita deve saber que homens adoram concorrência e quando um dama que não é tão bonita recebe a atenção de um homem rico ou influente, de certa forma o interrese dos demais aumentam e começam a se perguntar: Quais características a jovem possui para despertar o desejo de um homem poderoso, que poderia conseguir a dama mais bonita da sociedade? - Paro e tomo um pouco do chá, a baronesa não perdia uma palavra se quer que falava.

- O casamento e um jogo de poder. Os homens sempre querem ser mais forte, ricos ou melhores do que os outros. Competir e vencer o jogo, seja ele qual for é o que nos motiva Milaide !

Cruzo as pernas e dou um pequeno sorriso ao falar, a sala fica calada por um bom tempo até Jin quebrar o silêncio .

- Creio que não seja necessário...Minha prima e prendada e de maneira nenhuma é uma mulher feia para que utilizemos tais artifícios. Também creio que não iremos encontrar cavaleiros dispostos ou de boa índole para tal serviço.- fala um pouco desconfortável com a idéia. 

- Pois acho uma idéia esplêndida!! Meu querido, vos me cê não intende a situação crítica ao qual nos encontramos, sua prima já passou da hora de se casar, creio que a ideia de Milorde e o certo a fazer.- A Baronesa rodava a sala sem ao menos parar para respirar.

- Me diga, quem poderia ser o tutor? Pense com cuidado titia, pois a vários casos de tutores que se aproveitaram das jovens, deixando -as manchadas. O homens a ser escolhido, fecha o acordo com a família e tem o dever de agir como um noivo, até que a dama receba uma nova proposta, para ser cortejada por um pretendente aceitável.

Baronesa senta em seu lugar e parecia pensar com grande vontade. Continuo a tomar o chá e beliscar alguns petiscos que não sabia quais eram. A chuva lá fora parecia estar mais violenta do que o normal. Creio que era hora de partimos.

- Milaide; sinto muito, mas creio que seja chegada nossa hora!

Coloco-me de pé e olho para Jim para que fisse-se o mesmo.

- O que? PENSEI QUE PERNOITARIAM AQUI ESSA NOITE! E O TUTOR? ESSE ASSUNTO DEVE SER RESOLVIDO AGORA!

Jin que não gostava em nada da idéia, agora parece mais animado a parti.

- Falaremos isso outra hora ou nunca mais.... Estamos de partida titia.... Vou me despedir de Elena antes de partir!

- De maneira alguma vão embora.... Meu filho por favor fique!

Passo a mão pelos cabelos um pouco irritado. O dia foi divertido, mas queria voltar para a estalagem, beber e aproveitar mais um pouco as beldades que estavam a minha disposição.

- Milaide...!!

- Conde Yoongii... Seja o tutor de minha filha... O que acha?

 A Baronesa era mesmo uma mulher louca e um tanto bipolar, era isso ou ela estava mesmo desesperada. 

-Milaide, creio que não possa..

Ela anda até mim e segura uma de minhas mãos.

- Sei que vos me cê e um homem rico, mas te ofereço cinco anos das minhas sacas de café, caso faça tal favor.

Afasto do toque da senhora o mais cordial que posso.

- Não tenho interrese em seu dinheiro Milaide...

A mulher agarra minha mão novamente. Como era insistente!

- Titia, o milorde falou...

- Caladooo!!... Minha filha pode ser detestável a primeira vista, mas mais do que nunca preciso que ela consiga um bom casamento e tenhamos um homem forte para proteger nossas terras. Sou forte, mas a figura de proteção de um homem faz falta.

- Eu sou o homem da família!- Jin fala perdendo a compostura, coisa não muito comum.

- É... mas Vos me cê nunca está aqui.. A província mudou meu filho, temos mais amigos, mas também inimigos..- A senhora volta a me encarar- Elena vai odiar a ideia, mas tenho certeza que posso doma-la!

Fico parado apenas observando a baronesa. Talvez quando fosse mais velha a pequena sinhazinha poderia se tornar uma mulher formosa como a mãe. E o fato de deixá-la nervosa era algo que me agradava.

Elena não era a mulher que procurava ou me encantava, mas sua petulância me irritava. Sintia a vontade de corrigi-la e fazê-la comer na minha mão, mas não sei se estaria disposto a perder meu tempo com ela.


- Baronesa.... Uma catástrofe aconteceu! Ocorreu um deslizamento de terra e a estrada está completamente fexada.. 

A mulher olha para o capataz que invade o local era acompanhado por um negrinho. Ambos pareciam casados e encharcados pela água da chuva. A Baronesa expressa  a reação mais estranha que havia visto.

- Que Maravilha!!... Isso que dizer que ficaram essa noite..Viu como o destino está conspirando a favor milorde.

A mulher fala feliz!

Olho para meu amigo sem entender mais nada.

- Creio que minha decisão não vai mudar Baronesa!

Falo tranqüilamente. A mulher segue para cozinha balançando o grande vestido.

- Isso é o que veremos Conde!

Jim olha com um grande sorriso.

- É meu amigo, creio que vos me cê esteja em uma enrascada, pois quando a Baronesa de Santa Cruz quer algo, ela consegue! 


Notas Finais


E ai? O que acharam ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...