História Apenas um jornalista! - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Tags Híbridos De Gato, Jikook, Mundo Abo, Namjin, Universo A/b/o, Vhope
Visualizações 335
Palavras 1.655
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiii *-*

Boa leitura ♥

Ps: OLHA QUE FOFO ESSE YOONGI AAAAAAH

- Parei kkkkkkk

Capítulo 12 - Meu irmão mais velho!


Fanfic / Fanfiction Apenas um jornalista! - Capítulo 12 - Meu irmão mais velho!

 

Jungkook se aproxima do corpo de Yang e o mesmo ainda respirava.

 

– Nã-não... foi um... a-acidente... – O alfa fala agonizante – E-ele vai... matar... vo-vocês – O peito de Yang abaixa e não volta a subir, a cabeça do mesmo pende para o lado com os olhos abertos, porém sem vida.

 

Min Yang estava morto.

 

– Ele... m-morreu? – Namjoon engole em seco, com o olhar assustado e grudado no corpo ferido de Yang.

 

Jeon põe dois dedos na jugular do alfa atropelado, e a mesma, não pulsava.

 

– Sim... – O jornalista fala ainda sem acreditar no que havia acontecido e vai em direção ao seu irmão ajoelhado no chão, sendo segurado por Namjoon. – Temos que sair daqui!

 

Hoseok olha em volta nervoso e observa que na rua não havia nenhuma câmera de segurança perto do local onde estavam e os prédios comerciais do lugar estavam todos fechados pelo horário.

 

– Vou deixar a arma aqui – Hoseok limpa suas digitais do revólver com sua blusa e coloca a arma na cintura da calça de Min Yang. – Vamos logo, antes que alguém apareça.

 

Jungkook e Namjoon confirmam com a cabeça e ajudam Yoongi a levantar do chão devagar.

 

– Droga! – Yoongi rosna pela dor no braço ao ficar em pé.

 

– Vamos direto para o hospital! – Kookie fala energético e preocupado, segurando firme o irmão pelo ombro. Os alfas seguem, o mais rápido que podem de volta ao carro.

 

O caminho para o hospital foi rápido, Namjoon acelerou o carro sem se preocupar com qualquer multa que poderia chegar, pois o braço de Yoongi sangrava e o alfa ferido ficava cada vez mais pálido.

 

– Ele precisa de um médico – Jungkook fala apressado entrando com os alfas no hospital. – Rápido!

 

Um médico de plantão ao ver o alfa sangrando logo foi a socorro do mesmo, enchendo os jovens de perguntas:

 

– O que houve? – O médico os guia para uma sala de atendimento – A quanto tempo o ferimento está sangrado?

 

– Ele levou um tiro de raspão. – Jungkook explica. – Em um assalto... – O jornalista inventa a primeira coisa que lhe veem a mente.

 

– Ele está perdendo sangue a uns seis minutos – Namjoon completa.

 

– Está bem – O médico prossegue – A enfermeira e eu vamos precisar de espaço, só um de vocês pode permanecer na sala com ele.

 

Não precisaram discutir quem ficaria com Yoongi, era óbvio que seria Jeon. O médico examinou o ferimento e por sorte realmente foi de raspão, porém causou um machucado que necessitava de pontos. 

 

A enfermeira costurava o braço do alfa loiro enquanto o médico prescrevia uma receita de remédio para dor.

 

De onde veio aquele carro? Porque atropelou só aquele alfa? Eu sei que puxei Hoseok, mas o carro poderia ter acelerado mais e passado por cima de todos nós...

 

Os pensamentos torturavam o Jovem jornalista.

 

Será que Yang disse a verdade sobre não estar com o híbrido? 

 

Jeon mordia o lábio inferior sentindo sua mente ferver.

 

Min Yang preferia morrer do que passar as informações do híbrido ômega... Ou ele estava blefando?

 

Quanto mais o alfa refletia, menos fazia sentido. Porém uma coisa ele tinha certeza:

 

Não sei como a pessoa dentro daquele carro sabia que estávamos com Min Yang, mas esse atropelamento foi tudo, menos um acidente!

 

– Pronto! – A enfermeira ômega, termina em alguns minutos o curativo após ter feito os pontos no braço de Yoongi e sua fala tira Jeon de seus devaneios – Limpe o ferimento e troque esse curativo duas vezes ao dia. – Ela explica calmamente para o alfa mais velho.

 

– Aqui está a receita – O médico beta, entrega nas mãos de Jungkook. – E aconselho vocês a darem queixa do assalto para a polícia.

 

– Iremos fazer isso. – Jeon agradece e sai com seu irmão da sala.

 

Yoongi foi medicado para dor e seu braço estava suspenso por uma tipoia branca. Assim que chegam no corredor da recepção encontram Hobi e Namjoon sentados, os dois levantam no mesmo instante que veem os irmãos se aproximam.

 

– Como você está, Yoongi? – Joonie pergunta preocupado.

 

– Com sono... – Yoongi boceja tranquilo, como se tivesse ido ao hospital só para tomar uma vacina qualquer.

 

– Que novidade – Jungkook deixa um leve sorriso nos lábios e abraça o irmão passando um braço sobre seus ombros – Vamos para casa, você precisa descansar.

 

Namjoon volta a dirigir, todos ficam em silêncio o caminho inteiro. Os acontecimentos daquela madrugada estavam borbulhando na mente dos alfas. E as imagens fortes de Min Yang sendo praticamente esmagado por aquele carro preto não iria ser esquecida, eles não sentiam nenhum remorso por aquele homem, mas a forma como tudo aconteceu, a possibilidade de um deles ter quase morrido era angustiante. E o híbrido ômega que não foi salvo, só piorava toda a sensação ruim que ambos sentiam.

 

Assim que chegaram no apartamento encontram os três ômegas na sala, sentados no sofá com feição preocupadas no rosto.

 

– Jungkook! – Jimin sai do sofá em um pulo desesperado indo ao encontro do alfa que o abraça no mesmo momento.

 

– Hope? – Taehyung se aproxima do híbrido alfa e toca delicadamente seu rosto, percebendo que o maior está tenso e preocupado.

 

Jin vai até Namjoon e nota, pelo olhar abatido de seu alfa, que algo muito ruim havia acontecido, o ômega abraça Joonie o confortando mesmo sem saber o que houve e pousa seus olhos no braço de Yoongi.

 

– O que aconteceu? – Jin pergunta assustado. – Yoongi, você está bem?

 

– Estou – O alfa loiro responde dando de ombros – Só tomei um tiro de raspão.

 

Jimin e Taehyung olham espantados para o braço de Yoongi no mesmo momento com feições de horror e preocupação.

 

– O que? – Jin põe a mão na boca em choque e seus olhos se enchem de lágrimas. – Como assim? Quem atirou em você? Meu Deus, Yoongi!

 

– Amor, calma... – Joonie pedi e abraça Jin de forma acolhedora ao ver seu ômega daquele jeito.

 

– Suga, vai ficar bem? – Taehyung pergunta já chorando.

 

– Vai sim – Hoseok enxuga o rosto do menor com os polegares – Ele na verdade está muito bem, não é Yoongi? – Hobi olha para o loiro sugestivo.

 

– Ah... claro. – Yoongi confirma vendo o desespero dos ômegas – Não se preocupem, foi só um arranhãozinho bobo... relaxem.

 

Jimin permanência em silêncio o medo e pânico em seus olhos era claro. De alguma forma o pequeno híbrido sabia que Jeon podia não ter voltado para casa. E ele estava certo, se Yoongi não tivesse agido de forma rápida, Jungkook nesse momento estaria morto.

 

– Vamos descansar um pouco... – Jungkook intervém, todos os alfas estavam abalados pelo que passaram naquela madrugada e não seria um bom momento para contar aos ômegas. – São três horas da manhã, é melhor conversarmos sobre o que aconteceu mais tarde...

 

Todos concordam, Jin e Namjoon aceitam passar a noite no apartamento de Hoseok, e foram para lá com o casal de híbridos.

 

Depois de alguns minutos, Jungkook deixou Jimin em sua cama prometendo voltar logo e foi até o quarto de seu irmão.

 

– Ainda está acordando? – Jeon entra no quarto vendo Yoongi sentado na cama.

 

– Estou – O alfa mais velho suspira – Madrugada complicada...

 

– Obrigado – Kookie fala de repente se sentando ao lado do irmão na cama. – Você salvou minha vida, era para eu ter tomado aquele tiro.

 

– Sou seu irmão mais velho, seu hyung, meu dever é te proteger... – Yoongi olha para Jungkook. – Não suportaria ver você sendo morto.

 

– Nem eu suportaria se você tivesse morrido – Jeon respira fundo relembrando os segundos em que imaginou o pior. – Não faça isso de novo, se me salvar for por sua vida em perigo... Não me salve.

 

– Sabe que não pode me pedir isso – Yoongi fala em um tom sério. – Não me arrependo do que fiz e se precisar te salvar, uma, duas, três ou mil vezes eu vou.

 

Jungkook sente a garganta fechar e os olhos marejarem. Yoongi podia ser um cara complicado, mas era o melhor irmão que alguém poderia ter. 

Os dois simplesmente eram a família um do outro. A verdade era que quando Jeon falou para seus pais que desejava ser um jornalista foi proibido de fazer a faculdade, pois os mesmos queriam que Jungkook fosse um advogado como toda sua família e na época Yoongi cursava advocacia por conta disso. Porém, Kookie não aceitou ser obrigado a seguir uma profissão e saiu, quase expulso, de casa. 

Moral da história? Yoongi largou a faculdade que tanto odiava para seguir a vida com seu irmão mais novo, e é claro, para cuidar de Jungkook.

 

– Saiba que farei o mesmo por você. – Jeon prossegue tentando não engasgar com as palavras. – Sempre farei de tudo para te manter vivo.

 

– Eu sei... – Yoongi sorri e estende o braço saudável para abraçar Jungkook, que na mesma hora o abraça. – Vai dar tudo certo, vamos conseguir resolver essa história.

 

– Acredita mesmo nisso? – Kookie volta a olhar seu irmão.

 

– Sim, sabe por que? – Yoongi vê Jeon negar com a cabeça e continua. – Porque eu sei que você acredita, e para mim já é o suficiente.

 

– Taehyung tem razão... – Jungkook fala em tom sério.

 

– No que?

 

– Você lembra um doce, merece o apelido de "Suga". – Jungkook responde rindo levemente.

 

– Puta merda... – Yoongi ri soprado, revirando os olhos. – Vai para seu quarto antes que eu te enforque com essa Tipoia – O alfa mais velho aponta para a tipoia segurando seu braço ferido.

 

– Está bem – Jeon se levanta e segue até a porta – Tente dormir, qualquer coisa me chama vou estar...

 

– Ok, omma – Yoongi interrompe e se deita preguiçosamente – Vai descansar, eu estou bem.

 

Jungkook respira fundo, volta para seu quarto e se deita abraçando o ômega ali, carinhosamente, depositando um beijo na testa do menor, enquanto ainda pensava:

 

Por mais que eu te diga em palavras o quanto sou grato, nunca será o suficiente para te agradecer por ter salvo minha vida. Nesse exato momento meu coração pulsa porque você me empurrou para o lado se tornando o alvo, nesse momento ando e respiro porque você não hesitou em me proteger, nesse momento estou vivo porque você é meu irmão mais velho, Jeon Yoongi.  

 

 

 


Notas Finais


Yoongi, meu herói ♥
Próximo capítulo haverá alguém novooo uhuuul
( asmo kkkkkkk)
Até eu estava esperando ansiosamente para isso tuts tuts

Até logooo ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...