História Apenas uma lenda - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Melanie Martinez
Personagens Melanie Martinez
Tags Drama, Romance, Suspense, Tragedia
Visualizações 13
Palavras 952
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Incesto, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Então... é, tudo bem, eu demoro muito, mas realmente não tenho muito tempo para escrever e minha febre ainda está passando, mesmo assim estou me esforçando pra ter criatividade, esse capítulo não tem muito, e não quero deixar a história muito parada , então já estou fazendo começar. Espero que gostem!

Capítulo 3 - Capítulo 3


-Melanie! Vamos, acorde, iremos dar um passeio pela sorveteria- dizia Joseph me acordando- Se arrume logo.

- Por que tão cedo? De onde arranjou dinheiro?

- O pai me deu esse dinheiro dizendo que queria conversar com nossa mãe o mais rápido se possível, então vamos.- respondeu sem esconder o sorriso

Me levantei da cama com muita preguiça e consegui enrolar um pouco, mesmo assim, meu irmão me apressava ainda mais.

-Vamos, não gosto de ficar preso em casa e saindo só para escola.- ele me apressava ainda mais, mesmo assim eu achava bom seu jeito divertido e... um pouco infantil.

-Ok já estou indo!- disse enquanto terminava de botar minha blusa da slipknot e uma jaqueta preta, estava igual a roupa da noite anterior da escola, não me importava em ser a mesma.

Fomos para sorveteria, era perto da escola, um lugar tão traumatizante que eu não queria nem olhar, até porque já estou pensando nele, que inferno. No caminho também havia uma praça onde dará pra ver pela pequena janela de meu lugar solitário, percebi que havia um garoto com um olhar psicopata pra mim, confesso que fiquei com medo.

-O que foi? Que cara é essa?- pergunta Joseph assustado e tirando minha concentração do outro garoto.

-Não é nada, não se preocupe- respondi passando a ignorar o estranho.

Chegamos na sorveteria, era diversos sabores, até colorido de todas as cores, e até como arco-íris!

-Enfim, 4 bolinhas, escolha os sabores.-Disse Joseph.

-Deixe-me ver... o 1° de creme vermelho, 2° de uva, 3° pedaço do céu e o último arco-íris. -respondi.

-Ok, o meu apenas 2 de baunilha, 2 de chocolate, só.- em seguida esperamos a vendedora (que sem ofensas, mas muito lerda) nos dar o sorvete, Joseph entregou o dinheiro e saímos em direção à praça.

Sentamos em um banco, comemos o delicioso sorvete, e Joseph me chamou para jogar video game numa sala de jogos atrás da praça, eu não quis ir, meus pensamento queria atenção. Sentada ali pensando em como poderia superar o bullying, sou interrompida quando um garoto de cabelos até o ombro da cor castanho escuro e vestido de preto fala comigo, o mesmo estranho psicopata que eu vi.

- Olá senhorita, reconheço essa blusa, da slipknot. - diz o estranho

-É, é sim, também gosta?

-Claro! Eu curto muita essa banda.- responde.

-Eu também...

-Ah prazer, me chamo Louis- ele se apresenta, eu parecia já ter escutado, mas dei de ombros.

-Me chamo Melanie, o prazer é todo meu.- respondi tentando ser o mais gentil possível.

-Aqui é um ótimo lugar para relaxar a cabeça não acha?- pergunta o belo garoto, Louis, eu não achava tão bom assim por causa da escola, mas não queria falar sobre aquilo com ele, dei de ombros novamente.

-Sim, é confortante!

-Oh, se importa se eu me sentar ao seu lado?- pergunta Louis

-Não, claro que não, pode se sentar.- ele até que parecia bom de perto, me arrisquei em confiar e permitir.

-Obrigado!

Passamos o resto do tempo conversando, ele deu seu número à mim pra que caso a gente queira conversar outra vez, poderíamos trocar mensagens no celular.

Joseph finalmente sai da sala de jogos e me vê sentada ao lado de Louis , mesmo assim não deve ter dado tanta importância.

- Tenho que ir já está ficando tarde.- disse me despedindo

-Ok, também tenho que ir, a gente se fala por mensagem então?

-Claro! Adeus.- respondi abraçando-o.

-Adeus! - ele vai embora acenando para mim e eu retribuo. Joseph me alcança e pergunta quem é o garoto, apenas respondo que é um garoto que gosta da mesma banda que eu e se chama Louis, em seguida ele dá de ombros e seguimos silenciosamente até em casa, sem dizer uma palavra se quer.

Chegamos em casa, entrei em meu quarto e aconcheguei minha cabeça no travesseiro, rapidamente ouço meu celular vibrar, eu mal imaginara oque fosse, peguei meu celular e vejo uma mensagem, vinha de Louis.

Louis- "Sabe, você estuda naquele colégio em frente a praça?"

Melanie- Sim, você também estuda lá?

Louis- "Claro! É o único colégio perto de minha casa."

Melanie- Legal! Talvez a gente se encontre lá depois de amanhã, a gente poderia ser da mesma classe...

Louis- "Também acho... mas tudo bem, não podemos ter tudo o que queremos."

Melanie - Verdade!

Passamos quase a madrugada inteira conversando, até que o sono tomou conta de mim e eu adormeci com o celular ligado, Louis nem imaginara que eu podesse estar dormindo.

Quando acordo, me assusto ao perceber que eram 15 horas, me levanto e me arrumo pra ficar em casa mesmo, quando percebo, meu celular estava cheio de mensagens de Louis, umas 7, foi até assustador, mesmo assim as mensagens eram meio normais, eu acho. Vizualizo as mensagens e dizia

" você é de que classe?"

"Melanie?"

"Me responde."

" Tá aí? "

" O que você está fazendo?"

" Você está vizualizando, responda!"

" RESPONDE CARALHO!!!"

A verdade é que eu tomei um susto só na última mensagem que ele enviou, fiquei pensando no desrespeito e na ignorância dele, só por eu não ter respondido, talvez ele teria digitado coisas piores mas excluiu, eu lá vou saber...

Decidi responder ele, também com ignorância, fiquei com raiva pela ignorância dele.

Melanie: Aí calma! Você nem me conhece literalmente e deveria ter mais respeito com alguém!! Se você quer saber eu estava dormindo quando você digitou!

Ele demora alguns segundos pra vizualizar, mas ainda online.

Louis: Me desculpe senhorita, fiquei preocupado e me aborreci, mas me desculpe mesmo.

Melanie: Espero que isso não se repita, está perdoado.

Louis: Ok então...

Continuamos conversando, sobre bandas, ídolos e etc. Ficamos um bom tempo conversando, percebi que tinha que acordar para a vida e fazer algo mais de interessante, mas enrolei um pouco.

Louis parecia legal, talvez minha primeira amizade, não queria perder minha chance única e mais rara que já vi, aquilo era especial, desde o início.


Notas Finais


Estou tentando adicionar palavras mais... sabe... diferentes, de forma que torne um pouco melhor, espero não ter erros ortográficos, até o próximo capítulo leitores, tentarei postar capítulo as quartas e domingos. Bjs espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...