História Apenas uma semana - VKook - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Kookv, Taekook, Vkook
Visualizações 166
Palavras 1.175
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Comédia, Crossover, Ecchi, FemmeSlash, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi bom dia, boa noite, boa tarde

Capítulo 6 - - 6






Fifth Day;




Estou me arrumando pra ir ao shopping com Jin e Jimin, mas Taehyung também vai porque foi chamado pelos meninos. Se dependesse de mim ele não saberia nem que eu ia sair, mas ok, eu tenho um desafio pra cumprir.

Ontem eu fui dormir numa felicidade inexplicável. Sério. Eu mal dormi, mas consegui depois de algumas reviradas de posição.

São quatro horas da tarde agora, hoje tá um domingo agradável. Minha mãe já voltou da casa da tal amiga e tá bem mais feliz que o normal. Que bom, mas que estranho.

– Tô saindo!– grito enquanto saio de casa indo ao ponto de ônibus, escuto minha mãe dizendo "fica com Deus", típico dela.




{...}...



– Oi, oi!– digo me aproximando dos meus amigos que estavam sentados na praça de alimentação.

– Oi, Kook!– Jimin diz e me abraça. Sento ao lado dele.

– Cadê o Tae?– pergunto. Ok, por mais que eu não quisesse admitir eu estava preocupado com ele.

– Ele já já chega. Vamos esperar ele pra assistir o filme de comédia que lançou ontem.– Jin diz. 

Começamos a conversar esperando o Taehyung chegar e depois de mais ou menos dez minutinhos ele chegou. Dai nós fomos no cinema comprar os ingressos e depois compramos as comidas. Voltamos ao cinema pra ir assistir o filme, estávamos na fila e faltava algumas pessoas para chegar na nossa vez de entregar o ingresso.

Mas me deu uma grande vontade de fazer xixi. Minha bexiga automaticamente encheu pra cacete e eu quase me molhei.

– Gente, eu vou no banheiro. Sério, não agüento segurar nem mais um minuto. – digo, pondo minhas mãos entre as pernas.

– Vou com você.– Taehyung diz.

– Cuidado pra não acabar fazendo outras coisas, meninos.– o Jin diz e Jimin cai na risada. Enquanto eu bufo e começo a andar rápido com Tae me acompanhando.

Fomos no banheiro do cinema mesmo, chegando lá não havia ninguém. Entrei numa cabine, fechei a porta e libertei a cachoeira. Sentia até minha bexiga esvaziar me dando um mini prazer.

Terminei de fazer meu belo xixi, me arrumei e lavei as mãos. O Tae estava olhando algo no celular.

– Vamos?– Digo. Ele concorda e eu ando até a porta do banheiro, puxo mas não abre.

Ué.

Puxo de novo mas não abre. 

– Espera ai, deixa eu tentar.– o Tae entra na minha frente e puxa várias vezes a porta pra abrir mas não conseguia.

Tentamos nós dois puxar, mas nada. Ótimo, agora estou preso no banheiro do cinema com meu namorado postiço.

– E agora? – digo.

– Vou mandar mensagem pro Jin pra ver se ele consegue vir aqui abrir pra gente'.– ele manda a menagem e logo depois faz uma careta.

– O que foi? 

– Descarregou.– diz.– O celular ta viciado, então quando dá quinze porcento de bateria já desliga automaticamente.

Bufei. Era só oque me faltava, ficar trancado com o Taehyung dentro de um banheiro. Parece que toda vez que ficamos juntos nós temos que ficar presos em algum lugar.

Sentei no chão, não havia nada que eu pudesse fazer para que pudéssemos sair dali, a não ser gritar até alguem ouvir, mas estava fora de cogitação ficar rouco.


Quinze minutos e nada. Não é possível que nenhum homem tenha sentido vontade de vir no banheiro, ou as câmeras desse lugar não ter notado que estamos presos. O Taehyung começou a ficar meio nervoso e roendo um pouco as unhas.

– Tae, você ta bem?– pergunto. Ele tava andando de um lado pro outro.

– Eu tô excitado, Jungkook. – diz.

Arregalo os olhos. – Você tem fetiche em ficar preso em banheiros, Taehyung?– se fosse eu não iria julgar, cada um com suas parafilias. 

Eu por exemplo gostaria de transar de meias 7/4.

Ok, isso foi desnecessário.

– Não Jungkook, eu só estou...

É normal um homem ficar excitado em momentos aleatórios, eu passo por isso algumas vezes, mas achei estranho pelo fato de estarmos no banheiro trancados.

Porém, eu poderia me aproveitar disso. Está apenas nós dois, talvez tenha uma porcentagem de ser por minha causa ele estar assim. Bem que eu não deveria ter vindo com essa calça colada que o Jimin disse.

– Ei, Taehyung. Aceita um boquete? – pergunto. Eu não sou tão timido quanto pareço, só as vezes.

Ele me olha confuso. – O que? Como assim, Jeon?

Agora a madame vai de fazer de desentendida.

– Um boquete, ué. Aquilo de colocar o pa...

– Claro que eu sei oque é, mas você quer mesmo?– parecia um pouco aflito.

– Sim, Tae.– digo sorrindo. Um copo de água e um boquete não se nega a ninguém.

{Se nega sim, as vezes.}

– Ok então.

Ele se abaixa até onde eu estou sentado e alisa minha bochecha e me beija com ternura e graciosidade. Sua mão vai até minha nuca puxando alguns fios e eu ponho minhas mãos ao redor de seu pescoço. Nossas línguas juntinhas num beijo conduzido por ele, tudo numa perfeita sintonia.

Ele se senta no chão e eu começo a beijar seu lindo maxilar, seu pescoço e também deixando algumas marquinhas vermelhinhas na derme e desço até suas clavículas e dou um beijo em cada uma. 

Ele desabotoa a calça e tira o cinto mostrando sua box vermelha marcando seu pau excitado. Eu estava bem animado agora. 

Era meu primeiro boquete, então tirei seu pau da cueca e comecei a lamber. É só fazer como nos vídeos, pensei.

Chupei lentamente olhando no seu rosto para ver se ele estava gostando e ele estava com os olhos fechados e a boca aberta escapando alguns arfares.

Lambi a cabecinha, toda a extensão do pau e um pouco mais abaixo também, e fazia um carinho no "saco". Peguei o falo com minha mão e ajudei o boquete começando a masturbar ele. 

Foi quando eu ouvi o gemido maravilhoso do Taehyung e o seu líquido jorrar na minha mão. Oque me deixou estático foi o seu gemido arrastado. Ele geme tão bem e tão gostoso, que eu poderia ouvir todos os dias sem enjoar.

Levantei do chão e limpei minhas mãos na pia do banheiro enquanto Taehyung se vestia.

– Isso foi ótimo.– ele diz suspirando.

– Até que eu fui bem pra o meu primeiro boquete.– digo e ele ri. 

Enxuguei minha mão e ouvimos um barulho na porta e logo um funcionário entra.

– Vocês estavam aqui?– acentimos. – Me desculpem por isso, agora já podem ir embora sem preocupação.

– Obrigado.– nós dizemos. Fiquei levemente envergonhando e se ele tivesse pego a gente no flagra.

Agora teriamos que dar um jeito de entrar na sala do cinema. Procuramos a sala da seção e achamos rápido. Entramos na sala e procuramos os meninos enquanto subiamos as escadas. Achamos e sentamos com eles.

– Onde estavam?– Jin pergunta. Tive que contar que ficamos presos ali mesmo, só não disse a parte do boquete. Seria chamado de boqueteiro pelos meus próprios amigos.




{...}...



Abri a porta de casa sorrindo. O Tae me deixou em casa e viemos de mãos dadas de novo. E ele me deu alguns selares no rosto antes de ir, e esse simples gesto de me fez ficar com um sorriso no rosto.


Até chegar na sala e ver minha mãe aos beijos com um barbudo.

– Mãe? Cheguei.

Eles se arrumam. – Filho, esse é o Carl. O meu novo namorado.


Notas Finais


eu sei q ta tarde KKKK e q hj eh sabado, mas desculpa
pelo menos postei neh


bom, obrigada pelos comentários e pelos favoritos <3
ate o proximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...