História Apenas uma Sessão? Hot - Lay (Zhang Yixing) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias EXO, Super Junior
Personagens Heechul, Lay
Tags Lay
Visualizações 40
Palavras 973
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AVISO: ESSE CAPÍTULO NÃO TEM A INTENÇÃO DE INFLUENCIAR OU IMPOR NENHUMA RELIGIÃO.
Oiii, tive coragem e voltei! Tava tão corrida e sem criatividade que excluí a história, nas cá estou eu.
Desculpem a capa, mas eu achei legal.

Capítulo 3 - Decorrência.


Fanfic / Fanfiction Apenas uma Sessão? Hot - Lay (Zhang Yixing) - Capítulo 3 - Decorrência.

~ Elizabeth P.O.V's

Caramba... Eu nunca imaginei em um milhão de anos esse momento... Tá, eu já tive algumas (lê-se muitas) ilusões no dia em que eu encontrasse meu ídolo, mas nunca imaginei que ele seria tão bonito pessoalmente! Eu estou pasma! Ele, como sempre, muito bem vestido. E, espera! Eu escutei direito ou estou ficando paranóica? Ele respondeu-me em português, EM PORTUGUÊS! Ele ensaiou ou quis impresionar-me? 

- Você fala português? - O observo contendo, ou tentando, minhas emoções.

- Eu tenho uma noção, já que Macau se fala um pouco de português. - Respondeu-me, eu queria gritar.

- Ok, ok. Temos trabalho a fazer, certo? - Heechul muda de assunto, eu o fuzilo com os olhos. - Que foi? - Olhou-me.

- Não falaram nada sobre as fotos serem hoje. - Ele ri e nos observa intercalando o olhar. - Do quê está rindo? -

- Nada, nada. Apenas passou algo pela minha cabeça. Indo direto ao ponto, vocês precisam assinar o contrato e discutir os termos, horário de ensaio e coisas do tipo. - Explicou. - Meu caro Lay, você precisa dar sua resposta, certo? - 

- Senhores? - A secretária interrompeu quando o Sr. Zhang Gostoso Yixing ia pronunciar-se. - Vocês estão sendo solicitados imediatamente. Sigam-me, por favor. - Ela é uma mulher baixinha e bem bonita por sinal, na casa dos trinta anos. Ela possui uma saia-secretária bege que desce até seu joelho com um pequeno racho, uma uma camisa branca de botões e um saltinho preto. Em seu rosto uma maquiagem leve e básica, um estilo bem profissional mesmo, enquanto seus cabelos descoloridos, loiros, descem até seus ombros. Pude jurar que vi de relance Lay e Heechul dando uma secada básica na bunda dela. Homens, reviro meus olhos.


[...]


Eu não sabia que uma burocracia por aqui era tão chata! Meu pai, que saco! 

- Hoje você se superou hein. - Heechul fala do nada e eu assusto-me.

- Aaai que susto! Quer me matar do coração? - Repreendo-o. - Do quê você está falando? - Pergunto enquanto adentro a sala do meu apartamento. Sim, comprei faz tempo.

- Se faz de doida. - Disse enquanto furtava minha geladeira. - Você não deu sua conferida básica e analizadora no amiguinho do seu ídolo. - Olhou-me e deu uma mordida na maçã que pegou.

- Tsc! - Bufei irritada. - Já você não perde uma né?! - Joguei de volta e ele me olha sínico. 

- Eeeu? Do quê você está falando? - Finge cara de inocente e eu cruzo os braços impaciente e arqueio uma sobrancelha. 

- "Te faz de doido" - Imito-o. - Aquela sua olhada descarada na bunda da secretária. E do Lay também por sinal... Homens, vocês não perdem uma! - Reviro meus olhos e ando em direção ao quarto.

- 'Tá com ciúmes é? Huuum, Sr. Zhang gostaria de saber disso. - Olhou-me sugestivo

- Quê? Para de mudar de assunto. - Gritei irritada e entrei no meu quarto. Tiro minha sapatilha e atiro em qualquer canto, não estou afim de organzar nada hoje. Tiro minha calça e minha blusa as jogando em cima da cama. Enrolo-me na toalha e ando em direção ao banheiro. Quando estou perto ouço Heechul gritar "Oooh bonita, se arruma logo que a administração está nos esperando para o aniversário do sócio do projeto. Seu amor é um dos principais na lista", pude ouvir o sarcasmo da sua frase e resolvo ignorar.

- Estou indo tomar banho.- 


[...]


- É sério mesmo? - Chamaram a gente para um "aniversário" de um sócio do projeto, que na verdade não passava de comer intestino em um karaokê e beber até amanhecer.... Meu santo pai, eu definitivamente, mereço! E cadê o Lay? Heechul você me paga seu escroto.

- Se não fosse isso você não sairia de casa. Tive que usar minhas artimanhas. - Só sendo assim mesmo para me fazer vir à esse lugar, nesse humor. - Se anima e dança Call me Baby. - Deu uma piscadela e eu me segurei para não enfiar essa garrafa de soju no fiofó dele....

- Eu vou para casa! Estou cansada da burocracia e do estresse de hoje, 'tô fora. - Disse levantando-me, Heechul agarrou meu braço e me olhou um tanto sério.

- Você não pode se divertir um pouco? - Só eu que senti frustração em sua voz? Falou cansado. - Por que não fica e tenta dar uma chance? - Soltou meu braço, fiquei um pouco receosa.

- Desculpe, eu entendo o que você quer fazer e agradeço, mas o dia hoje foi cansativo e eu quero dormir. Amanhã começamos o ensaio cedo, seria bom se você não demorasse demais. - Sorri branda. - Não beba demais, estou indo. Boa noite. - Despedi-me dele e de todos, ele quis acompanhar-me até o táxi.

- Se cuida. - Disse sorrindo. Sorri de volta e agradeci com um "você também!". Dei o endereço ao taxista e ele elogiou meu coreano. Parece que esses dias aqui ajudaram bastante. 

Ao chegar em casa, vou direto à cozinha, melhor parte da casa. Peguei meus morangos na geladeira e segui para o meu quarto. Troquei de roupa e vesti minha camisola vermelha de seda e detalhes em renda, muito sexy por sinal. Deitei e comecei a comer os morangos. Um por um, fiquei a pensar como o Sr. Zhang - já que é meu parceiro de trabalho vamos manter a formalidade - reagiria se estivesse presenciando essa cena. Só de imaginar seus olhos fixos em mim, seu membro rígido exposto no tecido da calça, o meu baixo ventre começa a formigar e meus mamilos enrijecerem. Balanço a cabeça para afastar esses pensamentos ou amanhã apareceria cheia de olheiras, entendedores entenderão. Após comer o último, vou ao banheiro escovar os dentes e tirar a maquiagem. Quando finalizo tudo, ligo o ar-condicionado e deito-me. Faço minha oração da noite, como de costume, e adormeço com facilidade.



Notas Finais


Espero que tenham tido uma boa leitura, eu prometo não demorar a atualizar.
Eu sou uma pessoa católica, então se alguma ateia estiver lendo, releva por favor.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...