1. Spirit Fanfics >
  2. Apesar de Tudo... >
  3. Whey.

História Apesar de Tudo... - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Aí está! O capítulo que eu sempre estive querendo postar! Espero que gostem!

Obs: Os dias de postagem a partir de hoje serão somente terça e quinta. Bjss

Capítulo 10 - Whey.


Aizawa fazia turnos com Yamada na vigia dos alunos. Quando era sua vez, já eram 10 da noite. Ele estava sentado com as costas escoradas em uma pedra, numa distância segura para nenhum aluno o perceber.

- Que saco... – Resmungou – Mas se é para acabar de uma vez por todas com isso de espião, vale o esforço...

Então, minutos depois de ele ter dito isso, um estrondo soou do outro lado do acampamento. Aizawa rapidamente se levantou assustado e entrou em posição de combate. Pegou seu rádio e o ligou.

- À direita do acampamento! – Gritou em um sussurro

- Nós também ouvimos! Estou à caminho! – Yamada exclamou

- Se preparem para o conflito! Eles chegaram mais cedo do que eu esperava, mas já estávamos preparados para isso! – Nezu falou de seu escritório – Midnight, vá para perto dos alunos e os leve para longe!

- Certo!

Aizawa desligou o seu rádio e saiu correndo em direção da explosão.

- Droga... Então realmente um dos meus alunos é um espião? – Aizawa falou decepcionado – Isso não é bom de se pensar...

*

*

Kaminari e Jiro se beijavam sem pensar em mais nada, somente naquele momento de amor que ambos compartilhavam. Jiro nunca tinha pensado que beijar era tão bom, que amar era tão bom...

“Amar”... Essa palavra era nova para a garota. Nunca tinha sentido nada parecido por ninguém até aquele momento. Finalmente, ela se rendeu ao seus sentimentos e aceitou de uma vez por todas que realmente estava apaixonada por aquele loiro idiota.

Porém, para estragar o clima dos dois, a explosão ocorreu, seguido de gritos dos outros alunos. Eles rapidamente se separaram assustados e se entreolharam intrigados.

- O que foi isso?! – Jiro indagou enquanto se levantava

- Algo explodiu perto do acampamento! – Denki respondeu – Quem foi o idiota que fez isso?!

- Deve ter sido o Bakugo... – Falou para tentar tranquilizar a situação, até que ouviram uma voz irritada na distância:

- QUE MERDA FOI ESSA?! – Bakugo gritou histérico

- Mas se não foi ele... – Jiro chegou à uma conclusão. - Isso quer dizer que... – Balbuciou com a voz trêmula

- Os vilões... Eles vieram. – Kaminari falou sério enquanto ficava de pé e estendeu sua mão para Jiro – Vem... Vamos ajudar o pessoal! – Começou a escalar de volta ao chão

- E-Estou indo! – Jiro falou e foi logo atrás.

Ambos desceram e saíram correndo em direção do acampamento. Quando chegaram lá, encontraram todos os outros alunos assustados e confusos enquanto olhavam para o fogo que emergia da mata densa que os cercava.

- O que aconteceu?! – Kaminari perguntou exaltado

- Alguma coisa explodiu na mata! – Ashido respondeu

- Crianças! – Midnight surgiu de trás de uma árvore – Me acompanhem! Vou levar vocês para um lugar seguro!

- Midnight-sensei! O que está acontecendo?! – Uraraka perguntou nervosa

- Ainda não sabemos... Mas é bem provável que seja a Liga dos Vilões. – Disse, para o desespero dos alunos – Agora, venham!

Sem contestarem, a turma inteira foi atrás da professora que ia abrindo passagem por meio das folhagens adensas. De longe, podiam ouvir estrondos repetitivos, indicando que um combate acontecia próximo deles.

De repente, o rádio de Midnight liga com um chiado. Então, com sons de pancadas e coisas se quebrando ao fundo, Aizawa gritou em seu aparelho:

- Kayama! Deixe os alunos em um lugar seguro e venha para cá agora!

- A situação está tão ruim assim?! – Perguntou chocada

- Só venha log-

A ligação cortou com um estrondo altíssimo no fundo, deixando uma Nemuri totalmente desnorteada sem saber para onde ir. Parou por alguns segundos pensando no que fazer.

- Atenção, todos! – Virou-se para os alunos – Logo em frente vocês vão achar um campo aberto! Quero que vocês fiquem lá, todos juntos! Eu irei ajudar os outros professores e logo voltarei para guia-los novamente! Dito isso, boa sorte!

A mulher pulou no galho de uma árvore e saiu em direção de onde estava acontecendo a batalha. Os estudantes então marcharam em direção do campo aberto e lá estacionaram, esperando pela volta de Kayama.

Porém, antes que pudessem perceber, uma árvore que estava atrás deles caiu no chão e virou pó. Quando os alunos olharam para onde a planta estava, ficaram incrédulos com quem viram.

Bakugo, Deku e Todoroki rapidamente entraram em posição de combate ao verem a pessoa que se encontrava ali. Kaminari entrou na frente de Jiro para protegê-la, enquanto Lida também se posicionou na linha de frente.

- Ora ora... Os tão badalados professores da U.A. estão tendo tanto trabalho assim só com Spinner, Twice e nossos clones? – Falou com sua voz sombria – Deixando os alunos sozinhos em uma mata escura... Que irresponsáveis. – Disse sadicamente

- Nós sabemos nos defender... – Deku gritou - ...Shigaraki!

- Se está tão confiante de suas habilidades, então venha... – Falou ameaçador – Na verdade, podem vir todos ao mesmo tempo!

Dabi, Toga e Mr. Compress se revelaram de dentro da floresta, deixando os alunos ainda mais encurralados.

- O que foi...? – Shigaraki perguntou sorrindo diabolicamente – O gato comeu a língua de vocês? – Disse sorrindo maliciosamente

- Vilão desgraçado! – Kaminari gritou enfurecido. Ele então usou sua alta velocidade para sumir e aparecer em frente à sua turma. – Não irei deixar você machucar meus amigos!

- Quero ver você tentar...!

- Vai se arrepender de ter pedido! – Disse e sumiu. Antes que Shigaraki pudesse raciocinar, recebeu um chute potente na nuca, arremessando-o de cara no chão.

- Ficou mais forte... – Shigaraki balbuciou, quando recebeu outro chute, agora na barriga.

- Tomura-kun! – Toga gritou pelo chefe, mas acabou sendo arremessada em direção de uma árvore e dando com as costas nela – Desgraçado...!

- Cadê esse garoto?! – Mr. Compress olhava de um lado para o outro procurando pelo loiro, porém foi rapidamente nocauteado por um soco fortíssimo em sua bochecha, que o arremessou com tudo em um arbusto.

- Ele está muito rápido...! – Dabi disse com as mãos em chamas, pronto para atacar Kaminari no momento que ele aparecesse. Porém, recebeu uma joelhada poderosíssima na sua lateral, seguida de um soco no seu queixo, que o fez cair desacordado no gramado.

- Kaminari... – Todoroki falou o nome do garoto impressionado

- Esse idiota vai acabar com todos eles... SOZINHO?!! – Bakugo gritou enfurecido e incrédulo

- Vem, vamos o ajudar! – Deku falou para Todoroki e Bakugo, que rapidamente se lançaram na direção de Tomura.

- Denki... – Jiro falou num sussurro, meio impressionada e meio preocupada com o seu amigo.

- Vocês crianças são muito apressadas... – Se levantou tranquilamente enquanto os três vinham em sua direção, sem contar com Kaminari. – Não se mexam, ou eu mato o garoto. – Falou com semblante sério, mostrando que ele não mentia. O trio, ao perceber que ele não estava brincando, imediatamente parou pelo bem de Kaminari. Porém, o loiro pareceu não ligar.

- Ha! Pode ir sonhando! – Kaminari gritou enquanto voava à máxima velocidade de perna esticada na direção da cabeça do vilão. Contudo, em um movimento só, Tomura se virou na direção de Denki e parou seu pé com apenas uma mão, sem tocar com todos os dedos no sapato do loiro. Uma leve onda de choque fez o cabelo dos alunos balançarem suavemente antes do local entrar em um silêncio absoluto.

- Se vocês se mexerem, eu o mato. – Falou, fazendo os 3 recuarem encurralados – Se meus 5 dedos encostarem em alguém, essa pessoa virará cinzas. Agora, 4 estão tocando no pé dele.

 Os três meninos que tinham ido na direção de Shigaraki recuavam lentamente enquanto tentavam achar alguma abertura para poderem salvar Kaminari.

- Se fizerem qualquer movimento suspeito, vocês o levarão para casa em um cinzeiro. – Ameaçou novamente. Então, quando os alunos já estavam à uma distância segura, ele jogou o garoto no chão e o agarrou pelo pescoço, sem encostar seu indicador no mesmo. – Chega de resistência. Você virá comigo.

- Não irei! – Disse corajosamente e empurrou o vilão para trás. Já bufando, Kaminari ficou de pé e levantou seus punhos, ainda na dianteira de sua turma.

- Garoto insolente... Só venha! – Esbravejou furioso e pulou na direção do garoto com a mão esticada

- Tome isso! – Gritou e soltou uma rajada de eletricidade poderosíssima que, sem querer, se expandiu até seus amigos.

- KAMINARI! SEU IDIOT... - Bakugo exclamou

- Se protej... - Lida tentou avisar, mas foi tudo muito rápido

- Denk... - Jiro gritou pelo amigo

Os estudantes não tiveram nem tempo para se mexerem, já que a massa de energia rapidamente os engoliu por completo. Todos os alunos foram eletrocutados e caíram duro no chão, completamente desacordados.

*

*

Sabe-se lá quanto tempo se passou, mas Jiro acabou abrindo os olhos. Os abriu lentamente, ainda atordoada com o ataque do loiro. Ainda não conseguia mexer seu corpo, então permaneceu deitada no chão de braços estirados e de barriga para baixo.

Aquele idiota perdeu a cabeça e eletrocutou todo mundo de novo...” – Mexeu seus olhos de um lado para o outro para ver o restante do pessoal. Porém, se surpreendeu ao ver que era a única consciente. – “Eu sou a única acordada...?” – Perguntou para si mesma – “Agora isso não importa... Tenho que ver se o Denki está bem... Shigaraki pareceu quase encostar nele no momento que ele usou sua eletricidade... Sabe-se lá o que aconteceu depois que eu apaguei...

A garota fez força nos braços para tentar se erguer. Contudo, continuou deitada no mesmo local. Não só por causa da dormência provinda da eletricidade, mas também por medo e pânico para com a cena à sua frente. Encostado com o ombro em uma árvore, estava Shigaraki em plena consciência e integridade, como se não tivesse recebido nenhum ataque. Ele ainda não a tinha visto, pois estava com olhos em algo que estava atrás de Kyoka.

C-Como ele está de pé?!” – Jiro pensou aterrorizada – “Eu tenho certeza que ele foi acertado pela massa de energia de Denki!” – Kyoka começou a se desesperar, então, para se acalmar, respirou fundo silenciosamente – “Então sobrou para mim e Kaminari, né? Vai ser difícil...” – Porém, se lembrou de algo crucial – “Espera! Ele vai entrar em curto circuito depois de usar uma quantidade tão grande de energia... Droga! Isso significa que resta só eu par-

Parou seu raciocínio ao ouvir, de modo abafado já que sua audição ainda estava voltando, passos de alguém vindo em sua direção por detrás.

Huh?! Outro vilão também acordou?!” – Raciocinou rápido

De repente, os passos pararam e uma voz ecoou:

- Opa... Desculpa por ter pisado na sua mão, Midorya. – Falou sarcástico. – Hm... Kyoka! Se você estivesse acordada, agora estaria 21 a 3 para mim...! – Falou presunçosamente, e a mente da garota deu um clique, chegando à mórbida realização de que... – Não consigo nem imaginar o susto que você iria tomar! Hahahaha!

Espera...

Ele continuou andando em direção Shigaraki. Logo, quando estava em frente à garota, o vilão parou, sem perceber que ela estava acordada. Kyoka então, discretamente, mexeu um pouco a cabeça para ver quem era essa pessoa misteriosa. Porém, no momento que prendeu seus olhos na cara dele, sentiu como se uma faca tivesse lhe atravessado pelo peito, abrindo um buraco impossível de se tampar. Nunca houvera sentido tal sensação, e já na primeira vez não queria a sentir de novo. Seu coração... Não. ELA havia sido traída.

No momento que mirou seus olhos no rosto do garoto, percebeu que a explosão de eletricidade que desacordou todos não tinha sido acidental, fruto de um descontrole comum dele.

Então, sem olhar para ela e com um sorriso presunçoso e sarcástico estampado em seu rosto, acompanhado de um olhar maléfico, ele balbuciou apenas uma palavra, que fez o corpo inteiro de Jiro estremecer enquanto ela tentava processar o que acontecia:

- Whey.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...