História Apeur Agmen — 2Jae - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Jingyeom, Markson
Visualizações 565
Palavras 973
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, eu sou a Kim_kumamon, e seja bem vindo(a) a mais um capítulo de Apeur Agmen.

Mano, sério, muito obrigada pelos favoritos, vocês não tem noção do quão feliz eu tô, sério. Tenkiu.

Sim, eu demorei uma semana, mais ou menos para atualizar a fanfic.
Mas queria lhes informar que será assim daqui para frente, já que eu acabei criando um cronograma de atualizações. Algo que pelo menos para mim, seria mais organizado.
Então os dias de atualizações serão as seguinte:

→ Apeur Agmen: Sexta-Feira.
→ Simul: Sábado.
→ Silentium: Terça-Feira.

Ah, claro, Silentium é uma fanfic minha e de minha Saeng, o casal principal é Junhwan, do grupo IKON. Se quiserem dar uma lida o link vai estar nas notas finais.

Então chega de enrolação e vamos para o capítulo!

Boa leitura!

Capítulo 10 - !Capítulo 10!


Fanfic / Fanfiction Apeur Agmen — 2Jae - Capítulo 10 - !Capítulo 10!

Quatro dias depois de Jaebum ter assinado o contrato, finalmente pode se mudar da casa de seus pais.


Faziam exatamente, quatro semanas que estava no apartamento, e nunca se quer pode "conhecer" ou conversar, Youngjae. O garoto sempre estava trancado no quarto estudando, ou no trabalho, e muitas vezes, chegava tarde, ou sempre um dos dois saia antes do outro ou depois, nunca podendo conversar. Jaebum sabia que o mais novo vivia cansado, e sempre que o garoto deixava um bilhete na porta da geladeira falando que chegaria tarde, Jaebum tratava de deixar algo para ele comer. E Youngjae agradecia internamente Jaebum por ajudá-lo nessa parte, pois estaria cansado demais para fazer algo.


Mesmo Jaebum não vendo, ou conversando com Youngjae, o ajudaria como pudesse.


***


Já era tarde da noite quando Youngjae chegou do trabalho. Seu dia tinha sido extremamente cansativo. As coisas na faculdade estavam sendo cansativas, já que era a semana de provas. Seu trabalho também era cansativo, não tanto quanto a faculdade, mas mesmo assim fazia o Choi chegar ao seu limite. Youngjae jogou-se no sofá, deitando de qualquer jeito.


Jaebum, que ainda não dormia, escutou alguns barulhos no apartamento, sabia que poderia ser Youngjae, mas iria confirmar. Saiu do quarto, com seu pote de sorvete em mãos, andou até a sala, vendo um ser no sofá, não era possível ver seu rosto, pois as luzes estavam apagadas.


— Cansado? — perguntou Jaebum levando a colher cheia de sorvete a boca.


Youngjae poderia muito bem ter se assustado, ou gritado, mas estava cansado e sabia que pelo tom de voz, era Jaebum. Certo, poderiam ter até conversado uma única vez, sendo por celular, mas Youngjae tinha reconhecido a voz.


— Muito! — respondeu de olhos fechados.


— Você deveria tirar uma folga, vai acabar ficando doente — Jaebum falou ainda olhando Youngjae.


— Por que se preocupa?


— Eu me preocupo com todo mundo — deu de ombros se encostando na batente da porta — Deixei algo pra você comer!


— Obrigado!


— De nada! — respondeu baixo.


Jaebum observou Youngjae se sentar no sofá tirando o casaco que usava deixando no braço do sofá. O mais novo olhou para a porta, não podendo ver o rosto de Jaebum. Youngjae levantou, levou uma de suas mãos até seu cabelo os bagunçando. Passou por Jaebum, caminhando até a cozinha. Assim que entrou no cômodo, tratou de beber água. Jaebum terminou de comer o sorvete, indo para a cozinha, jogando o pote no lixo e colocando a colher que acabara de usar na pia. O Choi olhou os movimentos de Jaebum pelo canto dos olhos, observou que o mais velho tinha jogado o pote de sorvete, não pode deixar de sorrir ladino, imaginando o que aconteceria.


— Prevejo morte! — Youngjae comentou depois que terminou de beber água — Pegou o pote de sorvete do freezer? — perguntou se virando na direção de Jaebum, se encostando no balcão da cozinha.


Jaebum virou seu rosto na direção de Youngjae. Observou o mais novo, era um pouco mais baixo que Jaebum. Sua pele era branca. Seus cabelos castanhos e lisos, com algumas madeixas caindo em cima de seus olhos. Lábios avermelhados e meio carnudos, bochechudo. Mas algo que realmente chamou a atenção de Jaebum, foram seus olhos roxos. Os mesmos olhos roxos. O garoto a frente de Jaebum, para ele, era idêntico ao que conheceu. Claro que se fosse mesmo ele, teria mudado algumas coisas.


Jaebum estava tão absorto em seus pensamentos, que acabou por esquecer de responder o que o mais novo perguntara. Youngjae o observava sem entender o porque de Jaebum o olhar daquela forma. O Choi se aproximou de Jaebum, balançando sua mão em frente aos olhos do mesmo, algo que só resultou no mais velho se aproximar mais ainda de Youngjae, tirando as poucas madeixas que caia sobre os olhos do Choi.


Youngjae não entendeu o porque daquilo. Seus olhos percorriam cada traço do rosto de Jaebum até parar nos olhos do mais velho. Eram cinzas, os mesmos olhos cinzas que um dia já viu.


— Sunshine… — murmurou Jaebum.


Jaebum era o único que chamava Youngjae daquela forma. O Choi não estava a acreditar que depois de anos se encontrariam de novo, dessa forma.


— Seu idiota, filho da puta! — Youngjae falou ainda olhando Jaebum. Seus olhos estavam marejados — Tem noção das coisas?


— Me desculpa… — murmurou — AI! Por que me bateu?


— Seu idiota, filho da puta! — repetiu o que a poucos segundos falou — Você parou de me visitar, me deixou sozinho, caralho. Eu tenho motivos pra te bater — falou — Tem noção de quanto tempo não nos vemos? Desde quando você parou de me visitar? — perguntou voltando a bater em Jaebum, deixar suas lágrimas caírem.


Jaebum abraçou Youngjae, impossibilitando que o Choi o batesse.


— Me desculpa, me desculpa, me desculpa. Eu tentei. Eu sempre tentava ir visitá-lo mas não conseguia. Eu acabei me mudando pra cidade, não tinha mais tempo pra nada — falou Jaebum com a voz embargada — Jae, me desculpa.


Youngjae não conseguia responder, o choro não deixava. O Choi abraçou Jaebum, como no último abraço em que o mais velho tinha dado em Youngjae.


— Por favor não me abandona de novo! — pediu Youngjae entre soluços — Não faz o que fizeram comigo e como você fez a anos atrás.


— Eu não vou, eu não vou! — falou afastando Youngjae minimamente de si. Venda suas bochechas e nariz vermelhos por conta do choro.


Jaebum enxugou as lágrimas de Youngjae. Tirou as madeixas de cabelos que estavam grudados em sua testa. O Im voltou a abraçar Youngjae, sendo prontamente retribuído pelo mais novo, que aos poucos se acalmava.


— Eu tô com fome! — murmurou Youngjae com sua voz rouca ainda abraçado a Jaebum, que riu da fala do Choi.


— Certo! — sorriu Jaebum depositando um selar na testa de Youngjae.


Ou seu Sunshine, como voltaria a chamá-lo.


Notas Finais


[capítulo revisado]

Então foi isso. Não achei maneira melhor de fazer esse reencontro do nosso casal. Me desculpem qualquer erro.
Aqui em baixo deixarei o link do grupo da fanfic, e o link de duas fics, caso queira ler.



Simul (2Jae):

https://spiritfanfics.com/historia/simul--2jae-10644703



Silentium (Junhwan):

https://spiritfanfics.com/historia/silentium--junhwan-10511263



Grupo Whatsapp:

https://chat.whatsapp.com/9lgJWxoifnV9xmahYSkb0X


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...