História Apocalipse - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Apocalipse, Truegus
Visualizações 24
Palavras 316
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - O dia mais feliz de nossas vidas



"Seis meses... três dias... e doze horas. Seis meses, três dias e doze horas desde que você partiu. Seis meses, três dias e doze horas desde que eu falhei em protegê-la. Eu sinto muito, Sarah. Eu realmente... sinto muito. Espero que, onde quer que esteja, você possa me perdoar." disse Gus, deixando uma única lágrima escorrer-lhe o rosto. "Filho da puta!" exclamou ele; Gus levantou-se e andou até a mochila, de onde puxou a foto de uma garota de cabelos e olhos castanho-claros, vestindo uma camisa preta sob um casaco vermelho e calças jeans azuis rasgadas na altura dos joelhos, assim como botas marrons. Ela estava sorrindo, e parecia estar muito feliz. Ao lado dela, outra garota e dois garotos, um deles sendo o próprio Gus. A legenda na parte de trás da foto, escrita com uma caneta preta, dizia:
"O dia mais feliz de nossas vidas." e ao lado, as assinaturas de todos na foto; Matthew, Melissa, Sarah e Gus, cada uma com uma cor de caneta diferente. Hoje era o aniversário de seis meses e três dias desde a morte de Sarah, Matthew e Melissa; por esse motivo fora que Gus pegara a mochila, a arma, o bastão, comida e água e dirigira portão afora da comunidade que ele mesmo fundara e batizara de Zona Segura Wilkins, Ashton, Hicks e O'Leary , nome dado a partir do sobrenome de cada um de seus amigos falecidos, logo após o ínicio do apocalipse, Sarah Wilkins, Melissa Ashton, Matthew Hicks e por fim, o próprio sobrenome Gus O'Leary. Precisava de um tempo sozinho para ficar de luto pelos amigos que morreram. Flashbacks preenchiam sua mente, especialmente aqueles com o melhor amigo, Matthew; Mas os piores eram, sem dúvida alguma, aqueles que envolviam Sarah. Ao final, ele puxou a arma, ficou de joelhos e pressionou o cano contra a têmpora direita; "Espero que possa me perdoar..." disse ele.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...