1. Spirit Fanfics >
  2. Apocalipse >
  3. Jace Cabelos Verdes

História Apocalipse - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Jace Cabelos Verdes


A luminosidade atravessava a cortina translúcida do quarto, o sol se levantava imponente anunciando o raiar do dia, pássaros cantavam, galos gritavam, dava para ouvir a voz de crianças brincando e rindo mais ao longe.

O quarto estava bem iluminado pela luz do sol revelando sua imensidão, localizada centralizada entre duas portas de madeiras estava uma grande cama de casal com lençóis brancos, sobre a cama estava o jovem Josh, estava apenas com uma cueca box preta, seu corpo estava coberto por um lençol translúcido que marcava em várias partes os músculos definidos do garoto. Seus olhos se abriam lentamente, sua cabeça estava doendo, ele estava meio zonzo, não lembrava o que tinha acontecido e nem se quer onde ele estava.

Josh se levanta meio tonto e caminha em direção a grande janela, seus olhos levam alguns segundo para se adequar a luz do dia, provavelmente passava do meio dia. O sol estava alto, ele olhou para baixo e viu algumas pessoas, adolescentes e algumas crianças, andando e correndo pela grama, alguns pareciam pessoas normais, alguns tinham uma aparência diferente, sua atenção foi chamada por uma garotinha com pele dourada e cabelos de fogo. Na mente de Josh ele pensava que estava em um sonho, ou alucinado, pois evidentemente aquilo não seria real.

O garoto está tão distraído olhando a extensão do local que nem percebe que a porta se abre. Josh estava imerso em seus pensamentos e quando se da conta tem um rapaz parado ao seu lado olhando para a garota de pele dourada.

- Incrível não é? - diz o recém chegado assustando Josh. O garoto era alto assim como Josh, possuía olhos verdes, seus cabelos da mesma tonalidade, pareciam um emaranhado de sipos super finos verdes que de forma bagunçada se espalhavam na cabeca do garot. Ele era magro, porem com seus musculos definidos, assim como os de Josh, seu rosto era extremamente belo. O garoto estava usando calça jeans preta rasgada nos joelhos com detalhes em corrente prateada nos bolcos, uma camiseta também preta com o brasão da família real britânica. - Me chamo Jace, me mandaram trazer umas roupas para você. - Com esse comentário Josh acaba se dando conta de que estava apenas de cueca.

- Me chamo Josh. - diz o garoto meio nervoso, afinal, além de seus pais ninguém nunca tinha o visto só de cueca. - O que aconteceu comigo?

Jace foi em direção a cama se sentando, seus pés descalços eram quase brancos, a pele do mesmo era bronzeada, porém seus pés eram de uma tonalidade muito diferente de sua pele.

- Bem, você despertou seus poderes e teve de ser contido. - Começa ele contando enquanto olha para as roupas que ele tinha trazido. - Aí ficou em coma por um tempinho...

- Tempinho? - diz Josh tentando recordar de algo.

- Sim, você ficou em coma cinco anos. - Ele pega uma calça preta da pilha que havia trazido. - espero que goste de preto, não tenho muita roupa colorida.

Jace falava com tanta naturalidade sobre o fato de Josh ter ficado em coma por cinco anos que nem parecia algo com que se preocupa. Porém várias perguntas surgiam na sua cabeça, como era possível? E por que ele não tinha engordado? Quem o limpava durante esse processo? Eram muitas perguntas, mas ele estava muito cansado para fazelas, ao que tudo indicava a cinco anos ele não comia nada dessente e não se comunicava com pessoas. Porém ainda estava difícil de acreditar que tudo aquilo era real, era tão difícil de acreditar que aquilo estava realmente acontecendo, ele esperava vir a voz de sua mãe a qualquer momento e ele acordar com seus dez anos novamente em sua cama, com seus poucos amigos, seu irmão adotivo pegando no seu pé todos os dias, sendo um dos mais inteligentes da turma novamente.

- Eu sei que é difícil de acreditar em tudo o que está acontecendo, porém é real, também demorei acreditar. - diz o garoto com um olhar de consolo, Josh senta a seu lado pegando uma camiseta preta com detalhes em vermelho e vestindo. - cada um que está aqui possui uma ou mais habilidades especiais, alguns tem aparência humana como você. - Ele suspira e volta a falar - outros tem a aparência diferente, como eu e a Teth, a garota com pele dourada e cabelo de fogo.

- É difícil assimilar isso, é dificil acreditar que tudo está realmente acontecendo, de que no mesmo mundo em que vivem os humanos vivem humanos com poderes, isso parace ficção, fantasia, coisas que lemos em livros e vemos em filmes, não o que vivemos na vida real. - Josh estava perturbado ainda com aquelas informações, sua cabeça ainda doía, porém estava aliviando gradativamente, não lembrava nada do que havia ocorrido a cinco anos atrás, não sabia o que havia feito de tão grave para ser posto em coma por cinco anos.

- Muita coisa não tem explicação. - diz Jace e coloca sua mão na perna nua de Josh, Jace podia sentir os músculos firmes do garoto e Josh o toque suave das mãos do outro.

Por um instante tudo desapareceu, a dor, as perguntas, a incredulidade, a sensação de irreal, tudo trocado por uma sensação de calmaria e alívio. Josh olhava fixamente para os belos olhos verdes do garoto de cabelos verdes, ele sentiu seu corpo se aproximar do corpo de Joce, estava ofegante, sua respiração pesada. Quando estavam prestes a se beijar alguém bateu na porta, Jace tirou a mão da perna nua de Josh que logo levantou e comessou a colocar uma calça.

- Jace traga o novato para comer. - disse uma voz feminina aveludada do outro lado da porta. - Freia preparou um lanche quando soube que ele acordou.

- Já estamos saindo Teth. - Gritou Jace se levantando e indo em direção a porta, ele caminhava de uma forma lindamente atraente, era algo que tornava quase impossível o olhar quando ele andava. - Vamos logo, você vai adorar a comida de Freia, ela é uma ótima cozinheira, já teve um grande restaurante no Central Park, mas agora ela vive aqui, ela quem cuida de tudo na escola, ela que ajuda os novos mutantes a descobrirem seus poderes.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...