História Apocalipse-BTS - Capítulo 44


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Visualizações 108
Palavras 959
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii galerinha, então esse é nosso primeiro hot, pode tá uma merda então já pedimos desculpas tenham uma boa leitura ❤️

Capítulo 44 - You are Mine.


Fanfic / Fanfiction Apocalipse-BTS - Capítulo 44 - You are Mine.

   S/n on


   Eu pensei alto, acabei falando aquilo sem querer, me aprofundo mais em seu peito tentando esconder toda a vergonha. Sinto ele dar uma leve risada, até que ele levanta minha cabeça levemente me fazendo olhar em seus olhos.

Jungkook- Que tal fazermos do seu desejo uma realidade?

   Ele diz isso com um sorriso malandro, eu continuo olhando para seus olhos que agora estão totalmente negros, seus cabelos estão levemente bagunçados dando a ele mais charme.

- Só vem.

   Logo depois sinto seus lábios juntos aos meus, eles eram tão macios quanto algodão, o beijo que estava calmo começa a ficar mais feroz e apaixonante, coloco minhas mãos atrás de sua cabeça  acariciando seus lindos cabelos negros, enquanto suas mãos passeavam pelo meu corpo, a falta de ar veio mais não demorou muito para continuarmos.
   Sem parar o beijo começo a descer minhas mãos até alcançar sua camiseta e conseguir tirar, ele faz o mesmo, com seu abdômen a mostra, fico o adimirando.

Jungkook- Gosta do que vê? -* Diz ele com um sorriso malicioso. Eu apenas confirmo e começo a passar as minha mãos nele, acariciando cada parte de seu corpo. Agora ele muda de posição ficando em cima de mim, ele me beija novamente agora com uma certa necessidade, ele vai descendo até alcançar meu shorts e tira o mesmo me deixando apenas de roupas íntimas, também aproveito e tiro as calças dele o deixando apenas de box. Ele para e fica admirando meu corpo, confesso que por ser filha de Brasileira meu corpo acabou puxando os traços da minha mãe, ou seja, tenho um pouco mais de bunda e meus peitos são volumosos. Olho para ele com um sorriso malicioso.

- Gosta do que vê?

   Sem deixá-lo responder puxo ele para mais um beijo, ele passa suas mãos pelas minhas costas abrindo meu sutiã e os deixando a mostra, confesso que fico um pouco invergonhada, mas isso logo passa , ele abocanha um dos meus seios e massageia o outro, logo depois ele vai deixando selinhos em minha barriga até chegar na minha calcinha, onde ele a arranca, logo depois ele faz o mesmo com sua box, deixando seu membro ereto a mostra.
   Ele se posicionar sobre minhas pernas.

- Kookie vá com calma, não me lembro se ainda sou virgem.

Jungkook- Pode deixar, se doer me avise.

   Ele começa a me penetrar bem devagar, sinto uma leve ardência, mais logo passa, quando ele vê que já me acostumei ele aumenta as estocadas, me fazendo gemer de prazer.

Jungkook- Isso...eu quero ouvir você gemer meu nome. -* Sussurrou em meu ouvido, fazendo eu me arriar toda.

- Aww Jungkook...mais rápido.

   Sinto ele se arrepiar e começa a acelerar as estocadas.

- Kookie...eu acho que vou...

   Nesse momento chego em meu limite, ele então aumento mais ainda e logo depois ele chega ao seu limite.
Ele deita ao meu lado, nossas respirações estavam ofegantes.

Jungkook- Você é incrível...

   Ele puxa o cobertor e nos combate, logo ele me põe em seu peito e eu o abracei, assim dormimos.


S/n off


Jungkook on


   Acordo com o som de alguns passarinhos cantando, ainda com sono tento despertar meu cérebro e me lembro da noite maravilhosa que tive com a S/n, olho para abaixo e a vejo ainda dormindo.
   Fico a adimirando, pensando a quanto tempo esperei por esse momento, eu sempre fui apaixonado por ela, dês de criança, mas confesso que nunca admiti, por volta dos nossos 12 anos ela teve que se mudar de cidade, mesmo assim eu não parava de pensar nela, eu fazia de tudo, pegava e transava com várias meninas, confesso que ajudou um pouco, mas ainda pensava nela.  Então depois de 5 anos eu a reencontrei no último ano escolar, ela estava diferente, mais bonita, brilhante e quando ela me reconheceu, ela deu um sorriso que fez meu coração quase saltar pela boca, era como se todo aquele esforço que fiz para tentar esquecer ela, fosse jogado no lixo. Foi aí que eu admiti pra mim mesmo, que eu estava apaixonado por ela.
   Isso me deixou louco, eu a desejava cada vez mais e mais. Quando eu via ela com outros meninos, meu sangue subia e eu ficava com muita raiva, tanta que eu só conseguia ficar calmo com sua presença, eu não conseguia falar pra ela, só que quando descobri que ela estava namorando o Suho, eu perdi minha insanidade, eu ficava com ódio, raiva, com inveja e isso só foi se acalmar quando matei a minha primeira vítima.
Era um homem que estava bêbado e eu sem querer esbarrei nele, eu estava com raiva, então o cara veio pra cima de mim, eu simplesmente descontei nele toda a minha frustração, bati tanto que quando eu finalmente me acalmei e vi o sangue minhas mãos, eu sorri, aquilo havia me aliviado. Foi aí que comecei a matar, fiz uma máscara de um coelho, por que? a S/n gostava de me chamar de coelhinho, foi aí que veio a minha inspiração para criar o assassino mais procurado da Coreia, o Killer Bunny.
Mais é claro que quando ela teve que vir para os Estados unidos, eu dei um jeito de vim também, como eu também sou amigo do Jin dês de pequeno nós combinamos de morar nós oito em uma mansão. Foi aí que eu tentei me aproximar mais da S/n.

  Antes do acidente, nós estavamos tendo um caso, as vezes a gente se pegava, mas nunca transamos antes. Mas agora pequena, você é só minha.

  Saio do meus pensamentos ao perceber que ela havia acordado.

- Bom dia meu amor.

S/n- Bom dia.

   Dou selinho nela, logo levantamos e nós trocamos, desbloqueio a porta e depois de fazermos nossas higienes , vamos comer. Depois disso meu auc toc começa a tocar.

- Devem ser os meninos.


 
     


Notas Finais


Aproveitando para anunciar nossa nova fic, quem quiser dar uma olhada ela se chama BTS - I found love in music. Bjs❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...