História Apocalipse (Ch au) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 2
Palavras 1.151
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá leitor!bem-vindo a mais uma fanfic de Coutryhumans!espero que goste!qwq

Capítulo 1 - Cap 1:Guerra...


   Jornal:
Seres estranhos estão prestes a invadir nosso planeta,o que será que eles são?o que eles querem? será que são nossos inimigos ETS?
Não sabemos ainda,traremos mais notícias depois dos comerciais[...]
  ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Luiza:
Minha família e eu vamos nos mudar para um lugar distante,nosso planeta está prestes a ser invadido,por aliens,eu queria vê-los, já que sou muito fã de et's,na minha cidade tudo estava a bagunça,pessoas roubando medicamentos,comida e etc. Mas minha mãe disse para não olhar,pois isso não era bom para eu ver,então ela pegou minha cabeça e encostou sobre ela. Nós chegamos na estação,da onde a gente iria de ônibus até outro país ou cidade,estava tudo confuso,pessoas gritando, crianças deixadas para trás,maes desesperadas a procura de seus filhos,estava tudo um CAOS,minha mãe segurava minha mão fortemente,para eu não me perder dela,até que chegamos até a triagem ou sei lá o que se chama,nos entregamos os documentos aos guardas,só que eu não consegui ir:
-Desculpe senhora sua filha não poderá ir,não há espaço no ônibus.
-Mas estou com todos os documentos!eu a carrego ela no meu colo por favor deixe ela vir comigo!
-Nao senhora!pode ser perigoso!leve-a para fora da estação!
Dois guardas pegaram o meu braço,comecei a chorar querendo minha mãe,estava debatendo os meus braços e minhas pernas para ver se eles me soltavam,só que não consegui,eles me jogaram para fora da estação,eu sentei em um canto e comecei a chorar,depois que eu parei de chorar,fui para um lugar escuro,peguei meu celular e liguei a lanterna,até que ouço ruídos e barulhos estranhos,eu olho para trás e me deparo com,sim,UM ALIENÍGENA!"mas os aliens não iam para a Terra mais tarde?",iam! Só que esse deve ter caído da nave,pois estava ferido,ele não tinha olhos,nem nariz,e tinha garras e era alto,parecia uma mistura de Demorgogon e Alien(do filme Alien):
-Voce está perdido né?e-eu também estou,e-eu não quero te machucar,e...Eu não sou de comer,tá?não me devore..
Eu cheguei mais próximo dele,e ele de mim, até que ele agarra meu braço e arranca um pedaço de minha pele, começo a gritar e chorar,perco muito sangue na hora, até que ouço tiros,e daí fechei meus olhos.
  Eu acordo,estou num quarto com uma luz fraca no fundo,olho para o meu braço, ele estava enfaixado,olho para os lados e vejo um casaco grande numa cadeira, medicamentos e curativos sobre uma mesinha,eu levanto e vou devagar até a porta, eu abro, e vejo uma pessoa na cozinha pegando alguma bebida,ela olha para trás e vem em direção do quarto me deito rapidamente:
-Я знаю, что ты бодрствует...
-...(*mds num entendi nada,tô com medo, será que ele vai me matar?)
-Не нужно бояться, вы можете поднять...
  Sem entender absolutamente nada,eu levantei de olhos fechados,e virei para frente,chorando um pouco
-почему ты плакал?
-(coloco as mãos no meu rosto)
-спокойствие! спокойствие! не плачь
Disse ele pegando minhas mãos e as tirando do meu rosto.Eu abro meus olhos, e vejo um garoto com um chapéu russo,e a bandeira de um país no rosto...Calma?RUSSIA?
-AAAHH,calma calma,me solta,R-Russia???
-ты говоришь на португальском ??
-errrr...não entendi??
-desculpe, você não fala minha língua.
-eu tô sonhando?isso é real?não pode ser...tô no céu?Deus???
-não? você está viva
-que????isso não é real!!eu vi você só em fanarts e fanfics! você é real?
-eh..eu sou real
-MINTIRA
-ta bom,calma, você tá bem?
-acho que sim? não!tô morrendo
-voce está sendo sarcástica?
-sim :3
Ele aperta meu braço
-AI KARAI!TA DOENDO
-hm.. tá ENTÃO PARA DE SER SARCÁSTICA!
-Nossa você é mais mau humorado do que nas fanfics..
-cala boca
-ok ok...
-agora é sério, você está bem?
- sim.. só meu braço que está doendo
-por que você chegou perto daquele animal?
-..eu queria ajuda ele,ele estava ferido..
-nunca se deve tocar em algum ser estranho, entendeu?
-sim,desculpe
-ok você não tem culpa.
-hm..
-deixe eu ver seu braço
-ok
Ele tira a faixa,e, meu braço está muito inchado e dava para ver meu osso que estava rachado
-não tá nada bom, está muito inchado
-ta doendo bastante
-ou vou ter que oputar ou vou ter que arranjar um jeito de fazer desinchar esse seu braço
-não não, não arranque meu braço!preciso dele!
-calma,bem eu não sou médico mais eu aprendi com alguém a operar um braço igual a esse...
-atah....tá doendo
-calma deixe eu lembrar!Lembrei!estenda seu braço
-ja estendi
-vai doer tá?
-ah tá eu aguento, não calma
-vou passar anestesia para diminuir um pouco a dor
Ele joga a anestesia,eu encho meus olhos de água e grito
-calma!para de mexer o braço
-TA DOENDO AAAA
-TOMA!
Que isso?
-Uma colher?morde isso de envez de gritar
-vou tentar
Ele começa a mexer no meu braço,eu mordo a colher com tanta força que eu entorto ela
  Depois....
-Pronto! melhorou?
-S-sim?só que tá doendo aonde você mexeu..
-vai melhorar
Ele enfaixa meu braço novamente
-hum..não perguntei seu nome,nem nada..bem,qual é o seu nome menina?
-Luiza,Luiza de Nadai Ferreira
-Nadai?pffff, você nada?
-Ei!! É família!me respeita
-ta bom Nadai.
-todo mundo, literalmente todo mundo que me conhece me chama de Nadai,que saco!
-ta bom Luiza? melhorou?
-bem melhor
-bem.. você é de que país?
-Brasil?
-Atah...o bendito do Brasil..legal
-por que bendito?
-ele é chato demais
-atah,entendo hahaha
-hehe.. você é descendente de?
-Italiana, alemã, portuguesa e indígena
-nossa,sua família é grande hein?
-sim, hehe
-mais... você é alemã?
-não,sou puxada mais para italiana
-entendi...
-por que?
-nada não...
-voce tem amigos Rússia?
-sim..
-quais?
-ah,Ucrânia,Belarus, Cazaquistão, Finlândia,o Brasil, Japão...
-e a America?
-QUE?UM CAPITALISTA DAQUELE?
-Errrrrr....
-eu e ele não somos tão próximos depois da morte do meu pai,não confio mais nele..
-Guerra fria né?
-sim...
-mudando de assunto!como você foi parar aqui?onde o resto tá?
-bem..eu vim por conta própria,depois que vi a notícia de que está invadindo o nosso planeta,quis ajudar,e pela primeira vez eu ajudei um humano..
-ah..quem?
-voce otária!
-atah eu sou meio lerda
-ah entendi...
Ficou um silêncio depois disso..
-hm, você está com fome Lu,posso te chamar de Lu?
-sim tô com fome,e sim pode me chamar de Lu..
-do que você gosta?
-tudo
-hm... você é menor de idade, então não... você quer o quê?
-pode ser pão com alguma coisa?
-Queijo?pode ser?
-sim!
Então ok..
  Ele faz um lanche para mim,e eu sentei na mesa mais próxima,tinha um lápis e um pedaço de papel amassado,eu pego ele e começo a desenhar
-Pronto!terminei aqui está...
-hm?atah valeu
-voce desenha?
-er......que desenho?
-eu vi o desenho,deixa eu ver
Escondo o desenho atrás de mim,ele pega meu braços e pega o papel:
-Aii!!! não! não é nada err....
-..... que....bonito..sou eu?
-s-sim..
-obrigada!vou guarda-lo ,e desculpe..
-eh..pelo?
-por ter agarrado seu braço muito forte,
-ah tem problema não
Eu e Rússia comemos,e ficamos conversando por um tempo:
-melhor dormimos, amanhã será um dia cheio
-por que?
-vamos caçar,vou te ensinar algumas coisas
-tah né



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...