1. Spirit Fanfics >
  2. Apocalypse >
  3. Um

História Apocalypse - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Um


Fanfic / Fanfiction Apocalypse - Capítulo 1 - Um

Estavam todos reunidos, esperando ver a imagem de Tiago anunciando quem seria o próximo do grupo a ir para casa. Era um momento de muita tensão, Babu, Pyong e Rafa já se encontravam com as malas prontas, estavam nervosos, especialmente Babu. 

-Vai dar tudo certo. - Prior sacudiu o amigo. - Você vai pra final comigo cara. 

-É. - Babu não deu muita importância para as palavras do amigo. Ele colocou seu rosto apoiado em suas mãos e por um momento permitiu que as lágrimas passeassem pelo seu rosto.

Naquele mesmo momento Pyong sentia como se fosse vomitar, ele queria se mostrar confiante, mas já não sabia mais se as pessoas queriam sua presença dentro do programa. Seu rosto estava rígido e ele olhava fixamente para a parede, se não fosse pela sua perna que balançava desde que se sentou, poderia-se dizer que o brother estava se sentindo confiante. 

Marcela o encarava de canto de olho e logo sussurrou para Gizelly que achava que ele estava nervoso. Gizelly colocou a mão em seu ombro, ele virou sua cabeça rapidamente para a competidora e deu um sorriso sincero. 

Rafa não tinha vergonha de chorar na frente de seus colegas, nem do Brasil inteiro. Ela tinha medo de ir embora. 

Manu a amparava o tempo inteiro, Gabi também a abraçava e de vez em quando dizia alguma palavra de conforto para sua amiga. Ela segurava firmemente a mão de Manu, que não poupava palavras bonitas para Rafa. 

Todos eles tinham a sensação que já estavam esperando há muito tempo pela pronunciação de Tiago. O grupo já se sentia mais do que ansioso.

-Gente, só eu que acho que isso tá demorando demais? - Flay foi a primeira a tocar no assunto. 

-Tá mesmo. - Prior concordou. 

-Eu já tô suando frio, olha só minha mão. - Rafa mostrou para Flay. 

-As vezes foi alguma notícia que interrompeu né, vamos esperar. - Pyong tentou tranquilizar o grupo.

-Aí, não fala isso, tô preocupada desde as notícias de ontem. - Mari disse e todos concordaram. 

-Não deve ser nada demais. - Babu falou e os brothers ficaram em silêncio.

E a espera continuou em silêncio. Rafa acabou dormindo no ombro de Manu que não tardou muito a dormir. Babu logo estava dormindo também, acompanhado de Mari e Thelma. Ivy e Prior foram os últimos a ficarem acordados. Eles se encararam confusos. 

-O que será que aconteceu? - Ela estava claramente preocupada.

-Não sei. Mas se continuar demorando assim eu vou dormir também. - Ele respondeu e ela assentiu sem olhar para Prior. 

Quando Gabi abriu os olhos ela se surpreendeu ao ver o sol nascendo. Acordou rapidamente Pyong, que parecia desordenado ao ver que já amanhecia. Buscou Babu e Rafa para garantir que a eliminação realmente não tinha acontecido e quando os avistou dormindo ele ficou mais confuso ainda.

Pyong acordou Rafa e Babu antes de todos. Rafa arregalou os olhos ao ver que a casa já estava clareando e Babu estava perplexo. 

-Aconteceu alguma coisa lá fora. - Pyong falou pausadamente e Rafa se pôs a chorar.

Babu se levantou, passou as duas mãos em sua cabeça e começou a andar de um lado para o outro. 

Aos poucos os outros participantes foram acordando e logo o clima da casa foi se tornando mais pesado. Ninguém ousou dizer nada naquele momento, até Flay estava assustada demais para dizer qualquer coisa. Depois de muitos minutos Manu finalmente teve a coragem de se pronunciar.

-Vocês acham que isso pode ter alguma coisa a ver com a pandemia que o Tiago avisou ontem? - Todos os brothers olhavam para ela. 

-Não sei. - Gizelly parecia desesperada. 

-A gente tem que manter a calma. - Daniel parecia ser o menos preocupado com toda a situação, o que irritou Prior, que voou no seu pescoço.

-Só vou ficar calmo na hora que eu quebrar sua cara. - Ele falou enquanto segurava firme na gola da camiseta de Daniel. O soltou bruscamente no chão e continuou. - A gente sabe que alguma coisa séria aconteceu, ou eles tão zoando com a nossa cara. 

-Mas aconteceu assim? De um dia pro outro? - Marcela se levantou quase histérica. 

-Vamos esperar por enquanto. - Pyong falou. - É o mais seguro a se fazer. 

-Tá doido, Pyong? E a gente fica aqui até quando? Até a comida acabar? A gente tem que ver o que tá acontecendo. - Thelma esbravejou. 

-Eu tô com ela. - Prior abraçou Thelma de lado. 

-Então vamos votar. - Mari propôs. - Quem quer sair? 

Manu, Prior, Thelma, Babu, Rafa e Flay levantaram a mão. 

-Quem quer ficar? 

Marcela, Pyong, Daniel, Ivy, Mari, Gabi e Gizelly levantaram a mão. 

-Seis a sete. Vamos ficar. - Mari declarou e Prior deixou a sala reclamando. 


Já estava quase anoitecendo e eles não sabiam o que fazer. Nenhuma notícia, nada. A casa estava silenciosa naquele dia, o medo era real.

-Eu juro que se isso for uma pegadinha eu processo esse programa. - Prior falou em uma mesa, com Babu, Thelma e Rafa.

-Eu também. Isso não é brincadeira que se faça. - Rafa concordou.

-Honestamente, se no final eles falarem que isso foi só uma pegadinha eu vou ficar tão feliz, acho que eu nunca tive tanto medo na minha vida. - Thelma falou dando um gole em seu café. 

-Nem eu. - Babu falou sem olhar pra nenhum dos seus companheiros. 

-Acho é uma palhaçada a gente ter que ficar aqui dentro porque aqueles filhinhos de papai não querem sair daqui. - Thelma falou olhando para Marcela e Daniel conversando. 

-Eu não to aguentando de ansiedade. - Manu puxou uma cadeira para conversar com eles. 

-Eu também não. Se eles ficarem com essa palhaçada eu saio dessa porra sozinho. - Prior parecia cada vez mais irritado com a situação.

-Sozinho não cara, a gente vai com você. - Babu passou a mão na cabeça dele, e todas elas assentiram. 

-Bom. - Manu colocou sua xícara na mesa. - Eu vou embora amanhã, com ou sem eles. O que vocês acham? 

-Perfeito. - Thelma sorriu acompanhada dos outros. 

De longe Marcela os observava. Ela não tinha certeza se tinha tomado a decisão correta. Ela estava muito preocupada comparada com seus amigos. Queria saber urgentemente o que aconteceu. 

Silenciosamente ela foi para seu quarto e organizou suas coisas para ir embora. Logo entraram no quarto Thelma, Ivy e Manu. 

-O que você tá fazendo? - Ivy perguntou perplexa. 

-Desculpa, Ivy, mudei de ideia. - Ela respondeu.

-Para, Marcela. - Ela tentou tirar as coisas dela de dentro de sua mala, mas foi interrompido por um forte tapa em sua mão. - Você não tá pensando direito.

-Tô sim, tô pensando muito bem. - Marcela já estava muito alterada. - Eu não quero ficar aqui esperando por respostas que eu nem sei se eu vou receber. 

Thelma e Rafa que encararam a cena o tempo inteiro decidiram intervir.

-Você tá certa Marcela, não dá pra ficar aqui simplesmente esperando como se não houvesse nada errado. - Thelma a ajudou a organizar suas coisas. 

-Você deveria pensar melhor nisso. - Rafa empurrou Ivy, que saiu do quarto sem entender muita coisa. 

Depois da decisão de Marcela todo o grupo ficou abalado, Pyong ficou chateado por ter sido contrariado daquela maneira, especialmente por Marcela, ele não tinha mais a confiança que precisava ter. 

E então anoiteceu. Alguns não conseguiram dormir, outros dormiram tranquilamente. Ninguém sabia o que esperar do dia seguinte, mas quando o sol nascesse, todos teriam que tomar uma decisão importante. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...