História Apocalypse of Fate - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Zumbis
Visualizações 3
Palavras 975
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Mais um capítulo. Espero que gostem, e me desculpem ser muito curto.
Boa leitura! (◍•ᴗ•◍)✧*。

Capítulo 3 - Ganhando confiança


Fui a metade do caminho andando na frente, dando a Daniel tempo suficiente para se recuperar da dor de ter o braço colocado de volta no lugar. Eu estou sem um mapa e talvez esteja um pouquinho... perdida. Paro no meio da rua deserta, começo a coçar minha cabeça e olho prum lado e pro outro. Sou interrompida com uma tosse, claramente falsa. 

- Você tá perdida né? - ele me pergunta, mas soou mais como uma afirmação. 

- Haham. - aceno com a cabeça. 

- Eu passei por aqui antes, a gente vai naquela direção - aponta pro lado oposto do que viemos. - mas antes de ir, vamo ali. - apontou pra um shopping. 

- Era exatamente isso que eu iria sugerir! - falei andando na frente e mantendo meu orgulho. 

- Cara de pau... - resmungo rindo, mas eu apenas me virei e comecei a ir na direção do shopping para pegar roupas, comidas e até mesmo armas. 

Entramos no shopping e fomos vasculhar a área. Eu disse a ele que não precisava ir onde eu fosse pois eu sabia me virar sozinha. Ele insistiu ficar por perto, mas eu apenas o ignorei. Vou entrar em uma loja de mapas, armas e munições quando...me deparo com mais ou menos uns 12 zumbis indo atrás de um homem de meia idade todo mordido. Me afasto lentamente pra não ser vista, mas acabo esbarrando numa caixa. Os olhares dos zumbis e do homem quase morto se voltam pra mim. 

- Droga! - eu iria ser morta na certa, já que estava sozinha pois tinha "dispensado" Daniel. Apenas peguei minha faca na expectativa de acabar com eles, mas ao avançar, uma mão me puxa pra fora da loja e fecha a grande porta. 

- Por quê diabos você me dispensou Hana?! Que droga! Você poderia ter morrido. - Daniel gritou pra mim revoltado. 

- Você quer saber porquê te dispensei?! Eu quase fui estuprada e você ainda acha que eu iria ficar na companhia de um estranho?! - gritei com ele enfurecida. 

- Isso não vem ao caso! Você podia tá morta agora. 

- Eu estou? Não né! Então pega seu sermão e enfia ele no seu cu. Eu não vou morrer agora...eu não p-posso morrer agora... - começo a chorar ao me tocar de tudo que tá acontecendo. Nesse momento, Daniel me envolve em um quente, carinhoso e reconfortante abraço. Sei que eu não deveria abraçar um estranho, mas...ele salvou minha vida. 

Depois de alguns minutos chorando, eu enxugo minhas lágrimas e digo: 

- Desculpa e... obrigada. 

- Sério? Só isso? - falou rindo e meio debochado. 

- Ué, o que mais o senhooooor gostaria? - respondi num tom mais debochado ainda. 

- Um beijo bem... aqui. - levou seus dedos até os lábios. 

- Vai morrer querendo. - soltei seca e me virei. - Vamos agora pegar o que precisamos. 

Pegamos alimento o suficiente pro equivalente a uma semana. Pego também uma muda de roupas pra poder usar depois. Daniel faz o mesmo. Em seguida pegamos algumas facas, armas, mapas e munições em uma outra loja. 

Quando vamos sair do shopping, a porta na qual Daniel havia trancado os zumbis, se rompe. Logo eles estão atrás da gente, e quase nos alçando. 

- Daniel! - grito seu nome ao ver um zumbi pulando em sua direção. Sem pensar duas vezes eu pulo em Daniel, jogando-o pela janela. - Me encontra na avenida principal! 

Os zumbis vem correndo em minha direção e eu começo a correr 3 vezes mais rápido. Felizmente eu consegui despistar eles. 

Depois de uns 10 minutos eu me encontro com Daniel, que está me olhando com uma expressão de... alívio? 

- Você tá bem? - pergunto pra ele enquanto estou recuperando o fôlego. 

- Estou inteiro. Que idéia foi aquela de me jogar da janela? - perguntou fazendo movimentos com as mãos como se estivesse desesperado.

- Achei que seria melhor você morrer jogado de um shopping do que mordido. Antes eu tivesse deixado eles terem comido você. 

- Você tá certa. Obrigada e... você correu muito, nem tá ficando de pé direito. Sobe aqui ó. - se inclinou para que eu subisse em suas costas. 

- Eu... consigo a-andar. - falei ainda tentando respirar, estava muito ofegante. Fui tentar caminhar, mas minhas pernas simplesmente falharam e eu caí.

- Orgulho idiota...- resmungou e logo me pôs em suas costas. - Você é leve como uma nuvem. 

- M-me solta! Isso é constrangedor demais! - comecei a me rebater, o que foi inútil, pois ele é realmente mais forte que eu. 

- Vou pegar um carro, aí você não precisa se sentir constrangida por ser carregada por um bonitão como eu. - falou passando uma mão no cabelo e dando um sorrisinho convencido.

- Oxi, que convencimento é esse? Admito que você é bonito, mas é humilhante ser carregada assim. Sou provavelmente mais velha que você. 

- Admitiu que sou bonito em... aliás Hana, qual sua idade? 

- 22. 

- Ah, sou mais velho que você, não se preocupe. 

- Como?! Você parece ser aqueles adolescentes de anime. Que porra é essa? Quantos anos você tem? - pergunto a ele surpresa. 

- 24. - meu queixo cai. Não acredito que esse cara bonitão com uma aparência de adolescente é mais velho que eu. 

- O mundo é realmente injusto... - resmungo e dou uma bufada de decepção. 

- Você também é bonita. Seu cabelo é bonito e seu olhar puro ódio dá medo, isso é legal.

- Isso era pra ser um elogio? - perguntei meio debochada. 

Nós dois rimos. Logo, Daniel acha um carro e diz que deve levar uns 3 dias até chegarmos no abrigo Sul.

Seguimos a sangrenta e deserta estrada. Acho que ele ganhou um pouco da minha confiança e eu igualmente. 




Notas Finais


Espero que tenham gostado. Me esforçarei pra fazer um melhor.
Até o próximo capítulo! (◍•ᴗ•◍)❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...