História Apoio À Desequilibrados - Capítulo 4


Escrita por:

Visualizações 23
Palavras 472
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi!
Considerem essa a continuação do outro capítulo, porque, assim, eu tenho todo o rumo da história anotado, o cap da última parada (o anterior e, agora, esse) deveria ser um...
Mas, pelo meu bloq acabou ficando part.3 e part.3.1
Só isso, obrigada por ler ❤

Capítulo 4 - Part.3.1


Madara cruzou os braços e escorou-se contra a parede azul, levemente mofada e úmida. Seu corpo estava pesado, como se todo seu desgaste emocional se refletisse fisicamente, o que era irritante. Na verdade, parecia que todas suas emoções, em algum momento, se transformavam em raiva, e, eventualmente, em tristeza e autodepreciação.

Ele não queria estar ali, mas com certeza, não queria estar em casa também. Sua casa, era um eufemismo, aquele era o lugar onde ele dormia e olhe lá. Sua verdadeira casa ficava na Alemanha, junto com seus avós, seu pai e a empresa da família. Agora, a empresa falida da família, os avós em Buenos Aires com os tios, e o pai fugido com a amante e a conta bancária da mãe.

Sua mãe... Ele reconhecia que ela estava se esforçando, mas...

- Fedelho, desencosta dai! Essa parede ta com vazamento, porra. - Tsunade disse enquanto passava com uma caixa de ferramentas.

Madara bufou, mas, achou melhor não rebater. Estava cansado demais pra isso.

Já Hashirama olhava o garoto de fios longos e rebeldes que andava até um canto isolado. Ele era muito bonito, do tipo que Hashirama não pensaria duas vezes para ter entre seus lençóis, como ele não tinha reparado nele antes? Nem ele sabia.

- então já arrumou um alvo?

- Céus, Haruno! - colocou a mão no peito, mais por dramatização - está tentando me matar?

- oh não, quando você descobriu? - debochou.

- Tão engraçada. - murmurou baixo.

- e então? Arrumou ou não?

- por que quer saber?

- você não mudou nada. - disse com tom venenoso. - continua sem caráter, igualzinho sua família.

- e o que você tem haver com isso? - apertou a mão contra o banco que estava sentado. - exatamente nada. - disse, saindo dali e pisando duro. A raiva borbulhando e esmagando, por hora, todos os outros sentimentos.

Shizune se virou para o adolescente que ia em direção ao banheiro.

- por favor, você não pode andar como alguém civilizado?

- vai pro inferno. - disse e bateu a porta com força.

Tsunade não sabia se ficava brava pelo fedelho bater sua porta recém pintada ou se ria da cara irritada de Shizune, que estava quase perdendo a paciência.

- dessa vez vai ser rápido. - soltou como quem não quer nada.

- o quê?

- pra você deixar essa sua máscara de boa pessoa cair.

//

Deidara olhava para Yahiko, de olhos arregalados e boca aberta.

- você roubou isso? - ele sussurrou.

- Roubei.

- Será que existe um reformatório dentro do reformatório? Porque se sim, nós vamos pra lá.

- Nós?

- É claro, ou você acha que vou deixar toda a diversão só com você?

//

- Todos de volta ao ônibus! - Shizune gritou, perdendo a compostura sob o olhar da mulher loira. - Agora! 


Notas Finais


Eu preciso que vocês, meus amados leitores, pensem que esse capítulo acabou de fechar um arco chamado "Pré-história"

Logo, sim, os próximos capítulos vão começar com o verdadeiro mistério

eu estou tão animada

Eu sei que tem muita coisa em aberto, mas eu prometo que aos poucos tudo vai fazer sentido

Me desculpem o capítulo pequeno, eu expliquei sobre isso nas notas comunidades

Obrigada por ler ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...