1. Spirit Fanfics >
  2. Aposta ; ChanBaek >
  3. Mudança.

História Aposta ; ChanBaek - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Mudança.



"Papai..." Baekhyun chamou o mais velho, que não tirava os olhos do celular "Nós precisamos mesmo ir?" Perguntou com um tom magoado, na esperança de que seu pai negasse e pudesse continuar sua vida maravilhosa em Xangai.

"Eu já disse que não estou brincando, Baekhyun" O Byun mais velho fitou o filho com seriedade "Nós vamos voltar para a Coréia"

"E os meus amigos?" Perguntou com lágrimas nos olhos "Eu odeio ser obrigado a fazer isso.." Sussurrou enquanto passava as costas das mãos nos olhos.

"Você faz outros rápido" Finalizou e voltou a olhar para o celular.

Baekhyun nasceu na Coréia do Sul, mas quando tinha por volta de seis anos, veio com seu pai morar na China porque houve uma traição por parte de sua mãe, mas tudo bem, nunca gostou dela mesmo.

Era uma criança muito extrovertida e alegre, então para si, não havia tido dificuldade alguma para fazer colegas e se enturmar, no começo o difícil mesmo era apenas o idioma, mandarim. 

Mas agora que é um adolescente, rodeado de algumas pequenas inseguranças sobre sua personalidade, características... Talvez tenha dificuldades em se enturmar, entretanto ainda continua sendo extrovertido. 

"Vem cá, Baek" O citado assustou-se, mas sentou do lado do mais velho "Vai ser melhor para nós dois, você sabe..." Enxugou as lágrimas do filho com os dedos e sorriu, "Nós saímos da Coréia quando eras só uma criancinha, você sente que esse país é sua casa?" Questionou.

"Não... Mas" Negou com a cabeça enquanto respondia.

"Se você não gostar da Coréia" Interrompeu e olhou sério para o outro "Nós voltamos para Xangai"

"Promete?" Baekhyun abriu um sorriso de orelha a orelha e abraçou o pai.

"Prometo" 

"Que hora nós vamos sair amanhã?" Perguntou soltando-se dos braços do pai para olhar ele.

"Três e meia da tarde, chegamos na Coréia por volta das cinco" Baekhyun confirmou.

"Eu tô com medo" 

"De quê? Além de não saber muito coreano" Indagou.

"Adolescentes podem ser pessoas horríveis" Levantou-se "Acho que vou dormir, papai" Deu um beijo na bochecha do mais velho quando confirmou.

"Dorme bem" Sorriu "Vou deixar café da manhã pra você antes de sair, tá bom?" Baekhyun afirmou sorridente e seguiu para o seu quarto, arrumou sua bolsa e deitou-se.

☪️

Me encontro indo para a escola agora, um pouco triste, já que é meu último dia em Xangai.

"Senhor Byun?" O motorista me chamou envergonhado pela minha demora, saí rapidamente do carro, me desculpando.

"VIAAAADOOOOOOO" Já consigo ouvir o grito de Zitao, que corria em minha direção com os braços abertos, sorri fraco e o abracei "Que cara de morto é essa, Baekhyun?" Perguntou risonho.

"Vou ter que ir embora, não lembra?" Comecei a lacrimejar.

"Claro que lembro, por isso tô feliz, oras" Dei um tapa na nuca dele, com a cara magoada "É brincadeira, seu tonto" Riu fraco "Vou sentir sua falta, todos os dias. Inclusive, vou te ligar sempre, e também mandar mensagens toda hora, e..."

"Já entendi, Tao" Interrompo-o sorrindo e lhe abraço novamente.

Seguimos para a sala de aula, ficamos conversando com nossos amigos, até que o sinal bateu e logo a professora regente veio conversar um pouco com nós. 

"Eu posso dizer umas coisas para a turma, por favor?" Perguntei educadamente, para não ser negado, a professora confirmou e me preparei para falar, "Queria agradecer a todos que me apoiaram aqui" Ri fraco e algumas meninas soltaram risadinhas "Vocês todos são muito especiais para mim, até os que não falam muito comigo. Me desculpem se eu fiz algo que não gostaram, nunca foi minha intenção magoar alguém" Passei a palma da mão rapidamente nos olhos "Eu sei que pode parecer meio cafona, mas vocês podem assinar meu uniforme?" Perguntei olhando para todos. Uns ficaram emocionados, uns levantaram e vieram me abraçar, até a professora!

☪️

Zitao está chorando muito do meu lado, enquanto víamos os aviões, eu não estou muito diferente dele.

"Eu não acredito que você tá indo mesmo" Contou choroso enquanto me abraçava.

"Eu também não…"

"Mas olha, Baekhyun" Limpou os olhos e me fitou sério "Se você não me ligar todos os dias, eu vou pra Coréia só pra encher você de soco" Eu sorri.

"Não é fácil se livrar de você, né Zitao?" Negou sorrindo, abracei ele novamente.

"Vou sentir tanto sua falta" Confessou e eu confirmei junto.

"Também vou" 

"Baek" Meu pai chamou "Precisamos embarcar… Tchau, Zitao… Se cuide, sim? Vou sentir saudade de quando você dormia lá com o Baek e não me deixavam dormir" Abraçou Tao que ria. 

Abracei tão forte ele que reclamou por estar sem ar, me despedi e fui com meu pai para o avião.


Na Coréia do Sul, em outra perspectiva...


"Não, filho! É no outro lado!" O dono da pequena loja de móveis chamou a atenção do filho que ajudava a fazer uma grande entrega em Gangnam "Faz isso direito, esse ricasso comprou vários móveis, olha só essas janelas enormes!" O outro revirou os olhos "Isso é feio, Park Chanyeol! Mal educado!" Aproximou-se dele e depositou um tapa em sua nuca.

"Já tá quase acabando?" Perguntou Chanyeol visivelmente entediado.

"Não" Riu "Tem mais" O filho bufou.

Algumas horas depois, ainda tiveram que mobiliar grande parte da casa, mas pararam quando ouviram batidas na porta. O pai correu para abrir, mas antes, mandou o filho ser educado.

"Olá!" Senhor Byun carregava o filho nos braços, não sabia se estava apagado mesmo ou se apenas fingia, era bem a cara dele fazer isso, "Você é o senhor Park Chungho?" 

"Sim! Você quer ajuda com as malas?" Perguntou animado, vai que ganhava uma gorjeta por isso.

"O-Oh não precisa se incomodar, só preciso deixar meu filho em algum lugar" Disse envergonhado, tentando segurar Baekhyun.

"Meu filho pega as malas" Sorriu "Chanyeeeol" Chamou.

"O-Olá" Fez uma reverência ao senhor Byun, que tentava acordar o filho.

"Oh! Olá, jovem!" Sorriu "Uma pergunta, você estuda aqui perto?"

"Sim, senhor"

"Matriculei meu filho lá também, tem muitos chineses nesse colégio?" O adolescente afirmou "Graças a Deus, o coreano do meu filho é meio ruim" 

"Chanyeol estuda no segundo ano, em qual seu filho vai?" O pai de Chanyeol intrometeu-se.

"No segundo" Soltou um risinho "Espero que sejam amigos, Baek não queria vir para cá, estava com medo, sabe?" Perguntou olhando para o Park mais novo.

"S-Sim" Coçou a nuca, envergonhado "Quer que eu busque as malas?" 

"Só se não te incomodar, Chanyeol" Sorriu e o citado foi buscar as malas.

"Falta muito para acabarem? Querem jantar aqui?" Simpatizou com o outro senhor, assim Baekhyun também poderia simpatizar com o filho dele.

"Não quero incomodar, senhor" Apressou-se para negar.

"Vamos, jantem aqui!" Adentrou mais o apartamento duplex "Muito lindo aqui, né?" Deixou o filho deitado no sofá de camurça "Eu vou deixar um papel dizendo que fui no mercado, se ele acordar, você pode mostrar?" Perguntou e o outro afirmou rapidamente.

"Se cuide, senhor" 

"Pai, onde ele foi?" Chegou com quatro malas grandes e duas bolsas.

"No mercado, nos convidou para jantar aqui" 

"O filho dele tá onde?" Perguntou levemente interessado.

"No sofá" Respondeu simplista e Chanyeol seguiu até a sala do apartamento, levando junto duas das malas. Deu uma leve olhada no garoto dormindo, era bem bonito, parecia pequeno, delicado. Voltou para o lado do pai.

"Me ajuda a trazer as cadeiras, filho" Pediu. Foram até o caminhão, pegaram uma cadeira em cada braço e voltaram para dentro.

BBH P.O.V 

"Oh, você acordou!" Senhor Park exclamou e eu olhei confuso, entendendo nada, já que ele falava muito rápido. Mas fiz uma reverência. 

Park Chungho me entregou um papel, e ficou me observando depois olhou para o próprio filho.

"Ele vieram da China, me esqueci" Chanyeol riu fraco, prestando atenção no garoto que se aproximava.

"Olá, meu nome é Baekhyun" Falei com meu  coreano embolado.

"O meu filho se chama Chanyeol" Intrometeu-se.

"O-Oh, legal" Disse olhando para o citado.

"Você vai estudar com ele" Chungho contou e levou um tapinha no braço.

"É bom saber que…" Pensei em qual palavra usar, Chanyeol deu uma risadinha "Já conheço alguém sem conhecer" 

"Seu pai disse que não queria vir para cá, por quê?" Chungho intrometeu-se.

"Eu tenho muitos amigos em Xangai, fiz eles quando cheguei. Mas agora que já sou um adolescente, tenho medo de ser um intruso" 

"Oh, entendi" Sorriu compreensivo "Quantos anos você tinha?"

"Seis" Ri fraco "Vou ir dar uma olhada no apartamento" 

Liguei para Zitao, que logo atendeu.

"Acabei de acordar" Ri.

"Você me acordou, sua peste"

"Desculpa, mas foi você que pediu" 

"Tudo bem, tô brincando" Riu "Você tá bem?"

"Sim, sim, o apartamento é lindo, liga a câmera aí"

"Eu tô feio, Baekhyun"

"Mas eu não quero te ver, quero mostrar o apartamento" Zitao lhe deu uma xingada mas ligou a câmera.

"Caralho, olha essas janelas que vão até o teto" Chocou-se "Não esperava menos do seu pai" Os dois riram e Baek continuou a mostrar o apê.

"CHEEEEGUEEI" O pai de Baekhyun gritou em mandarim. 

"Oh, acordou?" Deu um beijo na testa do filho.

"Sim" Sorri "Tô mostrando o apartamento para o Tao" 

"Oi, Tao" Sorriu para o celular do filho "O Chung-ho e o filho vão jantar aqui, okay?" Afirmei.

"QUEM É ESSE AÍ BAEKHYUN?" Tao gritou e eu ri alto. Só podia ser o Tao.

"Ninguém importante ainda, Tao" 

"Você vai me ajudar a cozinhar?" Meu pai me olhou.

"Oh, pode ser" Fitei o celular "Preciso ir" Fiz biquinho.

"Tchauzinho, me manda boa noite depois" Sorriu e desligou.

☪️

Chungho e Chanyeol sentaram-se perto de onde o pai e filho cortavam legumes e a carne.

"Você sempre é tão animado, por que não tá conversando com o Chanyeol?" Perguntou num tom risonho. (Coreano)

"E-Ele não parece querer conversar" Respondeu. (Mandarim)

"Você precisa tentar falar em coreano, filho" 

"Treine seu coreano comigo" Chanyeol falou, o olhei confuso. 

"Pronto" Meu pai sorriu.

"Você tem quantos anos?" Chanyeol foi sentar do meu lado.

"16?" Falei num tom de pergunta, meu pai confirmou "E você?" Continuei picando as coisas.

"16 também" Respondeu "Quando você vai para a escola?" 

"Acho que depois de amanhã" 

"Entendi" Disse tímido e eu sorri.

Olhei para meu pai "Terminei" 

"Leva o Chanyeol para o seu quarto" Olhei espantado, mas já????? "Assim você já arruma suas roupas" 

"Você pode me ajudar?" Alternei meu olhar para ele e para as malas, tínhamos que subir as escadas. Graças a deus ele me ajudou.

"Quando eu te vi no primeiro momento, não fui com a sua cara" Olhei ofendido "Você tem cara de nojento"

"Por quê??? Eu não sou!!!" 

"Você mora num dos apartamentos mais caros de Gangnam, e ainda é um duplex. Você tem jeito de nojento" Fechei a cara depois do outro ter cuspido as palavras na minha cara.

"Entendi" Levantei e fui abrir uma das malas. Joguei as roupas na cama.

"Ainda é cheio de roupa de marca" Complementou a fala antiga. Me senti mais ofendido ainda. 

"Pare de falar assim de mim!" Falei em um tom mais alto.

"Não te acho mais nojento" 

"Não parece" Revirei os olhos.

"Quer ajuda pra dobrar as roupas?" Mudou de assunto rapidamente.

"Pode ser…" Me sentei do seu lado novamente "Você mora por aqui?" Tentei puxar assunto.

"Perto de Guryong"

"Não sei onde fica" Falei baixo "Na verdade não sei onde fica nada" Ele riu fraco.

"Por que vocês foram morar na China?" Mudou de assunto rapidamente.

"Meu pai levou chifre da minha mãe, quando ele conseguiu minha guarda total nós fomos para lá" 

"Sinto muito"

"Eu não, não gostava dela" 

"Você parece ter uma relação muito boa com seu pai" Confessou e eu sorri.

"Meu pai é tudo para mim, ele sempre me apoiou em tudo" 

"Queria isso…" Sussurrou.

"Hum?" 

"Nada" Riu sozinho, nervoso.

"VENHAAAAM COMEEER" Meu pai gritou.

Desci correndo as escadas, quase caí, mas tudo bem, estava morrendo de fome.

"Vamos atacar!" Meu pai exclamou feliz.

Começamos a comer, os mais velhos conversavam entre sí, e logo o jantar acabou, Chanyeol e seu pai foram embora, e meu pai me obrigou a ir dormir, mas antes mandei boa noite para o Tao.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...