1. Spirit Fanfics >
  2. Appa? >
  3. More

História Appa? - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


🥰🥰

Capítulo 13 - More


Fanfic / Fanfiction Appa? - Capítulo 13 - More

Enquanto isso em Gangnam, na mansão dos Gong-Kim, o casal Goblin conversavam animadamente com a única sobrinha de Gong Yoo. A moça havia se mudado para a capital, pois foi selecionada para uma importante missão em nome do NIS, juntamente com sua esposa, a agente do MSE, Shuhua.

Quando de repente, a campainha da mansão toca, assustando o trio de adultos que estavam ali. Então o homem se levanta do sofá e caminhou até a porta, abrindo-a de uma só vez. Mas para a surpresa do mais velho, a visitante era nada mais e nada menos do que sua filha, Yuqi, que abraçou o pai. A arquiteta que estava acompanhada de seus filhos, entrou com eles e se deparou com uma determinada pessoa que ela não tinha contato há alguns anos.

- Soojinnie?

Inquiriu a chinesa se aproximando rapidamente da esposa de sua prima, Soojin, que deu um sorrisinho bem humorado. Logo as duas deram um longo abraço, para em seguida a moça notar a presença dos gêmeos, Lucas e Luhan, com total surpresa.

Não é possível!, pensou a coreana ainda embabascada com a inacreditável coincidência.

- Woogie, eles são...

- sim, são meus filhos.

- inacreditável!

- o que é inacreditável, Soojin? Eu ter filhos?

- o quê? Não, não é isso.

- então porque está com essa cara?

- é que... é que o NIS me mandou para cuidar da segurança desses gêmeos!

Disparou a Seo para Song, que arregalou os olhos em discrença. Ela sabia que com a fuga de J.Seph, todos os departamentos de investigação que estavam envolvidos, não demoraria para colocar proteção blindada nos pequenos Lucas e Luhan.

Mas porquê eles estavam nesse meio conturbado? Qual era a real intenção da porto riquenha com seus filhos? E será que o NIS sabia que Soojin era casada com a prima dela?, pensou Yuqi enquanto puxava a mais velha para sentar-se novamente no sofá.

A Song já sabia do segundo trabalho de Soojin, na verdade, todos os familiares por parte de Gong Yoo, sabiam do compromisso da moça com o NIS. Não só Soojin, como também a prima biológica de Yuqi, Yeh Shuhua, era uma agente secreta, porém do terceiro departamento do MSE.

Uma vez que a prima estava seguindo os passos dos tios, vulgo os pais biológicos de Yuqi. Mas a Song jamais imaginava que seriam suas primas à as agentes que protegeria os gêmeos, da ameça de escala maior.

- o NIS sabe que a agente do MSE é sua esposa? Eles sabem do nosso parentesco?

- provavelmente. Eu acredito que isso foi um dos motivos para que ambas as agências nos mandaram para esta missão.

- um momento! A lobisomem de Taiwan também veio?

Questionou Yuqi outra vez, mas agora num tom de provocação, fazendo com que a coreana rolasse os olhos. A loira sabia o quanto a chinesa gostava de provocar a própria prima, colocando de vários apelidos em Shuhua, que retrucava em seguida a audácia. Então Soojin encarou seu relógio de pulso e depois tornou à fitar Yuqi, que logo se manifestou.

- algum problema?

- está na minha hora. Eu ainda tenho que buscar meus filhos na creche e de lá, apresentar-me oficialmente para a Srta. Jeon, como sendo a nova pediatra.

Respondeu a loira de olhos castanhos, enquanto pegava sua bolsa e se despedia dos tios, Kim Go Eun e Gong Yoo. Logo Soojin se levantou do sofá, caminhou até a porta da mansão, mas antes que pudesse sair, ela foi impedida por uma Yuqi sorridente.

- eu te dou uma carona.

- estou de carro.

- tsc... então deixe ele aqui.

- porque isso tudo, bicho pau?

- YAH!

- appa, a senhora chamou a esposa da moça de "Lobisomem de Taiwan".

Disse o pequeno Lucas atrapalhando a conversa das duas adultas, deixando-as boquiabertas por sua interveção de mestre. Isso é sério, produção? Ele vai defender a Soojin em vez de mim, que sou a appa dele?, pensava a chinesa, mas agora olhando para sua miniatura versão masculina de Song Yuqi.

- como você sabe que ela é casada?

- por causa que vi a aliança? E também porquê hoje pela manhã, antes de vir pra cá... eu acabei por trombar nas pernas de uma outra moça, quando estava caminhando pelos corredores da gravadora atual da omma.

- você falou com uma estranha, Lucas?

- sim, mas só foi para pedir desculpas.

- hm...

- a outra moça disse que estava tudo bem e, que isso acontece.

- ok.

- deixe-me adivinhar. Essa outra moça perguntou seu nome, e depois se apresentou como Yeh Shuhua, acertei??

Inquiriu Soojin fitanto o pequeno Lucas, que assentiu sorrindo para a moça à sua frente.

- sim, eu fiz mal, moça?

- meu nome é Seo Soojin,mas pode me chamar de Soo ou Soojinnie, você escolhe!

- ok, Soo. Mas eu fiz mal falar com essa tal de Yeh Shuhua?

- não, a agente Yeh é uma pessoa legal.

- eu gostei dela!

Falou Lucas num tom sincero, fazendo com que a coreana respirasse aliviada.

- isso é ótimo!

- porquê?

- porquê a agente Yeh é a empresária da sua omma. Claro, se ela aprovar o trabalho de Yeh nesse quesito.

- sério?

- sim, carinha. Posso te chamar assim?

- pode.

- thanks!

- disponha.

Logo Yuqi coçou a garganta propositalmente, chamando a atenção de ambos. Então a arquiteta pegou o pequeno Luhan em seu colo e, por fim se pronunciou.

- e então? Você vai aceitar minha carona?

- eu tenho outra escolha?

- nope.

- então vamos, arroz frito!

- falou a que se casou com a lâmpada fluorescente humana.

Provocou Yuqi outra vez, porém Soojin não deixou barato, pois lhe deu um tapa na nuca. Os gêmeos riram da interação implicante das duas, ainda mais depois que Yuqi formou um bico enorme em seus lábios.

- isso dói!

- e você mereceu.

- ok, ok.

- bem, vamos indo. Tchau pra quem fica!

- tchau, meninas. E Yuqi, se eu ouvir que você correu muito, vou te dar uns tapas, ouviu?

- pode deixar, mãe.

- manda um beijo pra minha norinha. E ver se vocês duas vem aqui mais vezes, e isso também vale pra você, senhorita Seo!!

- certo, Sra. Kim Go Eun.

- pronto, agora já podem ir. Foi bom, rever você, Cherry.

- igualmente, Tia Goeun.

Então Yuqi saiu dos seus pais, acompanhada com seus herdeiros e sua amiga, Seo Soojin. Em seguida o quarteto se dirigiram até o carro da arquiteta, um Impala 96 preto. Todos entraram no veículo, colocaram o cinto de segurança e logo depois, a chinesa saiu cantando pneu da frente da mansão Gong-Kim.



(...)



De volta à Manoban Entertainment, no camarim de Jeon Jiwoo, esta e sua mais nova agente empresarial, Yeh Shuhua, conversavam sobre alguns detelhes de uma possível world tour. A taiwanesa era simpática e, aparentemente mais confiável do que J.Seph. Não que Shuhua fosse suspeita de algo, mas depois que soube das maracutaias de seu ex-agente, ela iria demorar um bom tempo para confiar completamente em outros especialistas.

Então ambas escutaram batidas na porta do camarim da rapper, que se manifestou.

- pode entrar!

Autorizou Soyeon enquanto encarava a porta, que se abriu e revelou-se dois grandes idols, que logo adentraram naquele cômodo. E deixando uma baixinha arfando em total perplexidade.

- licença.

Pediu um dos idols sorrindo para a Jeon, que abria e fechava a boca várias, mas não conseguia emitir algum som.

- ela está bem?

- considerando que ela está tendo aqueles famosos ataques de fangirl..., eu acho que sim.

- e como você tem tanta certeza disso?

Questionou a outra cantora, agora encarando a agente Yeh, que rolou os olhos assim que viu um arquejar de sobrancelha vindo da artista musical.

- porquê eu já vi minha esposa tendo um desses, quando foi conhecer o Blackpink pessoalmente no camarim do grupo no Coachoella Festival 2019.

Explicou Shuhua caminhando até sua cliente e sacudiu-a levemente, fazendo Soyeon sair dos seus delírios de Andtics. Sim, ela estava frente à frente com seu segundo idol favorito, depois de Ok Taecyeon, Lisandre Manoban, o CEO da M3 Entertainment e irmão gêmeo da maknae do Blackpink, Lisa. Então a coreana piscou seus olhos para ter uma verdade concreta de que aquilo não era um doce sonho secreto de sua adolescência.

- oh my God!

- viu, ela está bem. Não era nada com o que se preocupar...

- é, nós estamos vendo, Yeh!

Falou Manoban sem sequer dirigir o olhar para Shuhua, que bufou entediada.

O que deixou Soyeon, um tanto quanto desconfiada daquela interação "amigável" do trio. Será que a agente Yeh já foi empresária de ChungLi?, pensou a Jeon ainda observando os três.

- vocês se conhecem?

- sim.

- ela já agenciou uma de vocês?

- bem...

Começou Kim ChungHa num tom meio incerto, enquanto alternava seu olhar de Lisandre Manoban para Yeh Shuhua, que suspirou profundamente em seguida falou.

- na verdade, não.

- e de onde vocês se conhecem?

Perguntou Soyeon curiosa, afinal para ela, aquilo era um tanto suspeito. Porém antes que alguém daquele trio respondesse tal qestionamento, o camarim desta foi invadido por um grupo de crianças.

O quarteto se assustou com a entrada meia brusca dos pequenos, mas logo se acalmaram quando viram de quem se tratavam. Então uma moça também coreana se aproximou da agente Yeh e, a abraçou. Minutos depois, 3 crianças de idades diferentes imitaram o gesto da mulher, formando um abraço coletivo.

- owwn, que fofos!

Comentou Yuqi de repente, fazendo a outra moça e Shuhua se afastarem. Soyeon por outro lado, nada entendia da situação. Ela estava confusa e, só se acalmaria depois que lhe dessem uma boa explicação para tudo aquilo.

- alguém pode me explicar o que está acontecendo aqui?


Notas Finais


E aí, alguém se arrisca o porquê das agências de inteligência americana, coreana, chinesa, e a polícia internacional colocaram proteção blindada em Yuyeon e os gêmeos? O que J.Seph esconde do conhecimento de Soyeon ao ponto de afetá-la? E de onde vêm o sobrenome "Jeon" de Soyeon? Será artístico ou alguma explicação por trás? 👀


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...