1. Spirit Fanfics >
  2. Appa? >
  3. Maria

História Appa? - Capítulo 23


Escrita por:


Notas do Autor


🤣🤣

Capítulo 23 - Maria


Fanfic / Fanfiction Appa? - Capítulo 23 - Maria

De volta à festa de aniversário do pequeno Ten, uma garotinha caminhava em meio aos prantos no segundo andar da mansão dos Yontararak. A pequena tinha se perdido de seus pais e, se pôs à chorar quando não os encontrou. Cho Miyeon, que passava pelo salão, viu tal cena e se comoveu. Então a agente logo se aproximou da menininha, colocando-se de joelhos para ficar da mesma altura da garotinha.

- olá!

Saldou a coreana chamando a atenção da pequenina, que encarou rapidamente Miyeon. A pequenina tinha tinha mais ou menos 3 anos de idade. Seus cabelos eram negros e sedosos, olhos castanhos e sua pele era rosada. Miyeon no entanto, se continha para não morder a menina de tão fofa e meiga, que esta era. Apesar da menor ainda estar fungando e soluçando baixinho, a menina era extramente mordiável diante os olhos da Cho.

- ...

- não tenha medo, eu não vou te machucar.

Ao ouvir aquilo, a pequenina não tardou à recomeçar seu choro, provavelmente ela estava assustada com o que a frase da coreana com cara de anjo, lhe dissera.

- hey!

- ...

- qual seu nome? E onde estão seus pais, pequena?

Inquiriu, agora com uma expressão preocupada.

- ...

- você fala coreano?

- falo, moça.

- aonde estão seus pais?

- eu não sei! Estou perdida..

- calma, irei te ajudar.

- sério?

Perguntou a garotinha fitando Miyeon, com os olhos brilhando de esperaça.

- sim.

- obrigado.

- disponha.

- ...

- então, qual é seu nome?

- Heo-Wang Chaeyeon.

- bonito nome.

- thanks, moça.

- pode me chamar de Miyeon.

- thanks, Miyeon!

- por nada, meu anjo.

Disse Miyeon afagando os cabelos negros e trançados da garotinha, que sorriu.

- quer saber os nomes dos meus pais também?

- o quê? Ah, sim! Isso seria mais fácil de achá-los.

- o nome da minha omma é Yiren Wang.

- e o do seu pai?

- a minha appa se chama Heo Yoorim Aisha.

- okay, pequena. Vem, vamos procurar seus pais.

Dito isto, a coreana pegou a menina em seu colo e a levou para um outro lugar, iniciando assim uma busca pelos pais da pequenina, nos arredores da festa. Não muito longe dali, no banheiro do primeiro andar da mansão dos Yontararak, havia um casal homoafetivo. Uma azulada e a outra morena. Ambas trabalhavam em áreas muito diferentes uma da outra, mas elas se completavam de uma maneira quase que inexplicável. A azulada era uma procuradora criminal renomada da promotoria Nacional de Seoul.

Enquanto que a morena era uma brilhante piloto da aviação coreana. O fato de ambas serem tão ocupadas e ocupar cargos elevados de prestígio no país, muitas vezes as colocavam em perigo e, também a pequena herdeira do casal, que era sempre o principal alvo dos inimigos da azulada.

- amor!

Gemeu a morena tentando se soltar dos braços da esposa, que lhe agarrava por trás e beijava seu pescoço, fazendo-a estremecer.

- shh... geme mais baixo, morena.

- Ai, o que acha de terminamos isso lá em casa, huh?

- nem pensar! Eu sei que você também quer.

- please, baby...

Apelou Yiren fazendo biquinho, assim que se virou de frente para a azulada, que negou com a cabeça. Ambas estavam naquela sessão fogosa há quase duas horas. Então Aisha puxa sua amada para mais um beijo quente e demorado. Desde que a herdeira do casal nasceu, elas não tinham tempo para mais nenhum momento à dois.

O trabalho profissionalmente falando era muito puxado para a dupla, e sempre que exigia mais tempo delas, ambas deixavam a pequena Chaeyeon aos cuidados dos avós. Tanto paternos quanto maternos.

A cada toque que Aisha fazia, ela sentia-se mais leve, assim como Yiren. O clima estava esquentando e, a Heo já estava levando Wang ao delírio do clímax.

Quando de repente, eis que surge na porta do banheiro, uma morena de olhos castanhos. Song Yuqi havia encontrado Miyeon no seu caminho até o banheiro e, notou que a Cho estava com a pequena Chaeyeon abatida em seu colo. Então a chinesa se mobilizou à caçar os pais da garotinha, porém ela faria isto sozinha.

E assim foi feito.

- que bonito!

Falou Yuqi, ganhando finalmente a atenção do casal.

- mas que bonito. Será que eu estou atrapalhando o casalzinho aí?

- eh... não é nada disso o que você está pensando!

Rebateu a Heo branca de vergonha ao ter sido pega no flagra por sua melhor amiga, principalmente na situação a qual ela e Yiren se encotravam: A Wang com as pernas envolta da cintura da azulada.

O que tinha de vergonhoso, também era constrangedor. Onde já se viu essas duas se pegarem dentro do banheiro, sabendo que do lado de fora estava rolando uma festa de aniversário cheia de crianças transitando?, pensou Yuqi encarando Airen, com uma expressão de poucos amigos.

- sei..., e o que seria isso? Uma nova posição de yoga?

- ...

- foi o que eu pensei.

- a gente pode explicar...

- fique quieta! Voltem para festa e, vão buscar sua filha, que está com a Miyeon.

- a Chaeyeon?

- e tem outra? Enfim, a Miyeon encontrou a filha de vocês. Chaeyeon estava perdida e chorando, enquanto procurava os pais desnaturadas dela.

- nós não...

- foda-se! Vocês poderiam ter sido flagradas por qualque um, principalmente

por uma criança. E aí, como iriam se explicar, huh?

- desculpa...

- vazem já daqui!

Ordenou Yuqi de braços cruzados, encarando seriamente o casal Airen. Dado alguns segundos, a dupla saiu do banheiro, de cabeça baixa e consumidas pela vergonha. Minutos depois, a morena, rachou o bico.

E em seguida ela voltou para festa.


Notas Finais


Yuqi empata foda... 😅


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...