História Appa Part.2 - Jeon Jungkook. - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, TWICE
Personagens Jackson, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Momo, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Sana
Tags Ameaça, Bangtan Boys (BTS), Família, Jeon, Jungkook, Traição
Visualizações 118
Palavras 1.585
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AVISO:
Amores, queria comunicar à vocês que estou reescrevendo os capítulos que já havia postado, pois não estava gostando do resultado, espero que entendam e tenham paciência com a minha pessoa, eu realmente não estava me sentindo confortável.
Obrigada pela atenção, espero que gostem e Boa Leitura 💜

Capítulo 2 - Capítulo Dois - Angel, Insegurança e Massagem.


Fanfic / Fanfiction Appa Part.2 - Jeon Jungkook. - Capítulo 2 - Capítulo Dois - Angel, Insegurança e Massagem.

15, De Junho De 2019.

JEON JUNGKOOK POV.

— Você não ta' falando sério né? — Passo as mãos pelos meus cabelos, visivelmente irritado — Eu passo horas e horas naquela empresa para te dar um vida boa e confortável e só por que estamos sem transar um mês você fala isso, sério (S/n)? Você não liga para o que eu faço, você é uma egoísta. — Aponto o dedo na sua cara e me arrependo quando vejo seu choro aumentar. 

Seu idiota. — Grita alterada — Como pode achar que eu só ligo para você quando quero transar? A única coisa que eu te pedi era para nós podermos matar a saudade, mas eu não falei sobre transar, eu falei sobre passarmos um tempo juntos rindo e saindo desse mundo de trabalhos e preocupações, e você ainda fala que eu sou egoísta, eu só queria que você se desligasse um pouco da empresa porque isso estava te sufocando. — Respira fundo —  Mas você é tão babaca ao ponto de não perceber isso, eu realmente era a única mesma a não perceber que nosso casamento já não existe mais. 

— Eu não quis dizer que você era... 

— Cale a boca Jungkook, eu não quero ouvir mais nada que venha de você. — Fala e sai da sala indo possivelmente para o nosso quarto. 

A sigo e a vejo arrumando seus pertences em uma mala pequena. 

— O que.. O que você está fazendo?

— Eu não sei você mas eu cansei dessa farsa Jungkook, para mim acabou, eu estou indo embora. 

— Solta isso, você não sabe o que está falando. — Tento puxar a mala de sua mão, mas falho quando a mesma bate em meu braço. 

— Pode ter certeza que eu sei o que estou falando, eu não quero mais ver a sua cara, você foi um idiota comigo me chamando de egoísta sendo que a única coisa que eu queria era te ajudar e tentar ser uma boa esposa, entenda Jungkook, eu não quero o chefão aqui eu só queria o meu marido de volta, só isso. 

— Ah.. Você não quer o chefão? Tudo bem, eu não retiro o que disse, você é sim uma egoísta e eu to cansado disso, muito cansado, se quer ir embora vá em frente. 

— Eu vou mesmo, e pode se preparar que eu vou pedir o divórcio, porque eu não quero mais uma pessoa como você ao meu lado. 

— Faça o que quiser. — Me retiro do quarto, a fechando com força. 

— Merda. — Preguejo baixo e deixo as lágrimas correrem pelo meu rosto. 

Dia Seguinte.

16, De Junho De 2019.

JEON (S/N) POV.

— Vai mesmo se desculpar querida? — Minha mãe pergunta, enquanto eu terminava de me arrumar. 

Trajava uma calça jeans preta, uma camiseta rosa bebê e um tênis preto, enquanto mantia meus cabelos soltos e no rosto somente o básico. 

— Sim mãe, eu falei muitas coisas ruins para ele e quero me desculpar e, tentar pelo menos consertar o que aconteceu. 

— Faça aquilo que você se sentir confortável meu anjo, vou indo tabom? 

— Tabom, se cuida. — A abraço e a mesma sai do quarto. 

Respiro fundo e pego minha bolsa colocando meu celular dentro da mesma, saio do quarto e desço as escadas saindo de casa e entrando no meu carro dando a partida para a empresa. 

... 

— Bom dia Hany, o Jungkook está ocupado? — Pergunto para a secretária. 

— Bom dia Senhora Jeon, no momento o CEO Jeon está ocupado conversando com uma mulher. 

— Uma sócia? — Pergunto curiosa, a maioria de seus sócios são homens. 

— Não senhora, apenas uma mulher que frequenta bastante a empresa, se não me engano se chama Angel. 

Angel! 

— Tudo bem, muito obrigada. 

Me sento em uma cadeira e espero cerca de uma trinta minutos, até que vejo meu marido saindo de dentro de sua sala junto com uma mulher que reconheci na hora ser a mesma Angel de anos atrás. 

Droga de insegurança. 

— Adorei a nossa conversa Kook, vou vir mais vezes se sempre for assim. — Responde um pouco baixo olhando em meus olhos, mas consigo ouvir. 

— Tabom, agora vá. — A empurra gentilmente e se vira dando de cara comigo — Amor? O que faz aqui? — Pergunta se aproximando de mim.  

— Podemos conversar? — Digo meio tímida. 

— Claro. — Abre a porta para mim e eu entro. 

— Eu vim me desculpar, acabei perdendo o controle e falando coisas que não queria falar, me desc... — Me cala com um beijo. 

— Meu amor, eu que tenho que me desculpar, eu devia ter ido no horário para casa, te dei um bolo e entendi a sua frustração, eu te amo e me desculpe pelo que te falei ontem, eu estava muito nervoso. — Diz ofegante assim que para de me beijar. 

— Me desculpe também, eu te amo muito. — O beijo novamente — Hum, Jeon? 

— Sim? — Pergunta enquanto tirava os nó do meu cabelo pelo vento que fazia na rua. 

— O que a Angel fazia na sua sala? 

O mesmo se cala e para de mexer nos meus cabelos, se afasta um pouco de mim e me encara. 

— Por que a pergunta? 

— Você não me respondeu Jungkook. 

JEON JUNGKOOK POV.

O que eu poderia dizer? Angel estava aqui para transar e eu consegui a distrair com outra coisa para não fazer. 

— A Angel é filha de um dos meus sócios e veio no lugar do pai para poder ver algumas coisas comigo, mas não se preocupe meu amor, nunca.. Nunca aconteceu nada. — Engoli em seco, de fato não estava mentindo, Angel é mesmo filha de um sócio, mas não estava aqui no lugar de seu pai. 

— Tudo bem, eu acredito em você. — Me abraçou apertado — Hoje você consegue sair mais cedo? Mas sem compromisso, se você não conseguir tudo bem. — Sorrio tímida e eu me derreti todo. 

— Eu prometo meu amor, tentar sair cedo hoje tudo bem? 

— Claro amor, te amo. — Me deu um selinho e pegou sua bolsa que tinha colocado no sofá. 

— Também te amo, se cuida.

— Vou me cuidar. — Abanou e saiu da sala. 

19:45 PM.

Estava acabado de assinar alguns documentos quando minha secretária me liga. 

Ligação;

— Senhor Jeon, me desculpe o incômodo mas aquela mesma mulher de hoje cedo está aqui e quer falar com o senhor. 

— Avisa ela que eu já estou de saída.

— Irei avisar. 

Ligação Encerrada;

Respiro fundo e me levanto enquanto pegava minhas coisas, logo saio da sala e subo no elevador, assim que o mesmo para no térreo e se abre consigo ver Angel gritando com a Hany.

— Mas o que está havendo aqui? 

— Senhor Jeon, eu falei para ela que o senhor já estava de saída e ela começou a gritar comigo. 

— Mas que merda garota, quem você pensa que é para gritar com os meus funcionários? Vá embora daqui que eu não vou conversar com você. 

 — Você me paga Jeon Jungkook. — Fala e sai da empresa em passos pesados. 

— Essa mulher é louca Senhor. 

— Ela é. — Reviro os olhos —  Me desculpe por isso Hany, e se ela voltar a gritar com você pode chamar imediatamente os seguranças. 

— Tudo bem Senhor Jeon, boa noite. 

— Boa noite. — Sorri mínimo e fui em direção ao estacionamento pegar meu carro. 

... 

— Amor. — Minha garota fala assim que entro em casa — Obrigada por vir cedo. — Me beija. 

— Oi vida. — A abraço apertado. 

— Vem, eu to' fazendo macarrão com carne. — Me puxou pela mão e me levou até a cozinha. 

— Vou tomar um banho e daí comemos. 

— Sim, vai lá. 

— E Hana e Heitor? 

— Estão no Jin ainda, pedi para ficar com eles dois dias, amanhã eu pego os dois. 

— Está bem. 

Subo as escadas e vou direto para meu quarto, tiro toda a minha roupas entro no box tomando meu banho.

Depois de devidamente limpo saio e dou de cara com a minha mulher, a mesma se encontrava sentada em nossa cama. 

— O que foi amor? — Pergunto enquanto escolhia uma cueca. 

— Eu.. Eu queria saber se... 

— Se? — Me viro para a mesma e solto a toalha vendo seu olhar se direcionar para meu pênis. 

— Amor. — Me repreende. 

— O que foi? — Pergunto enquanto vestia minha cueca. 

— Não fica pelado desse jeito na minha frente. — Fala tímida. 

— Até parece que nunca me viu nú, mas então, o que você queria? 

— Eu queria saber se você não quer uma massagem? Percebi que você está meio tenso e cansado. 

— Ah amor, eu iria adorar.

— Então vem. — Fica de joelhos na cama e eu me jogo a sua frete somente de cueca. 

A mesma se senta em minha bunda e ouço um barulho de frasco sendo aberto, logo sinto suas mãos pequenas e ágeis massageando a região dos meus ombros e pescoço. 

— Aah, que mão maravilhosa amor.

A mesma continuava massageando até que sinto ela me virar de frente e atacar meus lábios em um beijo extremamente selvagem. 

— Eu preciso de você agora dentro de mim amor. — Fala ofegante depois que para o beijo e eu me arrepio todo. 







Notas Finais


Espero que tenham gostado, amo vocês e até o próximo 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...