1. Spirit Fanfics >
  2. Aprendendo A Amar >
  3. Proposta

História Aprendendo A Amar - Capítulo 70


Escrita por:


Capítulo 70 - Proposta


DIAS DEPOIS

 

 

Tudo estava perfeitamente bem na vida de Lucero. Ela nunca pensou que teria uma família completa de novo e parecia um sonho cada vez que seus pais chegavam em sua casa ou ela na deles junto com Viviane e Fernando. Para a sorte de todos, Manuel nunca mais havia os procurado, mas naquele dia Lucero iria começar as gravações do La Voz Kids México, um programa de música, e não contava que o ex também estaria no lugar, mas gravando outro programa. Ela chegou um pouco atrasada, pois havia ido deixar Viviane na hidroterapia, e caminhava apressadamente pelo corredor quando Manuel a viu passando e correu até ela, fazendo com que a mulher se assustasse.

 

 

− O que quer comigo?! – Lucero perguntou com a mão no peito.

 

 

− Precisamos conversar.

 

 

Manuel pegou Lucero pelos dois braços e a jogou dentro do camarim dela, fechando a porta atrás de si.

 

 

− Me solta! Nós não temos nada para conversar. – Lucero se soltou de Manuel com brutalidade e caminhou para longe, ajeitando o cabelo.

 

 

− Claro que temos, nós temos uma filha em comum ou você já se esqueceu?

 

 

− Engraçado esse seu interesse repentino nela. – Lucero desviou o olhar. – O que quer saber dela?

 

 

− Você já contou que eu sou o pai dela? – Manuel sorriu ansioso.

 

 

− Já, né? Você me obrigou. – Lucero bufou.

 

 

− E ela?

 

 

− Ficou bastante abalada, o que você esperava? – Lucero falou como se fosse óbvio.

 

 

− E por que ela não veio falar comigo? – Manuel ficou sério.

 

 

− Manuel, entenda. – Lucero enfatizou. – Viviane sempre conheceu o Fernando como pai, eles se amam mais do que tudo e é por isso que eu deixei que ela escolhesse se queria conversar com você ou não.

 

 

− Você fez o quê?!

 

 

− Eu não posso e nem quero obrigar minha filha a fazer nada que não seja da vontade dela, ela é uma mocinha e já pensa com a própria cabeça. – Lucero deu de ombros.

 

 

Em um rompante, Manuel agarrou Lucero novamente e a prendeu na parede.

 

 

− Você acha que eu estou brincando?

 

 

− Não me ameace! – Lucero empurrou Manuel e conseguiu se afastar.

 

 

− Eu já estou me cansando. Já que você não me ajuda, eu vou ter que me aproximar dela sozinho.

 

 

− Você não pode fazer isso. O nervosismo prejudica a saúde dela. – Lucero falou com os olhos marejados.

 

 

− Eu estou pensando em mim. Um homem quando chega numa certa idade, se cansa de estar sozinho e precisa de uma família.

 

 

− Então constrói uma. Você tem capacidade.

 

 

− Eu não vou construir o que eu já tenho. Eu quero vocês.

 

 

− Você já nos renunciou há muito tempo, não tem como voltar atrás.

 

 

− Eu vou provar a você como tem. – Manuel se afastou, passando a mão na boca. – Lucero, eu quero te fazer uma proposta.

 

 

− Qual?

 

 

− Eu deixo a nossa filha em paz com o pai que você escolheu para ela, mas em troca você vai ter que viver comigo... Sozinha. – Manuel sussurrou a última palavra.

 

 

Manuel sabia que Lucero nunca seria capaz de abandonar Viviane, por isso fez a proposta sabendo que ela iria, mas levaria a filha junto.

 

 

− Você está louco. – Lucero sussurrou com a voz embargada.

 

 

− Eu estou bem lúcido. Você escolhe. – Manuel deu de ombros com um sorrisinho maldoso no rosto.

 

 

− Você não pode me fazer escolher entre a vida da minha filha e a minha. – Lucero falou desesperada com lágrimas nos olhos.

 

 

− Ah, Lucero, você não me conhece. – Manuel negou com a cabeça. – Vai chegar o momento em que você vai ter que escolher, escreve o que estou dizendo. – ele saiu.

 

 

Lucero colocou a mão nos lábios e caiu no choro. Ela tinha que proteger sua família, tudo aquilo estava acontecendo por culpa dela que desejou tanto que Manuel voltasse e ele voltou com o propósito de destruir sua vida. De repente a porta se abriu e por ela entrou Melendi, um dos amigos e companheiros de Lucero no programa.

 

 

− Lu, está na hora, já mandaram te chamar. – Melendi estranhou ao ver Lucero enxugando o rosto. – Está tudo bem?

 

 

− Está, está sim. Desculpa a demora, eu já estava indo. – Lucero falou sem olhar para Melendi e ia saindo, mas ele segurou seu braço.

 

 

− Ei, nós somos amigos. Você pode me contar se está com algum problema.

 

 

Lucero simplesmente o abraçou com força e voltou a chorar. Melendi realmente era um bom amigo, delicado, paciente e tinha um abraço que era capaz de curar tudo. Ela não podia voltar para casa naquele momento para poder estar com sua família, mas pelo menos tinha o conforto do seu amigo.

 

 

− Shhh, calma. – Melendi apertou Lucero. – Vai ficar tudo bem.

 

 

Lucero chorou por alguns minutos, mas mesmo quando se acalmou, permaneceu nos braços do amigo.

 

 

− Tudo bem? Está mais calma? – Melendi perguntou acariciando o cabelo de Lucero.

 

 

− Sim, obrigada. – Lucero soltou Melendi, respirando fundo e desviando o olhar.

 

 

− Quer me contar o que aconteceu? – Melendi perguntou cautelosamente.

 

 

− Eu não posso contar nada a ninguém até que eu resolva. Me desculpa. – Lucero engoliu o seco e encarou Melendi sem graça.

 

 

− Tudo bem. Só quero que saiba que você é uma mulher forte e que nada nesse mundo é capaz de te abalar, não se esqueça disso nunca, ok? – Melendi acariciou o cabelo de Lucero.

 

 

− Obrigada. – Lucero sorriu com os olhos marejados.

 

 

− Quer que eu diga que você não está se sentindo bem para tentarmos adiar um pouco a gravação?

 

 

− Não, eu tenho hora para voltar. Preciso buscar minha filha na hidroterapia. – Lucero olhou o relógio no pulso. – Eu estou bem. Podemos ir. – ela forçou um sorriso.

 

 

− Então vamos. – Melendi abriu a porta para Lucero e saiu logo em seguida.

 

 

Felizmente Lucero era uma ótima atriz que conseguia disfarçar seus problemas na frente das pessoas e por isso na gravação, ela foi feliz e divertida como sempre.


Notas Finais


O surto do Manuel :(
Momento Lucelendi porque quando eu escrevi, estava com saudades do LVK kkkkk <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...