1. Spirit Fanfics >
  2. Aprendendo a ser pai - Sasuke Uchiha >
  3. 04 - Insuficiente

História Aprendendo a ser pai - Sasuke Uchiha - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - 04 - Insuficiente


Se sentir incapaz é uma das coisas mais desesperadoras que tem, principalmente quando se é pai. Sasuke olhava Sayu' deitada na cama com a pele ardendo em febre, tinha pego um terrível resfriado e para seu azar Yumi estava trabalhando.

Fez tudo que conseguiu pra parar aquilo, tinha um pano molhado em sua testa tentando diminuir aquela temperatura e a morena tinha lhe dito que estava com muita dor de cabeça. Apenas uma vez sentiu a mesma vontade que tinha agora de sentir aquela dor no lugar da pessoa.

Quando viu sua esposa chorando pela morte do seu sensei queria que fosse ele no lugar dela, já chorou muito pela morte de toda sua família, mas sinceramente não se importava muito de sofrer novamente apenas para que a ruiva não estivesse tão destruída como viu naquele dia. Ver sua tão frágil filha ali, resmungando de dor sem poder fazer nada era terrível, não era como se ninjutsu médico ajudasse naquela situação pois não tinha um problema muito grave.

Fazia questão de ficar ao lado dela sem estar se importando que ficaria doente depois, seu único foco estava na garota segurando sua blusa como se não fosse largar nunca.

Daisuke se encostou na porta não querendo atrapalhar seu pai que parecia bastante nervoso e receoso em relação a gripes, se ele ficasse doente o mais velho também teria que lidar com gêmeos com febre e dores. Segurava a pelúcia do Kurama nos braços, era o brinquedo que ambos compartilhavam, olhou de relance a irmã e ficou desconfortável de não poder ajudar.

- Pode vir - avisou o moreno para o garoto que relutante aproximou-se -

O ruivo colocou a pelúcia perto da menina para que pudesse abraçar e se sentir melhor. O Uchiha mais velho o pegou no colo e deixou-o sentado em suas pernas para fazer companhia a ela que pareceu satisfeita.

- Papai ela vai melhorar? - perguntou baixo o suficiente para que não incomodasse sua irmã -

- Claro, apenas temos que ajudá-la enquanto isso - o menor concordou balançando suas pequenas pernas enquanto olhava sua irmã -

Assim como Itachi uma vez havia lhe dito, os gêmeos se pareciam muito com os dois mais novos, talvez seria assim que Yumi e Naruto poderiam se comportar quando fossem mais jovens e se conhecessem. Era complicado não ter controle da dor dela, queria poder fazer passar.

Sentiu-se tão incapaz naquele momento, certo que fazia parte as pessoas adoecer, quando mais novo passou muito tempo doente tento que se cuidar sozinho mas a sensação era diferente, nem se importava quando era consigo, porém ele não conseguia ajudar sua própria filha e essa ideia o fazia tremer de medo até certo ponto.

Esperaram um tempo até a mesma dormir, o mais velho iria fazer a janta para eles e uma sopa para a morena.

...

Yumi chegou em casa deixando seus sapatos e capas encostados em um lado, olhou para dentro e viu as luzes do andar de baixo apagadas que indicavam que já tinham subido.

Foi andando em direção ao quarto da sua filha já que a luz estava ligada. Espiou um pouco pela porta vendo o marido ao lado dela colocando um pano úmido em sua testa, ficou nervosa ao saber que a sua garota estava doente, poderiam ter avisado a ela que não pensaria duas vezes antes de vir cuidar da menina.

Olhou de relance Dai' que ficou um pouco distante apenas olhando para se certificar que sua irmã estava ali e "bem".

- Quer ajuda? - perguntou chamando atenção dos seus dois garotos -

- Você deve estar cansada, pode deitar eu cuido dela - a Namikaze sorriu, o conhecia o suficiente para ver seu desespero em não poder fazer nada -

- Não seja assim - foi até eles encostando na pele da menina que tinha o cenho franzido pela dor de cabeça -

Colocou suas mãos nas têmporas da filha e suas dedos ficaram verdes, o ninjutsu médico apenas conseguia diminuir ou anular a dor que a menor sentia, ainda não curava a gripe por inteiro. Sasuke ficou observando, viu que se pelo menos estivesse tentado fazer isso antes melhoraria a dor dela, aquilo realmente o deixou sentindo-se um completo idiota.

Suspirou e olhou para o menino que pareceu maravilhado pelo que a mãe fazia.

Levantou-se da cama e foi em direção a saída sabendo que sua mulher iria lidar bem com a situação, a Uchiha era inteligente e pensou em algo que nem passou em sua mente. Mesmo que não fosse muito ele sabia usar ninjutsus médico, geralmente era de grande ajuda em missões e foi a própria ruiva que o ensinou para que pelo menos o ajudasse em situações que não conseguisse mesmo achar um hospital.

Foi até o banheiro tomar um banho quente para tentar tirar seu cansaço e de alguma forma sua própria decepção de si mesmo. O Uchiha sempre se cobrou ao máximo, era o filho caçula e Itachi sempre foi mais parabenizado por tudo enquanto ele apenas escutava que deveria ser igual o irmão, toda essa parte de sua infância foi cobrado e isso o fez oque é hoje, não aceitava seus erros e se martirizava por isso.

Saiu vestindo uma roupa limpa mais ainda com cores escuras e sentou-se na cama passando o toalha em seus cabelos tentando enxugar os mesmos.

A mulher que tinha acabado de colocar os dois para dormir e tentou ao máximo minimizar a dor da filha, nem conseguia saber o quão impotente era a sensação de vê-la ali sofrendo e não poder ajudar até passar por isso. Entrou no quarto e o viu passando suas toalhas nos cabelos pretos. Foi até ele e pegou a toalha com as mãos indicando que faria aquilo por ele.

- Você deveria descansar - o moreno via ela fazer tudo, cuidava de todos na casa e só descansava quando não tinha mais oque fazer -

- Tenho que cuidar de você ainda - sorriu gentilmente, dessa vez não tinha deboche ou provocação em seu tom de voz, ela realmente achava isso -

- Você cuida muito da gente... - olhou para baixo sentindo realmente incapaz de ser pai - Eu não consigo fazer isso - sussurrou pra si mesmo ainda sentindo-se culpado por não ter ajudado sua filha -

- Claro que cuida - se assustou quando percebeu que ela tinha escutado sua fala - Você passou todo esse tempo ao lado da Sayuri, não se cobre tanto - ainda assim não conseguia se desculpar por não ter feito sua dor parar -

Não era birra, era apenas um pai que não se sentia insuficiente para cuidar de ninguém. Como sempre achou que não teria ninguém ao seu lado, na sua mente ele não era bom o suficiente para alguém, sua mente e sentimentos quebrados pelo trauma que viveu, sempre tentou juntar seus pedaços pelo caminho e Yumi o ajudava nisso. Achava injusto ver a mulher mais linda do mundo, na sua visão, perdendo seu tempo com alguém como ele, a mesma tinha tanta paciência e calma para lidar com seus problemas.

Itachi e Yumi era os únicos que verdadeiramente sabia os problemas de autoestima que ele tinha, de não achar que era bom pra ninguém, de pensar que não merecia nada pelas coisas que fez, toda essa insegurança, medo, escondidas pelo seu semblante sério e arrogante que não passava de uma máscara para não se machucar com ninguém.

- Você conseguiu fazer a dor dela diminuir, eu nem mesmo pensei nisso - viu os olhos azuis de sua esposa e desviou rapidamente o olhar pensando ver um rosto de decepção -

- Sasuke - o chamou e usou seu dedo para levantar seu rosto - Você esteve ao lado dela, cuidando de sua febre, fazendo companhia a Sayu', pode dizer o quanto de vezes quiser que não é o suficiente, mas eu sempre vou dizer que está errado porque você é perfeito do jeito que é, pare de se cobrar tanto - acariciou a bochecha do mesmo que fechou os olhos apreciando o carinho -

- Desculpa - disse baixo, porém apenas ouviu um resmungo dela -

- Não precisa pedir desculpas - deu um selinho demorado nele adorando a maciez que de seus lábios -

Separou-se do mesmo e terminou de enxugar os cabelos dele, o moreno até sentiu nostalgia de quando sua mãe fazia isso, Sasuke tinha total certeza que Mikoto amaria Yumi por sua gentileza com a família e cuidado.

A ruiva ainda iria tomar banho para dormir e o Uchiha não conseguia fechar os olhos e relaxar até saber que sua esposa estava finalmente deitada, em certos momento a Uzumaki ficava fazendo muitas coisas pelos outros e se esquecia de si própria ficando assim o trabalho de fazê-la perceber isso pro homem.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...