História APRIMORADOS - Capítulo 2


Escrita por:

Visualizações 0
Palavras 3.233
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Lemon, LGBT, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Confira a outra Minissérie...

[Evoluídos]
1° = Resumo do Livro: "Bestiário"

P.S =Ah! Desculpem se eu tiver usado Terra 1 por engano algumas vezes no Bestiário, a terra aonde Tommy vive é a Terra 3, maus por esse desentendido...

Capítulo 2 - Contágio


Fanfic / Fanfiction APRIMORADOS - Capítulo 2 - Contágio

"Você já ouviu falar do efeito placebo, mas conhece o efeito nocebo ? Nele, o corpo humano tem uma reação física negativa a um dano sugerido."

-Isso vai te fazer vomitar. -afirmou a medica, entregando um copo com liquido laranja para o paciente que estava sentado na cama de seu consultório. O paciente beber achando ser algum tipo de remédio, mas era apenas agua com açúcar, mas em sua mente, ficou fixo o que a medica o disse, infinitamente como um Loop...

"Sua mente tem o poder de criar uma realidade física própria..."

*Paciente vomita*

"Por que bocejamos quando vemos outros bocejarem ?

Ao longo da história em sí, houve incidentes como a epidemia de dança em 1518, a epidemia de riso de Tanganica, o milagre Hindu do leite... Alguns acreditam que é uma resposta ao estresse."

"Imaginem uma garota, uma bela estudante que faz parte do grupo de torcida de sua escola, um promissora ginasta, mas em sua casa seus pais vivem discutindo e ela vivenciando tudo, guarda dentro de sí..."

"Os psicólogos chamam de 'transtorno de conversão', quando o corpo converte um estresse mental em um conjunto de sintomas físicos... Neste caso, um tique ou um espasmo.

E, como qualquer transtorno, pode ser contagioso. Esse tipo de comportamento coletivo não se limita ao seres humanos...

...o que sabemos é, que, em certas comunidades, sob circunstâncias específicas um sintoma físico involuntário desenvolvido por uma pessoa... pode se tornar viral."

"E se espalhar, de uma pessoa a outra..."

((Garota no Telefone com a Amiga))

-Não sei o que fazer. -afirmou ela chorando no telefone, deitada em sua cama, pois os espasmos não paravam mais e sua amiga do outro lado da linha, dizia: -Cait, se acalme, vai passar. -a outra garota começa a ter os mesmos tiques nervoso, com seu ombro.

"...e para outra."

"Até que toda comunidade esteja infectada... "

(Médica) -Vocês notaram outros sintomas ? -perguntou a médica após examinar Caitlin, aos pais da garota, enquanto o resto das garotas do time e suas familias passavam com outros doutores do hospital.

(Pai de Caitlin e Holden) -Não.

"Então, a minha pergunta é: Se a idéia de uma doença pode se tornar uma doença, o que mais a respeito da nossa realidade é, na verdade, um transtorno ?"



APRIMORADOS - 1 TEMPORADA

CAPITULO 2: CONTÁGIO




-Por que não pode encontra-lo com sua mente ? -perguntou Caroline para o telepata (Jonas) que estava com ela andando nos corredores da base secreta onde estava, enquanto os alarmes tocavam, junto de uma luz vermelha irritante.

(Jonas) -Eu tentei... Ou ele não está aqui, ou... -suspirou. -Seu irmão disse que rastreadores podem controlar os pensamentos.

(Caroline) -Não é melhor encontrarmos ele primeiro ? Ver o que descobrimos e dizer ao Marcel ?

(Jonas) -Provavelmente, mas ele me deve respostas.

(Caroline) -Ei... -segurou o braço de Jonas, antes dele entrar num dos laboratórios. -O que aconteceu com você ali atrás ?

(Jonas) -Não tenho certeza, mas...

(Jonas) -Mas tive uma visão de você.

(Jonas) -Não você...

(Jonas) -Você do futuro.

(Caroline) -O que eu estava...

(Jonas) -Me escrevendo uma mensagem...

(Caroline) -O que dizia ?

(Jonas) -K...

(Caroline) -K ?

(Jonas) -Olha, fique aqui e fique ligada na busca.

(Caroline) -Tenha cuidado.

(Jonas) -Você também. -à beijou, entrando na maquina que ampliava suas habilidades telepáticas, o levando para fora da realidade, onde chamam de "O Reino", basicamente numa parte especifica, uma mansão enorme com uma piscina em uma parte ensolarada e calma.

-Isso funciona ? -perguntou Jonas ao ver uma garota procurando uma saída nas cartas.

(Garota) -Nada funciona...

(Jonas) -Então, por quê...

(Garota) -Porque eu tenho que tentar algo, certo ? -sorriu. -Eu... Eu sou Phoebe!

(Phoebe) -Aliás... -se levantou da berada da piscina. -Você pode me ajudar com isso ? Hã ?

(Jonas) -Cadê ele ?

(Phoebe) -Ei, por que nunca conversamos ? -se aproximou de Jonas. -Vamos lá, a gente se conhece tipo, uma vida inteira se for ver.

(Phoebe) -Você se parece bem...

(Phoebe) -Como vai sua namorada ?

(Phoebe) -Caroline, certo ? Carol ?

(Phoebe) -Ou o irmão dela ?

(Jonas) -Sombra! -chamou, ignorando-a. -Sombra!

(Phoebe) -Cara... -Jonas voltou a olhar para Phoebe. -Você tem que me ajudar, estou morrendo aqui.

(Phoebe) -Você pode... -apontou pra cima. -Falar com ele ?

(Phoebe) -Tipo... Me tirar daqui.

(Jonas) -Sombra ? -ignorou ela.

(Phoebe) -Por favor... -implorou.

(Phoebe) -Acabe com isso...

(Phoebe) -Por favor... -se sentou no lugar onde estava, ao ver Sombra sair da mansão, se sentando numa mesa onde havia uma torta de limão e suco de uva.

Enquanto isso na base onde Jonas estava dormindo, ligado numa maquina que amplia suas habilidades, Caroline escuta uma movimentação vindo dos corredores e sai do laboratório, vendo seu irmão vindo em direção pra onde os agentes iam, ela perguntou: -O que é isso ?

(Marcel) -Acharam o invasor...

(Marcel) -E parece que não é um rastreador como imaginei que devia ser, já que nenhum telepático conseguia acha-lo.

(Caroline) -E quem é ? -olhou em direção aos agentes que traziam uma garota com suas roupas feita tropas velhos, toda suja e descabelada, com um semblante de louca, disse: -Eu voltei... -sorrindo feito uma maniaca.

(Caroline) -Bonnie ?

(Marcel) -Como isso é possível ?

[Em algum lugar do Reino...]

Erika estava sentada num parque, observando as pessoas com suas familias, quando Jonas veio caminhando até o banco onde ela estava sentada, dizendo: -Então, esse é o seu maior desejo ?

(Erika) -O quê ? -olhou para seu lado.

(Jonas) -Esse lugar, o parque.

(Erika) -Eu conheço você ?

(Erika) -Quer saber, esqueça.

(Erika) -Cai fora. -voltou a olhar as familias em seus piqueniques ou brincando com seus animais de estimações.

*Jonas se sentou ao lado dela*

(Erika) -Irei gritar esquisito.

(Jonas) -Só estou sentado.

(Erika) -Já avisei.

(Jonas) -Escutei. -ficou em silêncio observando ela, então, disse: -Você gosta mesmo disso ?

(Erika) -Você não ?

(Jonas) -Bem, é...

(Erika) -É oquê ? -olhou para ele.

(Jonas) -Nada, esquece. -então, ao ver ela voltar a olhar as familias, ele disse: -Bom, é, complicado...

(Erika) -O que quis dizer antes ?

(Jonas) -Antes quando ?

(Erika) -Quando disse: "Meu principal desejo ?" -olhou para Jonas novamente.

(Jonas) -O que você mais quer no mundo. -afirmou, olhando nos olhos dela. -Vejo você aqui o tempo todo quando venho para o Reino, sabe...

(Jonas) -Sentada, olhando...

(Jonas) -Imagino que aqui seja o seu lugar. -olhou em volta de onde estavam sentados, próximo de uma árvore e um bebedorou, onde crianças bebiam água. -Onde pode sonhar com uma família, sem precisar ter uma...

*Erika riu* -Você não sabe de nada...

(Erika) -Você... -se levantou. -Acha que fantasmas gostam de viver em uma casa assombrada ? -deu a volta no banco, enquanto Jonas a seguia com os olhos.

(Erika) -Veja de novo. -saiu andando.

(Jonas) -Aonde vai ? -se levantou.

(Erika) -Acordar... -sumiu do nada.

(Jonas) -Acordar ? -ficou perplexo.

(Jonas) -Ela sabe que o Reino fica no mundo entre consciente e subconsciente ? Como ? -perguntou ele pra sigo mesmo. -O que ela é ?

-Qual é... -Jonas ouviu a voz de um garoto e se levantou, indo pra parte de trás do banco, seguindo caminhando até uma quadra de basquete onde viu um garoto falando com uma garota de cabelos pretos e branca, que se parecia com Erika, só que mais nova. -Só um beijo, vai...

(Erika Jovem) -Não. -andava para trás, até encosta na grande do campo de basquete.

(Garoto) -Já vi como me olha.

(Erika Jovem) -Pare!

(Garoto) -Vadia Frigida! -empurrou ela pra cima da grande, saindo de perto dela, enquanto três garotas do time de torcida vinham caminhando, rindo e conversando (sendo que essas garotas viviam pegando no pé de Erika, por toda vida).

-"Ela é tão... " -ao ouvir uma delas dizer isso, puxou o garoto de antes pelo braço e disse: -Você quer um beijo ? -ela o beijou...

(Jonas) -Eu não entendo... -disse ele pra sigo mesmo, observando de longe.

(Erika Jovem) -O que você... ? -disse ela, desmaiando sobre o chão do campo de basquete.

Assim o garoto se virou para as meninas rindo dela, pegou seu taco de baisebol em sua mochila perto da grande e foi pra cima delas, atacando-as sem dó. Depois que as garotas estavam inconscientes no chão, o garoto virou Erika e Erika caída perto da grade, o garoto...

(Diretor) -O que houve aqui ?

(Erika Jovem) -Foi ele. Começou a bater nelas sem motivo. -afirmou ela, ao ver o diretor sair de sua sala pelos gritos das garotas antes de apagar.

(Diretor) -Você... -Foi até o garoto, que se levantava, dizendo: -Eu... Eu... Eu... Espera... O que eu fiz ? Eu...

(Diretor) -Vamos! -pegou ele pelo braço, enquanto confuso, dizia: -Eu só queria um beijo!

-Você está trapaceando... -insinuou Phoebe se aproximando do lado de fora do campo, na grande onde Jonas observava Erika.

(Jonas) -O quê ?

(Phoebe) -Não pode olhar as memórias dela pra saber quem ela é, isso é trapaça. -sorriu. -O objetivo é você descobrir sozinho.

(Jonas) -Espera... -olhou em sua volta. -O que está acontecendo aqui ?

(Jonas) -Eu não estava numa mansão ? Como vim parar aqui ?

(Phoebe) -De novo... Você está no mundo dos sonhos, fique concentrado para não perder a noção da realidade. Uma dica, conte até cinco com seus dedos, se houver dedos a mais, você ainda está dormindo... -saiu andando em direção ao parque, deixando-o sozinho sobre a grade do campo de baisebol daquele parque.

[Base da UACE, Nova Iorque]

[Horário: 00:21 do dia 02/05/2018]

-Eu não entendo, como ele está controlando todos ? -perguntou Íris para os cientistas da UACE, que via a gravação ao vivo das salas de interrogatório que estava com as pessoas que ajudaram Derick no ataque aos pais de Holden Matthews, a dois dias.

-Alguma novidade ? -perguntou o diretor Sushi, entrando no laboratório.

(Cientista) -Nenhuma, dois dias na mesma situação, o que Derick faz ou fala, eles reproduzem.

(Iris) -O que disseram até agora ?

(Cientista Mulher) -Apenas que querem ver Holden Matthews...

(Sushi) -Não sabia que já teria voltado de suas férias. -insinuou à Íris que disse: -Fiquei sabendo dos desaparecimentos e desse caso maluco, e resolvi deixar minhas férias para outro momento.

(Iris) -Quem é esse Holden ?

(Sushi) -Bom, não temos muitas informações, pais comuns, irmã morta de uma doença desconhecida na adolescência, ficou em coma por anos e ressentimente está desaparecido.

(Íris) -Não foi visto em nenhum satélite ou câmera ?

(Sushi) -Não.

(Iris) -Da resistência, possui algum poder ?

(Sushi) -Não sabemos, mas acreditamos que não. Seus pais falaram que não viram nada de incomum na noite do ataque, mas o xerife da cidade diz que Holden podia quebrar concreto com apenas um soco... E esse Derick era o único capaz de segurar o soco dele com as mãos.

(Iris) -Derick é Evoluído ?

(Cientista) -Não achamos marcadores genéticos, mas o DNA dele estava no registro, ele é filho de doís agentes que foram encontrado mortos a alguns dias, acreditamos que tenha sido Derick que os matou.

(Cientista Mulher) -Fizemos o teste do detector de mentira, e descobrimos que quando ele fugiu com alguns dos filhos de outros membros a dois anos, foi porque eles descobriram sobre a UACE...

(Cientista Mulher) -Na mesma noite ele foi exposto a produtos químicos, então isso apaga a chance de ser algum ser sobrenatural como Lobisomem, vampiro ou algo mitológico... Mas, as chances são boas pra um Aprimorado como aqueles jovens procurado do Gás.

(Sushi) -Novidades sobre eles ?

(Cientista) -Sim, um deles foi visto numa universidade da região, o agente Zero já está no caso.

(Iris) -E quais os dons de Derick ?

(Cientista Mulher) -Ele não senti dor, mas ainda sim não explica como ele está vivo devido o tipo de acidente de carro que ele sofreu, era pra ficar em um tipo de coma vegetativo, pelo resto de sua vida, mesmo com suas habilidades.

(Iris) -Então ele não é indestrutível ?

(Cientista) -Bom, agora sim...

(Cientista) -Se Holden não o tivesse apagado, ele não estaria preso agora.

(Sushi) -Como é possível ?

(Cientista) -Não sabemos.

(Cientista Mulher) -A origem de sua força é desconhecida, mas nos testes ele dis que "Ele" não pode ser contido, sem se refirir nele mesmo.

(Iris) -Se referindo a quem ?

(Cientista) -O Sombra. -ela abriu um arquivo de um dos computadores do laboratório no telão, mostrando documentos de Evos que morreram, sendo encontrados sem seu cérebros e dos prisioneiros "desaparecidos", e os que não sumiram, afirmando ter pesadelos com um tipo de homem sombra que se alimentava de seus piores pesadelos. -Essa coisa demoníaca, não temos certeza se é humana, mas designamos como sobrenatural, até hoje não tínhamos certeza se realmente existia, mas depois de Derick... Pode até ser uma teoria.

(Sushi) -Não temos tempo pra teorias, tenho que saber o que ele quer e quem fez esse experimento nos civis que estão agindo como marionetes.

(Cientista Mulher) -No tecido atrás do crânio deles, achamos nos corpos dos civis mortos pela polícia da região, produtos e tecnologia usadas pelas indústrias Hackman. Não temos provas se eles estão envolvidos, mas já é um bom começo para abrir uma investigação...

(Íris) -Bom, senhor, se o senhor quiser posso dar uma vasculhada nas indústrias Hackman.

(Sushi) -Certo. Quero o relatório de todos em minha mesa, em menos de 48 horas, todos entendidos ?

(Todos do laboratório) -Sim, senhor!

(Iris) -Sim, senhor... -observou todos voltarem ao trabalho e seu chefe sair do laboratório, pegando seu celular e enviando uma mensagem para seus aliados do futuro, dizendo "que ela já havia voltado a sua vida normal e até agora a resistência não havia entrado em contato com ela"; pois Iris era uma agente dupla da resistência até ser descoberta, mas agora era aliada do velocista que é o alvo dos " Heróis do Amanhã " e de " Thomas Grimm", pois ele é o causador do Loop que está acontecendo no plano de realidade.

[Shopping de Carbondale, Illinois]

[Naquela manhã...]

Jamie vinha caminhando até o centro de alimentação como havia marcado com um garoto misterioso que havia ligado pra ela na noite anterior, dizendo para se encontrar com ela, pois era um assunto de extrema urgência. Ao chegar no local marcado, Jamie viu mais dois garotos junto do garoto que havia ligado pra ela (Luke), e se aproximou dizendo: -Você não disse que teríamos companhia.

-Oi, Jamie... -disse um dos outros dois garotos de pé ao lado da mesa onde Luke estava sentado, então, Jamie disse: -Oi, Oliver, que mau te ver novamente.

(Luke) -Vocês se conhecem ?

(Jamie) -A gente ja namorou.

(Oliver) -Tá, mas qual é o assunto tão importante que nos reuniu aqui ?

(Luke) -Quando foi a última vez que vocês viram Holden Matthews, Max e Mason O'Brien e Axel ? -assim o outro garoto (Riley), disse: -Axel ?

(Jamie) -Olha, eu não sei nem onde Holden está, eu bem que queria saber pra dizer umas poucas e boas para ele... Ele me chamou para um encontro e me deu bolo duas vezes, duas vezes, sabe o que é fica preocupado se a pessoa esta bem e no outro dia descobre que ela sumiu com uma garota num ônibus pra Nova Iorque !?

(Oliver) -Os gêmeos... A última vez que os vi foi aqui no shopping, quando uns caras do governo levou o amigo do Nerdão, aqui. -deu um tapa nas costas de Riley.

(Jamie) -A gentes do governo ?

(Oliver) -Sim, como aqueles que foram na casa de seu namoradinho pela confusão no meio da rua.

(Jamie) -Confusão ?

(Oliver) -Não ficou sabendo ?

(Oliver) -Holden brigou com um cara no boliche e ele foi atrás de vingança, com reforços. Foi o que fiquei sabendo, mas o que ele fazia na cidade de novo, não faço ideia.

(Luke) -Riley, não é ? -perguntou.

(Riley) -Sim. Posso ajudar ?

(Luke) -Axel era seu melhor amigo ?

(Riley) -Sim, claro, com certeza.

(Luke) -Então sabia que ele tinha alguns dons ?

(Jamie) -Dons ?

(Oliver) -Você ta insinuando que ele era um lobo como os gêmeos ?

(Luke) -O certo é Lobisomen, os gêmeos são Sobrehumanos, seres sobrenaturais e Axel está mais para um mutante.

(Jamie/Oliver) -Mutante ?

(Oliver) -Certo, agora virou loucura de mais para mim... -se sentou na mesa com Luke.

(Riley) -Eu não diria que ele é um mutante... -se sentou também.

(Luke) -Você está certo, mutantes são aqueles que nascem com habilidades e desenvolvem naturalmente, são chamados de Evoluídos, Evos... Axel, já adquiriu suas habilidades pela ciência, então é um Aprimorado, diferente de mim.

(Jamie) -Você tem poderes ? -se juntou a eles na mesa. -O que você pode fazer ?

(Luke) -Sou um hacker evoluído, tenho o poder de me comunicar com as máquinas ou qualquer sistema digital e eletrônico. -pegou seu notebook em sua mochila, que estava sobre a mesa. -Mas, o foco da reunião não é essa...

(Luke) -Existe uma organização do governo, UACE: Unidade de Ataque Contra humanos Evoluídos, eles caçam e capturam pessoas com habilidades para que eles não venham aparecer nas mídias, os mantendo presos em suas bases secretas...

Mas, existe um grupo de pessoas que se designa "Maré Crescente", ou como a UACE os chama: Resistência, que faz o possível pra chegar nos dotados antes e contra atacar a UACE. Ate esse ponto eu não via problema nisso, mas como na UACE que existem pessoas boas, também existem pessoas ruins...

(Oliver) -O que quer dizer com isso ?

(Luke) -Na UACE existe uma organização que faz experimentos com dotados, criando tecnologias para a melhoria do mundo, como se eles fossem animais de laboratório, essa organização se nomea " Cybertek ", depois de uma invasão num prédio de fachada, ela sumiu do mapa, mas acredito que não tenham parado com seus trabalhos...

(Luke) -Como alguns dos membros da resistência que não iriam parar com os seus, eles meio que fazem o possível pra revelar o Sobrenatural ao mundo, até criaram uma droga que por meio assim criou os aprimorados... Mas acho que esse não seja o caso da seu amigo, Axel.

(Riley) -Não, Axel disse que apareceu depois que ele tomou uma vacina quando criança.

(Luke) -Esse é o ponto!

(Luke) -As indústrias Hackman que fabricaram essa vacina pra CCD a uns anos, eu investiguei isso quando Max desapareceu a uns dias. Acho que usaram a mesma infraestrutura genética pra criar aquelas marionetes que Derick usou como apoio no ataque a casa de Holden...

(Jamie) -Derick ? -não entendeu, mas depois se tocou. -Ah, sim...

(Oliver) -Esse prédio que usaram como faixada, é de alguma empresa ?

(Luke) -Sim, Brooks Tecnologia, por quê ?

(Oliver) -Acho que li algo sobre um advogado defender uma garota que deu um surto nervoso, mas achei que era uma história montada e agora tenho certeza, oque realmente aconteceu lá ?

(Luke) -Uma vigilante mascarada...

(Riley) -Tipo da serie Arrow ?

(Luke) -Sim. Ela invadiu a Brooks Tecnologia atrás de respostas sobre essas vacinas, que recentemente seu namorado achou, e acabou nessa notícia no jornal.

(Jamie) -O advogado e o namorado também são, não são ? -olhou para a cara de Luke e disse: -Sabia...

(Oliver) -Como sabe de tudo isso ?

(Oliver) -Tenho certeza que não é só por causa que é um Evo.

(Luke) -Você está certo, eu trabalho com esses vigilantes...

(Riley) -E pra que nos reuniu aqui ?

(Riley) -Creio que não é só pra abrir nossas mentes... -Riley olhou para Luke, depois pra Oliver e Jamie, que também trocavam olhares aleatoriamente com todos da mesa.

CONTINUA...


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...