História AQUAMAN! - Capítulo 40


Escrita por:

Postado
Categorias Aquaman
Visualizações 1
Palavras 345
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 40 - X


    --Quem é você?-- Arthur perguntou, e o homem sorriu; seus dentes eram todos de ouro, e a luz das águas-vivas explodiu em seu sorriso dourado. --Um… traidor… segundo a lei de… Atlantis.--, Revelou, tossindo. --Mas minha mãe me chamou de Oleru, e meu pai chamava-me de Idiota. Vocês escolhem.-- Mera nadou até as barras, os olhos inundados de curiosidade, ao passo que perguntou: --Há quanto tempo está aqui?-- O homem soltou uma gargalhada, ao passo que respondeu: --Três anos, se bem me lembro.-- Aquilo chocou a ambos; não era de se admirar que ele parecesse tão devastado, e sua armadura já começasse a perder o fulgor cintilante. Três anos teriam tirado a sanidade de qualquer homem, e foi o que aconteceu. --Acho que estamos no mesmo barco, Oleru.-- Arthur disse, deixando as mãos caírem por entre as barras. Mera encostou pesadamente a cabeça nas mesmas, irritada. --Vocês… Vocês são Arthur Curry e Mera de Xebel.--, Disse o sujeito, limpando a garganta ruidosamente. --Claro, lembro-me de ter ouvido histórias.-- Mera ergueu o olhar, uma censura atravessou o espaço entre as celas, mas o homem pareceu não senti-la. Arthur forçou-se a sorrir. --Isso já faz dois anos, meu bom homem.--, Falou, a voz amargada pela lembrança. --Vamos deixar o passado no passado, está bem?-- O homem balançou a cabeça, agora com as mãos agarrando as barras de sua cela fortemente. Ele abriu um sorriso dourado de orelha à orelha. --Você fugiu de sua obrigação como rei!--, Exclamou, os olhos vidrados, duas luas argênteas. --Depois de a prematura morte de Ocleros Forxvall, você, Arthur Curry, devia ter guiado-nos para uma nova era, mas… Não. Você nunca fora ao conselho. Nunca aparecera, nunca dissera nada. Mas você tinha… Não, não, não… Você tem um meio irmão, e agora ele assume o posto que devia ter sido seu há dois anos. Quem sabe as maravilhas que teríamos alcançado. Acho que jamais saberemos.-- --Já chega!-- Gritou Mera, as mãos agarradas às barras, os olhos embuidos de ira. Arthur deixou-se cair no passado, na lembrança. Respirou fundo e, após alguns instantes, falou: 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...