História Those Three Words (ABO) JIKOOK - Capítulo 52


Escrita por: e SGBear_da_Bia

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, Monsta X
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Ki Hyun, Mark, Rap Monster, Suga, V, Won Ho
Tags Bts, Jikook, Jimin, Jungkook
Visualizações 591
Palavras 699
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ta ae minha gente. Desculpa se estir ruim, relevem, estou com febre e dor de cabeça, mas prometi então vou cumprir. Estou em dívida com vocês, não é mesmo? Sem contar que é o primeiro dia do cio, né sksksksk

Capítulo 52 - Lemon cio 1


Jungkook sentiu o ar se esvaindo de seus pulmões rapidamente e pareceu esquecer que deveria inspirar para respirar. Se apoiou no batente da porta do banheiro e com uma mão na boca revirou os olhos pelo doce cheiro, a outra mão levou ao membro dando uma boa apertada ali, logo gemendo soprado. 

•●•★Jungkook★•●•

-daddy~ ahhh... - gemeu arrastado, assim que escorregou um dedo para dentro de si.

-Minnie ohhh - com os olhos fechados e meu nariz para o alto absorvendo mais daquele cheiro, caminhei em direção a cama - sabe baby, eu andei pesquisando umas coisas, e gostaria de testar, acho que este seria um ótimo momento para isso.

-ehhh? O que daddy... ah ahhh - pareceu curioso mas provavelmente seu desejo é mais forte, pelo menos agora. Vamos provocar um pouquinho.

- Kama Sutra. Conhece? - sorri malicioso ao ver seus olhos arregalados.

-vamos testar qu-qual daddy? - manhou. Ah como amo seu jeitinho manhoso.

-que tal, a clássica papai e mamãe ou triângulo luminoso, huh?

-sem essa daddy, apenas me foda, está doendo - choramingou se contorcendo à minha frente.

-você que sabe baby. Apenas sinta então - meu sorriso malicioso aumentou.

Ele já estava sem sua cueca à tempos, apenas aquela camisa o cobria e, pensando que depois facilitaria para não ter que procurar roupa, o deixei com a mesma. Já sem minhas roupas, pincelei meu mebro em sua entrada, sendo presenteado com seus melodiosos gemidinhos.  Ele ainda vai acabar comigo. 

- de quatro Jimin, agora. - minha voz saiu mais autoritária donque esperava, mas surpreendentemente ele pareceu ter gostado.

Sua cabeça estava virada para a parede e sua bunda farta virada para mim, prontamente me coloquei de joelhos na beirada da cama, com uma mão me apoiei na parede, com a outra encaixei meu membro em sua entrada, escoregadia expelindo lubrificante natural. Ohhh. Tão bom.

Fiquei por um longo minuto apenas penetrando minha glande e retirando a mesma rapidamente. Eu não estava apenas o torturando, estava me torturando, e muito. Me cansei da brincadeira toda e o penetrei por completo, sem aviso, recebendo um alto e manhoso gemido de satisfação vindo de meu baixinho. Ele quer acabar comigo. Mais que rapidamente, ele começou a rebolar em meu mebro, ainda de quatro e eu com as mãos na parede. Porra, desse jeito vou gozar. Comecei com estocadas leves, porém fundas, que me faziam revirar os olhos em puro deleite, assim como Jimin também fazia. Aumentei a velocidade e abaixei minha cabeça,  arfando fortemente e entrecortado, mas foi quando resolvi ir mais fundo ainda que Jimin decidiu dar uma ajudinha. Ele jogou seu quadril para cima me ajudando a ir mais fundo. Joguei minha cabeça para trás e gemi alto, bem alto.

-Huh JIMIN AHH~ MEU SANTO... huh, minha nossa, você parece cada vez mais apertado amor, meu D... ah nossa senhora.

-Daddy~ hummm ahh Da-daddy,  mais fundo daddy.

- você quer mais fundo é? Pois bem...- me retirei de dentro dele e o virei, segurei suas pernas as apoiando em meus ombros, logo o penetrando novamente, com essa posição fui muito mais fundo.

-DADDY~ AHHH , aí a-aí, denovo daddy- parece que encontrei o 'ponto mágico' de alguém.  Sorri, me retirei de si e mais rápido do que quando saí,  me enterrei em seu interior novamente, e porra, quantas vezes mais eu vou revirar os olhos de prazer hoje? - awn, daddy~

Repeti várias e várias outras vezes a mesma ação, me retirar de si, me enterrar e revirar os olhos de prazes. Aumentei a velocidade, ao máximo que pude. Segurei o membro do ômega e comecei a bombea-lo na mesma velocidade de minhas estocadas. Ele gemia alto de prazer e eu revirava os olhos pela trigésima quinta vez, estar dentro dele, é sem duvidas, uma das melhores sensações da minha vida. Sem demora ele logo gozou em minha mão e em nossos abdômens, forçando seu interior e apertando meu membro. Vim em jatos fortes dentro do meu ômega,  o nó se formou e enquanto esperava passar coemcei a acariciar seu rosto. Ele durmiu comigo dentro de si, reação imediata de quando o prazer foi realmente extremo. 

Sai de seu interior e resolvi descer fazer algo para meu bebê comer, tenho que ser rápido antes que os efeitos do cio voltem.


Notas Finais


To morrendo gente. Desculpa se saiu ruim, mas eu to podre.

Baby, desculpa se eu não responder no whats, porque provavelmente eu dormi.

Antes que eu esqueça, deem uma olhadinha na minha fic O Lado Escuro Daquele Rostinho Bonito, please. É jikook sksksks


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...