1. Spirit Fanfics >
  2. Aquele Acampamento- Jikook,Namjin, taeyoogseok >
  3. Capítulo 11

História Aquele Acampamento- Jikook,Namjin, taeyoogseok - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Olá leitoras!
Sem novidades, e nada a declarar;-;
Boa leitura!(づ。◕‿‿◕。)づ
(Prometo aumentar o tamanho dos capítulos;w;)

Capítulo 11 - Capítulo 11


Fanfic / Fanfiction Aquele Acampamento- Jikook,Namjin, taeyoogseok - Capítulo 11 - Capítulo 11

Pouco mais tarde, Jungkook ainda não havia voltado de seu amado cantinho secreto. Jimin já havia voltado do refeitório e estava a fazer atividades comuns do tal acampamento juntamente ao yoongi e seus outros amigos enquanto falhava miseravelmente em tentar livrar seus pensamentos de Jungkook.

-Vocês viram o Jungkook? Ele esta meio sumido hoje...

-Não. Na verdade não o vejo desde ontem na festa da Lisa. – responde Jin franzindo a testa enquanto pensa sobre o assunto.

-Eu também não. Na verdade também estou estranhando o desaparecimento dele. Ele nem se deu ao luxo de me cumprimentar. – responde Taehyung de uma forma meio manhosa e fazendo um biquinho fofo.

- Iti maliah! – Berra J-hope brotando atrás do Tae a apertando suas bochechas e logo seguinte distribuindo um abraço bem forte.

- Aigoo! Não acredito que vou segurar vela até aqui no acampamento!

- Ashi Jin cala a boca. – resmunga yoongi de forma ciumenta.

-Vish Yoongi! Que ciúmes é esse? – indago de forma sarcástica cruzando meus braço e curvando me pro lado oposto de todos.

- O CÚ DE VOCES! – Dispara Yoongi me dando três soquinhos no braço.

*Todos riram*

- Oi meninos! Desculpe incomodar. Mais preciso da ajuda de vocês. – neste momento Lisa aparece de repentino com um tom de voz de preocupação.

- De forma alguma Lisa. Pode contar conosco! –responde Jin de forma educada.

- Eu queria saber se vocês viram Minwoo recentemente ou se algum de vocês sabe onde ele foi.

-Aquele cretino... –resmunga Taehyung baixinho e Yoongi da uma leve cotovelada no mesmo.

-por que? Aconteceu algo com ele? –indago aprentemente preocupado.

- não exatamente.

- então o que foi? –pergunta hoseok.

-Bom, vamos dizer que Minwoo guarda um “leve” rancor de Jungkook e quer que ele pague caro. De preferência na agressão física...

-meu Deus! Lisa! E se Minwoo saiu por ai em busca de Jungkook?! –disparo.

-não acredito que isso tenha acontecido. Você viu Jungkook hoje?

-Não! Só hoje mais cedo quando ele saiu bem cedo para tomar café e andar um pouco.

-Então acho melhor procurá-los o mais rápido possível –diz Taeyung com um tom de voz irritado.

-Okay. Vamos nos separar em grupos beleza?

-okay. –digo.

-suga e hoseok, eu e Taehyung, Jimin e Jin.

-Lisa acho melhor eu ir com o Jimin, pois se encontrar-mos teremos mais controle. –diz taehyung que me puxa brutalmente pelo braço.

-Tá vamos nos dividir e tchau. O primeiro a encontrar me liga. Nos encontramos em 35 minutos.

*Todos se separam indo em direções totalmente opostas*

-Eaí. Tem alguma idéia de onde podem estar?

-tenho um palpite... vem! –puxo taehyung que ainda continua a racionar aonde eu vou levá-lo.

COM JUNGKOOK...

-Tudo está tão calminho... acho que meu tempo de paz já acabou, preciso voltar que em breve já é o almoço, fora que Lisa já deve estar dando um piripaque. –Digo dando uma breve risada e logo após levantando-me daquela grama verde e macia, enquanto aprecio tal paisagem, abaixo e pego meu celular que havia sido colocado sobre uma pedra e depois levanto de imediato jogando meu cabelo para trás. –Adeus bela paisagem, voltarei em breve. –alongo-me e viro para trás.

-Olá Jeon! Onde pensa que está a ir? –a figura de Minwoo estava a meio metro de mim de braços cruzados e olhos semicerrados.

-Como me encontrou? E o que faz aqui? –pergunto sério.

-Hora Jeon Jung-kook, não está feliz em encontrar seu fiel e velho amigo? Temos assuntos a resolver, lembra?

-Ah Minwoo, então agora quer falar de amizade comigo? Que sarcástico!Não?! Desculpe “amigo”, mais não temos nada a resolver.

-Ah! Vamos Jung-kook! Sabes do que eu estou a falar.

-Se for da nossa briga, sinto lhe informar mais já está resolvida.

-Não, não é da briga que estou falando. Isso iremos conversar mais tarde.

-Então do que se trata?

-Do Jimin. Quero que fique longe dele está ouvindo? –Minwoo se aproxima mais um pouco de mim e agarra minha camisa em sinal de ameaça.

-Em primeiro lugar, desculpe, porém não faria isso nem se me pagasse. Segundo que não estou entendendo o porquê de se importa com ele.

-Não interessa o porquê de eu me importar com ele. Apenas faça o que eu estou mandando se não quiser mais problemas comigo.

-Desculpe Minwoo mais eu prefiro morrer tendo problemas contigo do que abandonar o Jimin.

Minwoo soltou da minha camisa e pude ver chamas em seus olhos, dei uma olhada de baixo pra cima no corpo do mesmo e em instantes percebi que preparava sua mão para um soco. Estava na hora de agir. Vi em câmera lenta a mão de Minwoo vindo em direção ao meu rosto porem ainda não havia dado tempo suficiente para me esquivar e escapar do soco. A mão dele acerto bem no meio da “zona T” de meu rosto.

_Jungkook está na hora de reagir!_ - indagou meu subconsciente com uma faixa vermelha enrolada na testa. E foi assim que mais uma vez começou outra briga física entre eu e Minwoo.

COM JIMIN...

-Se eu não estiver errado é... por aqui! –aponto para um canto fugindo da trilha da mesma floresta que Jungkook havia me levado.

-Jimin você tem certeza de onde está me levando? Porque assim, eu sei que começamos com o pé errado e tal mais pensei que você já tinha esquecido isso... não tem motivo de você querer me levar para dentro do mato pra me matar ou fazer qualquer outra coisa comigo. –diz Tae quase cagando de medo da floresta e conseqüentemente me fazendo ter uma crise de risos –Ei! Isso não tem graça! Maníaco, psicopata! Para de rir assim você está me assustando!

-Taehyung, você acha mesmo que eu seria capaz de te levar pro mato e te matar/estrupar? –digo ainda risonho.

-Sei lá moleque! Eu nem te conheço direito! –Taehyung diz de uma forma engraçada me fazendo rir ainda mais. –se seu objetivo é pregar uma peça em mim pra me fazer te pagar pelo o que fiz, parabéns! Conseguiu com sucesso!! –acabo-me por cair no chão de tanto rir do medo do garoto. –moço, você está bem? Quer eu chame o enfermeiro?

-Taehyung para! –digo ainda caído chão e batendo a mão em minha perna tentando descontar o riso.

-tá parei. –o garoto estende a mão e me ajuda a levantar, me recupero e limpo minha calça. –voltando ao assunto inicial, você tem certeza que sabe aonde estamos indo?

-Tenho Taehyung, não se preocupe –respondo com um tom de deboche nítido na minha voz. Continuamos nosso percurso, e quando bem próximo conseguimos ouvir sons de pancadas como se alguém estive brigando.

-Jimin, você está ouvindo isso?

-Sim Taehyung eles estão aqui.

Aceleramos o passo e finalmente os encontramos, Jungkook e Minwoo estavam ensangüentados porém continuavam a distribuir socos um na cara do outro. Já estavam fracos e cansados, Minwoo estava com um olho roxo e inchado juntamente com uma boca sangrando e um nariz torto (provavelmente efeito dos socos de Jungkook). Já Jungkook tinha uma camisa rasgada, um rosto ensangüentado e um olho semi-roxo e inchado. Eles pareciam dois galos brigando por território. Notei que eles haviam notado nossa presença, porém, isso não fez muita diferença. Taehyung tomou atitude e logo já foi separá-los da briga, assim como da ultima vez, porém dessa vez empurrou os dois, que por sua fraqueza , caíram no chão e deitaram gemendo de dor.

-Vocês são loucos não é? Acham que eu e Taehyung estaremos sempre aqui para separá-los de suas briguinhas fúteis? Vocês são muito infantis! Não sabem que existem outras formas de resolver problemas não?! –surto com um tom sarcástico e autoritário.

-Concordo plenamente com Jimin! Se tiverem coisas para resolver, resolvam de outra maneira, pois, eu e Jimin não vamos mais tolerar isso! Se quiserem brigar, briguem! Mais saibam que não estaremos mais aqui para defende-los e ajudá-los.

-Taehyung ligue para os meninos dizendo que já os encontramos. Vou levantá-los e ver se estão bem.

-Okay, acha que precisamos chamar a enfermeira ou algo assim? –diz taehyung pegando seu celular do bolso e caçando o número.

-Talvez não seja preciso –vou em direção a Jungkook e me agacho deixando um carinho em seu queixo. Sinto-me ser fuzilado pelos olhos de Minwoo e me levanto deixando um leve aperto no queixo de Jungkook e depois voltando minha atenção a Taehyung. –acho que talvez você devesse pedir para que trouxessem curativos e gelo. –concluo e Tae assente.

Vou em direção a Minwoo, me agacho, e pergunto:

-Você consegue se levantar sozinho? –tento olhá-lo nos olho mais o mesmo desvia fixando seu olhar no chão.

-Acho que sim... –confesso que me assustei com o tom de voz que ele usou para se dirigir a mim. Estava calmo e acolhedor. Nem parecia que tinha metido a porrada em Jungkook.

- Venha eu lhe ajudo! –agarro a mão do mesmo e o puxo com cuidado, por instantes consegui percebê-lo dar um sorriso sarcástico para Jungkook, o que me fez revirar os olhos. Continuo minha ação e coloco braço de Minwoo sob minha nuca para servir de apoio, e o levo até a ponta do laguinho para que o mesmo lavasse seu rosto. Abaixei, e delicadamente, tirei o braço alheio de minha nuca. Deixei Minwoo se lavar por conta própria e voltei para trazer Jungkook, este que tentava se levantar e falhava miseravelmente.

-Não preciso de sua ajuda Jimin-nah. –murmura ele.

-Deixa de ser orgulhoso Jungkook! Tu já sabes que não vai conseguir se levantar sozinho! –me aproximo um pouco mais de Jungkook e me sento em frente a ele. –você está bem?

-Estou. Não se preocupe.

-Aigoo Jungkook! Quantas vezes vou ter que te dizer para não mecher com Minwoo –digo de forma fofa limpando o rosto dele e distribuindo um cafuné. O mesmo apenas sorri com tal agrado e temos uma pequena troca de olhares.

-Ei! Pombinhos! Eles já estão a caminho, vou voltar para a entrada da floresta para que não se percam ok?

-Ok! Certeza que sabe o caminho?

-Acho que sim... Qualquer coisa te ligo, fique atento.

-Beleza!

-Tchau! –aceno e Taehyung vai embora. Olho para Jungkook que noto que toda sua atenção estava focada em minha boca.

-hm... Então... –digo envergonhado com a atitude de Jungkook –Por que brigou com Minwoo? –noto Jungkook pensar por instantes.

-Bom, acho melhor depois eu lhe explicar.

-Depois quando?

-Depois quando estivermos no quarto. No bom sentido!

-Claro.

- Se bem que sinto falta de teu corpo... de seus toques... –Jungkook se aproxima de meu ouvido e sussurra de forma sexy -Uhh... Jimin-nah você é tão gostoso! –Okay, não vou mentir. Adorei a forma que Jungkook sussurrou meu nome em meu ouvido e confesso ter ficado meio exitado.

por instantes senti meu pau acordar de seu sono profundo e voltar para o mundo juntamente com um par de bochechas apimentadamente vermelhas. Levantei-me num pulo e puxei a mão de Jungkook levantando-o.

-Ahhhh... a-acho melhor lavarmos esse seu r-rosto pois acho que as pancadas dos murros de Minwoo não tiveram um bom efeito n-na sua cabeça. –Digo puxando o braço dele até minha nuca e novamente me vi como um apoio. Levei Jungkook até um outro canto do lago, longe de Minwoo, e ajudei-o a limpar seus ferimentos. –poxa Jungkook vocês brigaram feio... Por favor Jungkook, me prometa que não vai mais ter esse tipo de briga com ele. –sinto o vento bater levemente em meu rosto e aproveito para fazer uma cara fofa, abaixo meu olhar para o chão e faço um bico irresistível, também permitindo que algumas lagrimas de preocupação descerem pelo meu rosto. –Jungkook me promete que não vai mais brigar assim?

-Ah Jimin-nah não chore, por favor! Claro que eu prometo – Jungkook segura em meu queixo levantando meu rosto. Subo meu olhar para o rosto de jungkook e admiro o seu famoso e irresistível sorriso de coelho aparecer em seu rosto. Não pude me conter e sorri de volta para o mesmo.

-Chegamos! –Anuncia Jin entrando no esconderijo e passando a encarar o local a minha procura. – rapidamente me levanto e me recomponho acenando para o mesmo onde eu estava. –ah você está ai! Meu Deus! A briga entre essas crianças foi grave mesmo.

-Poise né. Trouxe o gelo e os curativos?

-sim! Escondi nessa sacola! –diz Lalisa aparecendo logo atrás de jin –meu Deus! Vocês estão bem?

-Traga alguns pra cá pra mim por em Jungkook.

-Okay.

- E eu? –Indaga Minwoo de longe.

-Eu vou levar uns aí. –diz yoongi.

Depois de uma longa luta para esconder alguns ferimentos e tira-los da floresta, fomos ao almoço. Porém Minwoo e Jungkook se recusaram a ir e ficaram no quarto se recuperando o que no final foi bom pois, assim não teriam tantas perguntas sobre o que aconteceu e teria menos risco de sermos chamados na sala principal. No geral, meu dia foi ótimo e bem ativo, senti falta da presença de Jungkook mais depois superei. Minwoo e Jungkook passaram o dia todo nos quartos. Eu levei o almoço e um lanche para Jungkook não morrer de fome lá e abri as janelas daquele forno. Já com Minwoo, conseguimos a ajuda do Nanjoon que é colega de quarto dele para cuida desse assunto. Não pude deixar de notar que Jin ficou babando em Nanjoon foi ilario.


Notas Finais


Talvez agora com a quarentena, os capítulos saíam mais rápido.
Byeee⊂((・▽・))⊃


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...