História Aquele beijo na chuva - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor Proibido, Casal, Conflitos, Diferenças De Idade, Namoro, Romance
Visualizações 3
Palavras 1.236
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Capítulo 4


Adam

Dias Antes...

Nossa, que menina incrível, ela é muito bonita com aquele cabelão cacheado, e tem um corpão também, um bundão, e é muito gostosa. Mas o que mas me chamou a atenção nela é que ela tem uma mente bem aberta, parece que é mas velha, não acreditei quando ela me disse a idade dela.


Quando fui levar a Lisa para casa, pensei que iria encontrar com alguém da família dela, estávamos chegando perto da casa dela, e fiquei com medo porque não sei o que eu iria falar para quem aparece-se. Ela tinha me dito como eles são rígidos e pelo jeito que ela falou, parecia que ela já sabia o que ia acontecer, mas preferiu arriscar, parecia que estava cansada de receber ordens e queria ver coisas novas. Achei ela doida por estar comigo naquele parque, mas talvez isso que fez ela ser diferente de uma maneira boa. 

Quando cheguei em casa pensei em muitas coisas, e fiz um monte de perguntas do tipo, será que eu iria vê-la novamente? Não sei se ela ficaria comigo de novo, mas vou tentar pelo menos falar com ela. A Lisa é diferente, e gostei de mais dela.

  A noite passada, não consegui dormir direito, fiquei preocupado com a Lisa, pelos pais dela terem brigado com ela e por chegar tarde em casa. Mas também fiquei ansioso para ver aquele sorriso lindo de novo...


Depois da conversa com a Lisa...

  Ontem eu fiquei surpreso com a mensagem dela, pensei que ela tinha passado outro número, só pra mim não encher o saco dela com papo de ficar de novo, talvez ela não tivesse gostado de mim, mas ontem a noite já tive uma resposta ao contrário, e já esperava pelo dia seguinte para falar com ela de novo...

  Agora é cedo demais, são 6:48 da manhã e eu acordado igual um idiota pensando nela, talvez ela não esteja acordada, mas tarde eu mando um mensagem pra ela.

Me levanto da cama, vou até uma tomada que tem no meu quarto, conectei o carregador no celular, deixo-o em cima de uma mesa próxima e volto para a minha cama, em pouco tempo eu pego no sono...

  10:34 da manhã, acordo novamente, pego meu celular e me deparo com uma mensagem da Lisa. 

Abro a conversa...


   Lisa - Oiê Adam

   Adam - Bom dia Lisa, tudo bem?

   Lisa - Sim, e você?

   Adam - Melhor agora. Já ia te mandar uma mensagem.

   Lisa - Ah, que bom que lembrou de mim.

   Adam - Como não lembraria dessa  morena linda. Ela manda um emoji envergonhado.

Adam - Nossa você acorda bem cedo, né

   Lisa - É costume.
  
   Adam - Eu gosto de levantar só depois de 12:00. Ela manda aquela famosa risada de mensagens.
  
   Lisa - Eu não gosto de ficar na cama até tarde.

    Adam - Ah mas é bom ficar deitado no quentinho...

Lisa - Sim, é a melhor coisa, quando está frio, mas agora parece que a Terra tá mas perto do sol...

Adam - Isso é verdade. Dou risada do que ela diz...

Adam - Eu vou tomar café, tá?

    Lisa - Tá

    Adam - Já volto...

  Me levanto da cama e vou até a cozinha, pego uma xícara no armário e o bully de chá que está em cima do fogão. Tomo meu café da manhã normalmente, como dois pães e tomo o chá, mas continuo a falar com a Lisa...

Adam - Já tomou café?

Lisa - Sim, logo quando acordei.

  Minha irmã coloca o som alto e conversa com a minha prima lá na calçada...


Tio... tio!

Ouço uma voz fofa me chamar, é a minha sobrinha Allana.


Allana - Tio, olha o desenho que eu fiz, eu desenhei todo mundo daqui de casa...

Adam - Que bonito Lana

Allana - Tio, como se escreve seu nome...

  Ela só tem 6 anos e me pergunta toda hora como se escreve as palavras. Soletro meu nome para ela, e ela foi escrevendo no desenho em cima de um bonequinho que ela tinha desenhado, que no caso seria eu...

Adam - Esse sou eu?

Allana - É

Adam - Mas eu não sou magrelo desse jeito...

Allana - LÓGICO QUE É, meu você parece uma vassoura. Ela diz falando alto...

Adam - E você com esse cabelo de fogo. Mostro a língua pra ela.

  Ela não gosta quando alguém e zoa  o cabelo dela. Ela me da um tapinha...

Adam - Nem doeu. Ela volta a me bater "mas forte" e eu irrito ela dizendo que não está doendo...

Allana - "Grr", você é um idiota tio. Revira os olhos.

Adam - E você tem cabelo vermelho. Digo balançando a cabeça só pra irritar ela. 

Ela me bate de novo e sai, voltando para casa dela toda brava.

Eu levanto, vou até ela sem fazer barulho e pego ela no colo, jogando ela para cima. 

Allana - Tio para eu tenho medo! Ela faz uma cara de assustada e me belisca. Coloco ela de novo no chão e volto para as cozinha...

A casa da minha irmã e do lado da minha, era apenas uma casa, depois foi dividida em duas.

  A Julie vem atrás de mim encostando aquele focinho molhado e gelado dela na minha mão pedindo carinho, balançando o rabo dela batendo em tudo. 

  Julie é minha cachorra, tenho ela há três anos. Um amigo meu chamado Phillipe, achou ela dentro da garagem da casa dele, ela ainda era pequena e tentou espanta-la jogando água nela, ela saiu mas logo voltou, deu comida para ela, e depois disso, perguntou pra mim se eu não queria ela, então eu a adotei...

Adam - Que foi fedo? Tá com fome?
 

Chamo ela de "fedo" porque sempre quando ela vai para a rua volta toda suja e cheirando mal...

Olho para a tigela de ração dela e vejo que está vazia, pego o saco de ração e coloco na tigela para ela comer...

Volto para a mesa, pego meu celular e mando uma mensagem para a Lisa...


Adam - Voltei.

  Ela não respondeu, então fui para o meu quarto e deitei na minha o cama e fiquei esperando ela responder.
  Uns dez minutos depois chega uma mensagem dela no meu celular...

Lisa - Oiê, meu celular tinha descarregado, mas já tá coloquei pra carregar

Adam - Posso te ligar?

Lisa - Pode...


Ligação...


Adam - Oii Linda

Lisa - Oiê. Ela ri.

Adam - Que bom ouvir sua voz de novo

Lisa - Sério? Não sabia que gostava da minha voz

Adam - É linda...

Ficamos na ligação umas 3 horas, não nos damos conta do tempo, e foi legal falar com ela quase a tarde toda. Depois a gente teve que desligar a chamada, ela disse que precisa desligar, alguém tinha chegado na casa dela, e se visse a Lisa falando com alguém ia brigar com ela. Eles não dão liberdade para a garota.

Depois disso a gente não se falou mais, e eu não tinha nada pra fazer, então fui dar uma volta no quarteirão com a Julie. Peguei minha moto, e ela foi correndo atrás, a gente sempre fazia o mesmo caminho então ela já ia na frente voando...

De madrugada eu ainda estava acordado, era quase uma hora da manhã e uns amigos veio me chamar pra fumar...

Phillipe - Eai Adam vamo fumar um, tem uma intera.

Adam - Bola um baseado aí, ou eu bolo?

Philipe - Eu faço...

A gente ficou fumando e conversando até duas horas da manhã, depois entrei em casa

Adam - Ae falou vou dormi

Phillipe - Falou mano...


To be continued... 🚬




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...