História Aquele Com o Tempo (Imagine Vmin) - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Imagine Bts, Imagine Jimin, Imagine Taehyung, Imagine Vmin, Kim Taehyung, Park Jimin, Vmin
Visualizações 42
Palavras 1.039
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ESCREVI POUCO DEMAIS EU SEI... DEVERIA ME JOGAR DA PONTE POR CAUSA DISSO? TALVEZ, QUEM SABE NÉ?

ESPERO QUE VCS GOSTEM DESSE CAP... SEI QUE É UMA MERDA FICAR ESPERANDO EU POSTAR CAP... ME LEMBRO QUE TINHA PROMETIDO VARIOS CAP FODAS MAS REALMENTE ME PERDOEM

BOA LEITURA E DSCP OS ERROS ORTOGRÁFICOS <3

Capítulo 10 - QUE PORRA É ESSA MÃE!???


P.O.V Taehyung

- PORQUE AQUELA PORRA ME MANDOU EMBORA?? - Grito no meio da rua. - PORQUE EU TE DEI UM FORA, PARK JIMIN!? - Chuto a lata de lixo. - Se eu não tivesse mexido nessa porra dessa colar nada disso teria acontecido, mas agora é tarde demais pra voltar atrás. - Fico frustrado. Começo a andar sem rumo na chuva forte que estava. Olho tudo em minha volta e começo a chorar. - PORQUE EU ESTOU CHORANDO CARALHO? - Grito novamente na rua. - PORQUE ESTOU LIGANDO SE ELE ESTÁ BRAVO COMIGO?

Andava sem rumo pela rua onde gotas fortes de chuva caiam, eu já não sabia onde estava até um carro todo preto parar em meu lado, me assustei e sai correndo mas logo o carro me seguiu, corria desesperadamente por medo de acontecer algo comigo. Paro ao pensar que tinha o despistado mas o carro aparece em meu lado magicamente com a janela aberta onde conseguia ver quem estava dentro. Forcei minhas vistas para ver quem estava lá dentro, do nada a chuva parou e ouço uma voz atrás de mim.

- Oque está fazendo aqui a essa hora da noite nessa chuva? - Arregalo meus olhos ao ver Jungkook, o cara que me fez questionar minha sexualidade, com um guarda chuva em cima de nós dois. - Porque não entra no meu carro? Te levo pra minha casa e amanhã você volta pra sua, que tal? - Dá um pequeno sorriso enquanto me encara fortemente.

- Aceito a carona mas a parte de dormir na sua casa não. - Passo a mão em meu cabelo molhado, o jogando para trás.

- Eu não vou te morder, relaxa. - Jungkook ri.

- Não é isso, eu apenas quero minha cama. - Falo sério.

- Ta bom, só me passa o endereço. - Jungkook rapidamente desfaz sua expressão.

Entramos no carro, sentia o ar quentinho sobre meu rosto, aquele ar me fazia lembrar do meu pai. Porque ele tinha que morrer? Porque ele tinha que me salvar? Porque não fui eu em seu lugar? São tantas perguntas sem ser respondidas, que apenas não quero pergunta-lás. Morar com minha mãe nunca foi facil, sempre estamos passando alguma dificuldade mas nós sempre damos um jeito, até porque somos apenas nós dois. Depois que papai se foi, tudo foi de mal a pior.

- Ei! Taehyung, vai passar o endereço ou vou ter que te levar pra minha casa? - Jungkook me cutuca e da um risadinha.

- Desculpa, tinha me lembrado de algo! O bairro é Hondae... - Digo a ele todas as informações que precisa. Após um tempo andando de carro em um silencio muito estranho, chegamos a minha pequena casa. - É aqui. - Aponto para a minha casa. - Então... obrigado.

- Quando precisar de uma carona ou um ombro é só chamar. - Jungkook faz sinal de telefone com sua mão.

- Está bem. Obrigada. - Dou um sorrisinho de lado.

- Me dá seu celular. - Estende sua mão para que eu dê.

- Pra que? - Faço uma cara de confuso.

- Me dá logo. - Dou meu celular a ele e o mesmo coloca seu número em meu celular.

- O que está fazendo? - Tento ver o que ele faz em meu celular.

- Colocando meu numero, porque como você vai me ligar?

Era uma sensação tão boa estar com ele, é como se os problemas ficassem mais leves, como se fosse apenas problemas faceis de serem resolvidos, talvez seja por isso que eu tenha me questionado sobre minha sexualidade com ele, não vou mentir que não sinto nada por ele, tem algo dentro de mim que me faz querer ele mas é como se a minha "dignidade" não quisesse que eu tentasse algo com um garoto. É tudo tão estranho.

- Obrigado de novo! - Lhe dou um abraço apertado, no começo ele exita um pouco mas logo retribui. Me solto dele e saio do carro. Saio correndo pela chuva forte e entro em minha casa. Quando abro a porta tenho uma surpresa chocante, vejo minha mãe transando no sofá com um garoto que aparenta ter 17 anos. - QUE PORRA É ESSA MÃE??

- Taehyung? O que está fa-fazendo em ca-casa a essa hora? - Tenta esconder seu corpo nu com o lençol.

- EU NÃO ACREDITO QUE VOCÊ ESTÁ TRANSANDO NO SOFÁ ONDE EU SENTO? E COM UM GAROTO DE 17 ANOS OU SEI LÁ.

- Muitas vozes ecoavam em minha cabeça, já estava cansado de tudo que acontecia. Subo correndo para meu quarto e me tranco. - Minha vida é uma merda mesmo, né? O que um colar pode fazer... á uns dias atrás minha vida era completamente normal mas só foi chegar esse negócio que ficou uma bosta. - Falo comigo mesmo.

Tiro toda a minha roupa, pego novas dentro do guarda roupa e vou para o banheiro tomar um banho. Ligo o chuveiro e entro embaixo daquela água quente, sentia se espalhar por todo o meu corpo, a cada lugar que a agua passava um musculo relaxava e me sentia aliviado. Após terminar o banho me visto e vou direto para a cama, fecho os olhos e durmo. No outro dia acordo completamente atrasado, nem tomo banho, apenas coloco o uniforme e escovo os dentes. Chego bem na hora que o sinal bate para todos os portões da faculdade fechar. Caminho até minha sala, olho ao redor a procura de Jimin mas não o vejo, me sento em minha carteira e espero o professor chegar.

- Bom dia turma! - Professor Namjoon entra na sala. - Hoje estarei recolhendo e dando nota as músicas de vocês, vou querer que algum aluno de vocês cante a música que mais tiver nota, está bem?

Mais um dia normal como sempre foi se passando mas a única coisa que foi diferente é que que e Jungkook nos tornamos mais próximos desde ontem de madrugada... É estranho mas ao mesmo tempo maravilhoso. Estava indo normalmente pra minha casa como sempre e lamento por nenhum carro passar por cima de mim. Chego em casa e ninguem estava lá e agradeço por pelo menos ter um pouco de paz.

 

 

 

 

Continua!?...


Notas Finais


Obg! por ler essa bosta... Eu realmente não estou com tanta criatividade com essa fic mas estou faendo o possivel para não deixa la sem cap... I LOVE YOU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...