1. Spirit Fanfics >
  2. Aquele olhar,aquele simples olhar (Lee Felix) >
  3. Melhor banho da sua vida

História Aquele olhar,aquele simples olhar (Lee Felix) - Capítulo 42


Escrita por:


Notas do Autor


Aqui estou euzinha, para trazer um hotzinho depois de tanto tempo :3

Eu to meio sem inspiração para hot, então se estiver uma bosta, perdoem-me ^^


Boa leitura ♡

Capítulo 42 - Melhor banho da sua vida


Dou um sorriso malicioso, logo após dando vários beijinhos no pescoço e maxilar do mais velho, o vendo suspirar enquanto me leva em direção ao banheiro.

Já dentro do cômodo, Felix me põe em cima da bancada onde fica a torneira, retirando minha blusa e a jogando para longe de nós, assim deixando meus seios já rigidos a vista - já que estava sem sutiã -. Felix então agarra minha cintura fortemente, me puxando contra si e iniciando um beijo cheio de malícia. Ele estava entre minhas pernas, então já sentia seu volume roçando perto de minha intimidade, que com a proximidade, me fazia delirar e querer que as coisas fossem cada vez mais rápido.

A falta de ar se fez presente, então terminei o beijo com uma mordida no lábio inferior do mais velho, vendo um sorriso safado logo após. Sua mão dedtra sobe de minha cintura, até meu seio esquerdo, começando uma massagem prazerosa, me fazendo suspirar e virar minha cabeça para trás fechando meus olhos. Enquanto massageava meu seio, sua boca deixava chupões em meu pescoço, até que de surpresa, sua boca desce para meu seio direito, mordendo o bico, arrancando um gemido meu. Felix me torturava, lambendo, mordendo e chupando ambos os meus seios, e agora suas mãos estavam retirando meu short junto a calcinha, me deixando nua em sua frente, o fazendo para o que fazia em meus seios e descer dando selinhos em todo meu corpo.

Ele já estava ajoelhado a minha frente, me encarava com seus olhos que agora estavam mais escuros, cheios de desejo e luxúria, o que me causava arrepios, apenas pelo seu olhar sobre mim. Sua língua fazia movimentos de vai e vem em meu clitóris, agarrei seus cabelos o puxando para mais contato em meu íntimo, enquanto gemia e suspirava de prazer. Ele me surpreende me penetrando com dois de seus dedos, não parando o seu trabalho em meu clitóris, e me fazendo soltar um gemido alto, quando começou a movimentar seus dedos dentro de mim, alternando em movimentos rápidos e lentos, acertando no ponto em que mais me dava prazer. Ele para de lamber meu clitóris, subindo e ficando cara a cara comigo.

Felix: Goza pra mim pequena. — sussurra em meu ouvido com aquela voz mais rouca do que o normal, o oque me causa uma onda de prazer —

Minha intimidade se contrai, minhas pernas tremem e eu libero meu líquido em seus dedos. Ele retira seus dedos de dentro de mim, os lambendo em seguida, bem na minha frente e com uma cara a mais safada o possível.

Felix: Docinha… — sorri e eu ainda meio bamba por causa do meu repentino orgasmo, desço da bancada, empurrando Felix pelos ombros, o levando até o box, ficando embaixo do chuveiro e começando a dar chupadas em seu pescoço —

— Minha vez…

Ia descendo dando beijos e mordidas pelo seu corpo, Felix arfava e suspirava com meus toques, e quando estava ajoelhada a sua frente, arranquei fora sua box e a joguei longe. Seu membro pulou para fora, me dando uma visão maravilhosa, e assim eu começo a masturbar com minhas mãos seu membro, o fazendo solta gemidos roucos. Lambo a cabecinha sem parar de fazer o trabalho com minhas mãos, então olho para Felix, e o vejo pedir com os olhos para mim continuar, e assim faço, abocanhando seu membro por inteiro, o fazendo agarrar meus cabelos com certa força.

Sinto seu membro pulsar, acelero os movimentos com a boca, e seu líquido quente se libera dentro dela, me fazendo engolir quase tudo, caindo um pouco pelo chão.

Felix troca as posições, me prensando contra a parede com uma certa brutalidade, e me penetra de uma vez, arrancando um gemido alto de prazer misturado com um pouco de dor vindo de mim.

Felix se movimentava rapidamente, atingindo no ponto onde mais me dava prazer, enquanto eu gemia alto, e agarrava seus ombros com força, arrancando vários gemidos de dor e prazer vindo dele, que ao menos tentava os abafar me beijando - o que era uma tentativa meio falha.

Com mais algumas estocadas, eu tenho meu segundo orgasmo, e Felix sai de dentro de mim, liberando seu líquido no chão para que surprezinhas não venham mais. Eu estava apoiada em seu corpo, recuperando o fôlego e as forças, enquanto Felix liga o chuveiro, fazendo a água gélida cair sobre nossos corpos.

Nossos olhos se encontram novamente, Felix acaricia meu rosto e junta nossas testas.

Felix: Eu te amo pequena. — sorri —

— Eu também te amo oppa. — retribuo o sorriso —

[…]

Já de noite, eu junto ao Felix saímos do quarto, indo em direção a cozinha para comer alguma coisa.

Lá encontramos Seungmin com a maior cara de bunda, sentado na mesa, olhando para um canto, perdido em seus pensamentos.

Felix: Oii?! — ele se aproxima do garoto, balançando as mãos na frente de seu rosto, e Seungmin o olha com tédio —

Seungmin: Que foi? — pergunta seco —

Felix: Nossa… — ele se senta ao lado dele — Eu que te pergunto isso. O que foi?Por que 'cê tá assim "rabugento"? — coloca os cotovelos sobre a mesa e apoia sua cabeça em suas mãos —

Eu deixei os dois garotos conversando, para terem privacidade, e vou andar na beira da praia.


~ S/n off ~

~ Felix on ~


Seungmin: Eu to normal, essa é meu jeito de sempre. — o encaro com uma cara de quem tá nada convencido —

— Não é não, esse jeito ai é do Minho, não seu! — ele desvia o olhar do meu e olha pro nada novamente —

Seungmin: Só me deixa, okay? — ele se levanta da cadeira, ele já ia saindo, só que eu seguro seu pulso —

— Não. Você só sai daqui depois de me contar o que tá acontecendo com você. — digo decidido —

Seu rosto se vira pra mim, e vejo seus olhos cheios de lágrimas, então me levanto da cadeira e o abraço fortemente.

Seungmin: Eu não aguento mais guardar isso pra mim.. — diz em meio a soluços — Eu gosto do Jeongin, e ele… — soluça — Gosta do Hyunjin, e os dois estão juntos a dias, sei lá aonde. — soluça novamente e eu permaneço surpreso — Eu sempre estive ao lado dele, sempre o dei carinho quando o Hyunjin o rejeitava, e ele tá lá agora, ao lado dele e pouco se importando para mim! — suas lágrimas molhavam minha blusa — Por que a vida têm que ser tão injusta comigo?


Notas Finais


;-;

É...

Vocês viram a nova fic que eu postei?
É da minha/nossa linda Lalisa!
Se tem interesse, só passar no meu perfil e ela vai está lá. :3

Até o próximo capitulo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...