1. Spirit Fanfics >
  2. Aquele que me enlouquece >
  3. Capítulo único

História Aquele que me enlouquece - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Relou amores e amoras.
Hoje trago um imagine com o Giyu xD. Espero que gostem!

ATENÇÃO: alerta de cenas calientes

Capítulo 1 - Capítulo único



Eu não me importava de ser do que eles chamam de equipe de limpeza. Pra mim, era gratificante poder ajudar mesmo que minimamente. E, não era esse o motivo que tinha feito eu ir falar com o senhor Ubuyashiki e pedir para sair da equipe, e sim, o que nutria por Giyu. Fiquei satisfeita pelo mestre ter entendido meus motivos – claro que não falei o significado verdadeiro – e ter aceitado que eu fosse embora.  Depois que falei com ele, fui ao meu quarto e arrumei meus poucos pertences para ir embora ao amanhecer, me deitei para descansar e para meu desagrado, minha mente foi povoada por Giyu, como sempre acontecia, principalmente a noite. 


Não sei dizer ao certo quando passei a nutrir sentimentos por ele, mas quando me dei conta, aquele pedaço de mau caminho já tinha se enraizado em meu coração e por mais que eu tentasse, não conseguia tirá-lo de lá. E, para piorar meu desespero, os pensamentos de admiração sempre acabavam se transformando em algo mais libidinoso, onde imaginava Giyu beijando cada centímetro do meu corpo e depois nos amando com vigor, por causa disso sempre acabava me tocando. Sempre que isso acontecia, me achava impura e uma tola, depois vinha a frustração, não só pelo fato que sabia que aquilo nunca iria acontecer, mas também porque ao invés daquele fogo se apagar, ele só aumentava dentro de mim. Mas, não conseguia evitar, era simplesmente mais forte que eu. E, era exatamente isso que estava fazendo agora: me tocando. 


Levei um dos meus dedos até meu ponto sensível enquanto imaginava sendo a boca do Giyu usando a língua para massageá-lo. Já estava quase atingindo meu ápice quando ouvi um barulho na janela, me assustando. Parei bruscamente o que fazia e já estava me levantando quando vi passar pela janela aquele que povoava meus pensamentos. Primeiramente achei que fosse só minha mente me pregando uma peça, mas quando vi ele aproximar-se mais com seus lindos olhos azuis brilhando e um sorriso travesso nos lábios, percebi que ele estava mesmo ali na minha frente. 


Envergonhada por estar nua na frente e dele, tentei pegar algo para me cobrir, mas ele impediu segurando minhas mãos. Antes que eu pudesse reagir e protestar, ele tomou meus lábios num beijo nada calmo. 


— Por que não continua o que estava fazendo? — ele sussurrou no meu ouvido e depois mordeu o lóbulo da minha orelha, fazendo com que um arrepio percorresse minha espinha e sentir meu corpo esquentar. Como esse homem consegue me deixar assim sem precisar fazer muito?


— C-como? — ousei perguntar depois de alguns segundos. Minha voz saiu tão baixa que achei que ele não tinha ouvido. 


Ele não me disse nada, apenas afastou-se de mim e começou a retirar sua roupa. Quando ele ficou nu e deslumbrei seu membro avantajado, instantaneamente continuei o que estava fazendo antes dele chegar. O sorriso safado dele me dizia que estava gostando do que via, então ele sentou próximo de mim e começou a manipular seu membro com a mão. 


— Céus… — deixei escapar quando senti minhas pernas começarem a tremer por causa do ápice. 


— É isso que você faz pensando em mim? — a voz dele estava mais rouca que o normal. Eu apenas assenti e depois olhei de novo para o membro dele e senti minha boca salivar. 


Aquela altura do campeonato, mandei embora qualquer resquício de sanidade que ainda existia em mim e fiz o que há muito queria. Me aproximei dele, me ajoelhei diante da cadeira que ele tava e segurei o membro dele. 


— Vamos, acabe logo com isso.


 Não pude resistir àquela súplica dele. Deslizei minha língua por toda a extensão do membro dele, colocando-o na minha boca em seguida. Ele gemeu alto e enredou seus dedos nos meus cabelos. Vê-lo tão rendido a mim, fez eu sorrir internamente. A respiração dele acelerou mais ainda, então ele segurou meu rosto e me afastou um pouco, mas queria mais, então o surpreendi abocanhando-o de novo, acelerei os movimentos até que senti ele se derramar na minha boca. 


— Você brincou com fogo. — ele disse; Quando me dei conta, estava deitada de novo, a cabeça dele entre minhas pernas me levando a loucura com sua língua habilidosa. Não demorou até eu atingir o ápice de novo. 


Enquanto me recuperava do orgasmo intenso, ele deitou sobre mim me penetrando de uma vez. As estocadas iniciaram devagar como se ele quisesse me torturar, mas logo as estocadas passaram a ser mais vigorosas, me fazendo soltar os gemidos que tentava controlar. Quando senti o ápice se aproximar, ele parou e eu soltei um murmúrio de frustração. 


— Calma… — tão logo o ouvi, meu corpo foi girado com habilidade. 


Ele segurou em minha cintura e voltou a me penetrar, desta vez com mais vigor. O prazer era tão intenso que passei a enxergar vários pontinhos luminosos. Isso mesmo, Giyu me fez ver as estrelas. Jamais pensei que um dia sentiria tanto prazer assim. Não demorou para ele se derramar em mim. Quando consegui me recuperar um pouco, pensei que ele iria embora, mas ele me surpreendeu mais uma vez me dando um beijo, desta vez mais calmo e depois me deitando e ele fez o mesmo me segurando entre seus braços onde dormi. 


Não sei quanto tempo tinha dormido, mas quando acordei ainda estava escuro. Logo as lembranças do que tinha acontecido me vieram a mente e como não senti o braço dele em volta do meu corpo, achei que tinha sido um sonho e isso me frustrou. Iria me levantar para tomar um ar, quando senti os braços dele me envolverem e ele dizer: 


— Onde pensa que vai? Não deixarei que você saia do meu lado! — então ele me beijou novamente. — Não sei o que o futuro nos reserva, mas quero você comigo. 


Ouvir aquilo me surpreendeu, mas ao mesmo tempo me deixou feliz e eu não pude evitar que lágrimas de felicidade saíssem de meus olhos. 


— Isso era tudo o que mais desejava ouvir. Nunca irei sair do seu lado.


Voltamos a nos beijar e depois nos amamos de novo. E, eu não tinha mais motivos para ir embora. 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...