1. Spirit Fanfics >
  2. Aquele Que Semeia Contendas >
  3. Sara

História Aquele Que Semeia Contendas - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


A história está instigante!

Capítulo 2 - Sara


Ao chegarem em casa, após a reunião na igreja, os pais de Sara começaram a conversar sobre o ocorrido na igreja. Sara fora para o quarto. 

--- É, Zinho - o apelido do pai de Sara - de novo a Sara deu lugar ao ...

--- Cala a boca , mulher! Zinho interrompeu rispidamente a mulher, acho estranho isso.

--- Como estranho? Tu viu, o pastor colocou a mão na cabeça dela e ela caiu de joelho rodando a cabeça, fazendo a trança bater nele com as mão pra trás! 

--- Sei não, mulher, o Ventura não me passa na garganta.

--- Que pecado, Zinho! O pastor é o anjo da igreja, você é embirrado com ele desde que ele entrou na congregação, tu só gostava do pastor Firmino.

--- Firmino era homem sério, humilde, lia a bíblia e ensinava, no tempo dele não tinha essas doidices de demônio.

--- A mulher balançou a cabeça com reprovação, mas calou-se, Zinho ficou sentado à mesa pensativo, com os olhos fincados no nada.

Enquanto isso,  no quarto, Sara tirava o seu vestido, super antiquado para a sua idade, era longo, com mangas compridas e babados no punho, por conta disso era alvo da zombaria dos amigos da escola, entretanto, marcava muito bem o corpo de Sara, a qual, apesar da idade, era desenvolvida corporalmente, era mais alta que os pais, mais ou menos um metro e setenta e poucos, cabelos longos, pois nunca havia cortado, negros e densos. Seus olhos, mesmo na maioria das vezes escondidos pela sua postura constante em ficar de cabaça baixa, quando olhavam fixamente para alguém, era sempre nos olhos, quase hipnóticos era o seu olhar, eles, assim como os cabelos, eram negros e profundos.  A íris de seus olhos eram tão grandes e intensas que quase cobriam toda a retina. E foi com esse olhar que  agora ela fitava o espelho de sua penteadeira olhando a própria imagem, olhava para o seu corpo nu e tinha vergonha, embora tivesse um corpo escultural para uma adolescente. Nesse instante, as palavras do pastor ecoou em seus ouvidos: "Aquele que semeia contendas entre irmãos" e, teve a impressão de ver, no reflexo do espelho, no quarto a meia luz, repentinamente, o rosto de Manuel Ventura por trás dela, deu um grito contido de susto, mas suficiente para despertar a atenção da mãe que perguntou o que estava havendo, Sara respondeu que não era nada.

--- Faz tua oração e deita! Ordenou a mãe.

--- Tá bom, a benção, pediu Sara à mãe.

--- Deus te abençoe!

Sara deitou-se de costas para a cama, cobriu o corpo nu, não colocou nenhuma roupa, apenas jogou sobre si um fino lençol, não fez a oração e fechou devagar os olhos. Não se sabe se naquela noite ela dormiu ou apenas cerrou os olhos.

 


Notas Finais


Querem saber mais, continuem a leitura!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...