História Aqueles Olhos Castanhos - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Amor, Apaixonada, Aqueles, Casal, Comedia, Drama, Ficção, Olhos, Olhos Castanhos, Romance
Visualizações 11
Palavras 1.836
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Como prometido, a mesma historia só que reescrita e melhorada.
Desculpem os erros!

Espero que gostem.

Capítulo 1 - O Primeiro Olhar


Fanfic / Fanfiction Aqueles Olhos Castanhos - Capítulo 1 - O Primeiro Olhar

Em pleno sábado de manhã meu celular toca, ao atendê-lo um grito que me faz acordar de vez.
- AAAAAAH AMY!!!
- Alô?! -Com a voz sonolenta pergunto- quem é?
- Vai dizer que esqueceu sua melhor amiga agora?
- Morgana é você?
- Uhuu acertou! - com tom irônico.
- Morg sabe que horas são?
- Claro que sei e já ta na hora da bela adormecida acordar, não acha?
- Não! O que você quer?
- Pode se arrumar que estou indo ai te ver querida, e estou com um amigo meu. Então se arruma que vou ai encontrar você, a Felipa e o Murilo.
- Pera ai. Pode parar Morgana! - me sento - Eu te conheço e nem vem com essa história de me juntar com algum dos seus amigos.
- Aii Amy, não é isso que você esta pensando, ele só está me acompanhando, para de drama e vai se arrumar daqui a pouco to ai.
- Aham sei! Até, beijos.
- Até beijos. - desliga o telefone
Morgana, uma completa louca não é atoa que é minha melhor amiga, se conhecemos já faz uns 8 anos, e desde sempre ela vem com suas ideias de tentar - mas só tentar mesmo - ser a "cupida" do grupo, - das mil tentativas só deu umas 5 vezes certo, claro isso não me inclui em nenhuma das tentativa. Como ela já soube que faz, mais ou menos, 1 mês que terminei o meu namoro de 4 meses com o Hugo garanto que já vai tentar me empurrar para alguém. Ela sempre tentava ser mais pontual que ela consegui mas por conta de morar em outra cidade isso não funcionava. Então o daqui a pouco dela é daqui a 1hora e assim vai. 
Fiquei por um tempo na minha cama, depois fui ao banheiro, fiz minha higiene matinal e fui escolher a roupa - coloquei um short preto meio desfiado, uma blusa estilo moletom - deixei o meu cabelo solto e logo depois já fui para o nosso ponto de encontro
-
Chegando por lá vejo Felipa - Pensa numa loira, linda, do estilo patricinha, entrou fazendo um trio comigo e com Morgana, mas a gente só conhecia ela faz uns 4 anos - e Murilo - Ele é mais proximo de Felipa e Morgana, estava em quase todas as voltas (quando não era dia das meninas) que a gente dava - virados de costas um para outro, num clima que dava para cortar com uma faca de tão tenso. 
- Oi gente! - os comprimentos - esta tudo bem por aqui?
- Sim! - respondem com uma certa ironia.
- Então ta! - Respondo sem ao menos acreditar, me sento no meio deles.
Ficamos ali, naquela tensão por uns 15min, por um momento cheguei a pensar em puxar algum assunto para descontrair, mas o clima estava tão pesado que meus esforços seriam em vão.
Depois dos 20min vejo Morgana vir em nossa direção e vou ao encontro dela e logo atrás de mim vem Felipa e Murilo, depois de todos nós cumprimenta-la, vejo um cara do seu lado cerca de 1,80cm, seu estilo meio despojado, loiro escuro quase castanho, barba rala, e seus olhos, aqueles olhos castanhos - muito lindos alias - vibrantes e intensos que até perdi a respiração só de olhar, e que eu podia ficar ali horas e horas admirando.
- Gente esse é Nathan, meu amigo! -Diz Morgana apontando para ele - E Nathan esta é Felipa, Murilo e... Amy.
- Prazer! - diz ele com aquela voz de sedutor, me olhando de cima a baixo com seu sorriso torto.
- ... AH oi, prazer!! - digo com a voz trêmula, ao olhar para seus olhos, eles estão me encarando.
Depois de alguns segundos nos encarando Morgana se coloca em nossa frente fazendo com que nossos olhares mudassem de direção.
- E ai bela adormecida foi difícil levantar? – ela usa seu tom irônico.
- Haha, você quer saber? Foi sim, mas o que eu não faço pra você tem o prazer da minha companhia.
- Claro. Sempre é um prazer ter a sua companhia. – Rimos e nos abraçamos.
- Gente que calor esta hoje né? - diz Morgana se afastando de mim.
- Pior que está mas já teve pior - diz Murilo.
- Vamos se sentar ali gente? – digo indicando o local.
- Vamos – Responde Felipa.
Ao nos sentar me surpreendo ao ver Nathan ao meu lado, daqui consigo sentir o seu perfume que tinha um frescor, - mas não o frescor do limão ou romãs.. e, ao mesmo tempo tinha calor, mas não como jasmim ou narcisos - que eu, realmente, não consego explicar de nenhuma maneira. Quando de repende ouço sua voz sedutora se dirigindo a mim.
- Oi, Amy não é ?
- Ah Oi, sim – digo com a voz tremula.
- Tudo bem? Morgana falou muito de você! – Me olha e soltando um sorriso torto. – São melhores amigas né?
- Sim! Somos sim. Espero que tenha falado bem – sorrio baixando a cabeça.
- Falou muito bem alias, até fiquei muito ansioso para te conhecer pessoalmente.
- Nossa. – Volto meu olhar para ele mordendo meus lábios.
- E por sinal você é mais linda do que eu imaginava.
- Aaah – Sem saber o que falar, sinto meu rosto ficar quente como se estivesse ficando vermelha rapidamente, baixo a cabeça, coloco meu cabelo atrás da orelha. – Obri.... Obrigada – gaguejo e solto um sorriso tímido e volto a olhar.
Ele solta aquele sorriso torno novamente. Ficamos em silencio por alguns instantes até que Morgana se levanta soltando um grito dizendo que esta com fome, sendo assim quebrando o silencio que havia tomado conta da nossa conversa.
- Murilo você tem dinheiro? – Pergunta Morgana.
- Se eu tivesse já tinha comprado algo para mim comer, você não acha?
- Ah verdade. - fica desanimada.
- Que tal a gente ir la pra casa, para ver tem algo pra vocês la. - digo.
- Então vamos de uma vez então – Diz Morgana me puxou para perto dela e saímos caminhando.
-
Indo em direção a minha casa encontramos o Jay - um amigo meu, quase meu melhor amigo, só que faz tempo que não nos falavamos.
- Oi minha gatinha. – diz Jay me envolvendo em seus braços fortes me puxando para perto fazendo com que eu sentisse seu calor.
- Oii sumido, como vai? – falo ao abraça-lo.
- Dei uma sumidinha mesmo né - ele sorri - mas agora to de volta.
- Um que bom, e que ta fazendo por aqui? - pergunto.
- Estou só dando uma volta e você ?
- Saindo um pouco com meus amigos, deixa eu te apresentar, essa é Morgana, – vou apontando para cada um – Murilo, Felipa e... Nathan.
- Ola galera, sou Jay! Prazer.
- Prazer – dizem.
Ficamos em um silencio tenso durante uns minutos.
- Bom vou ter que ir, quem sabe não marcamos algo na sexta para conversarmos melhor? – diz Jay colocando a sua mão no meu rosto.
- Quem sabe né!? – sorrio para ele e o abraço.
Jay se despede de todos e sai, continuamos em direção a minha casa.
-
Chegando em minha casa convido todos para entrarem.
- Fiquem a vontade, podem colocar a coisas aqui na mesa da cozinha. – Digo apontando.
- Amy, cadê o banheiro? – pergunta Felipa.
- Por aqui Felipa. – vou mostrando o caminho para ela.
- Ufa! Estava apertada. Obrigada!
- haha! Capaz! – falo caminhando em direção a cozinha, olhando para meu celular.
Quando vou olhar pra frente esbarro em Nathan fazendo com que eu me segure em seus ombros e sinto suas mãos na minha cintura e em que nossos rostos ficassem tão próximos que posso sentir sua respiração. Olho para sua boca que apesar de não dizer nada me deixe fascinada e louca para beija-la, olho para seus olhos castanhos numa tentativa de descobrir seus pensamente.
- Ah meus deus.... – Digo baixando a cabeça e me afastando levemente do seu corpo – sou uma desastrada mesmo, desculpe. – Volto a olhar para ele mordendo meus lábios inferiores.
- Tudo bem, afinal foi minha culpa também! – O sinto tirando as suas mãos da minha cintura – Então me desculpe. – Ele solta o seu sorriso torto.
- Capaz tudo bem, isso acontece né? – Rimos.
Ele se afasta de mim, me deixando passar. Pego uns salgadinhos na cozinha e vou em direção a sala e la encontro Morgana e Murilo.
- Amy, você vai querer sair com a gente amanha? – Morgana me pergunta se levantando e vindo em minha direção.
- Ue, você vai vir amanha? - coloco a comida em cima da mesinha da sala.
- Aé!! Não te contei eu e Nathan vamos ficar por aqui, eu vou ficar na casa da Felipa e ele vai com os amigos dele.
- Serio? Por quanto tempo vocês vão ficar por aqui? – Pergunto animada.
- Eu nem te contei né, to querendo me mudar e vou procurar uma casa pra morar, então se até la não achar a minha casa e enjoarem de mim la na Felipa capaz eu vim pra dormir com você.
- Eu ia adorar! Mas você sabe ne, tenho um quartinho pequeno aqui, você pode vir morar comigo.
- E eu? – Pergunta Nathan se aproximando de mim e de Morgana – Você ia adorar?
- ham.. – O olho sem saber o que dizer, gaguejando respondo – Bo.. bom, e.. eu, eu...
- Claro que ela vai adorar Nathan! – Morgana me salva, interrompendo a minha gagueira. - Adorei seu convite eu vou ver tudo e te aviso.
- Se é assim, aparecerei todo o dia. – Diz ele colocando sua mão perto da minha.
- Preciso ir gente! – Diz Murilo se levantando – Alguém me acompanha?
- Eu vou com você – Diz Morgana – Vamos Felipa?
- Bom, vamos – Felipa não pareceu muito contende ao ir junto com Murilo.
- Vou indo também até chegar na casa dos meu amigos demora – diz Nathan.
- Mas já gente? – digo desanimada
- Sim, infelizmente. – Diz Morgana – Mas amanha você vai sair com a gente né?
- Claro, só avisar a hora!
- Te mando depois.
Me despedi deles e acompanhei-os ate a porta.
 -
Mais tarde naquele sábado, recebo uma mensagem de Morgana me avisando que seria as 2p.m que eles iam sair, confirmo que vou para ela.
Paro de mexer no meu celular e vou arrumar algumas coisas no meu quarto, quando ouço meu celular tocar, vou ver o que é uma mensagem de um numero desconhecido.
- Oi minha gatinha!
- Oi quem é? É você jay?
- Isso mesmo. Vai fazer o que amanha?
- Vou sair com meus amigos, por que?
- Eu ia te convidar para sai.
- Putz... mas não quer ir com a gente?
- Vou para aonde você for.
- Haha! Então combinado. Vou ter que sair beijos.
- Ok, beijos gatinha.
Termino de arrumar tudo e quando vejo já são 1a.m, tomo um banho, coloco meu pijama e vou dormir.


Notas Finais


Me conta ai nos comentarios o que você achou desse capitulo. Até os proxímos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...