1. Spirit Fanfics >
  2. Aquilo que sempre sonhei >
  3. Capítulo 06: Lembrança um pouco dolorosa

História Aquilo que sempre sonhei - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.

Oiiie meus docinhos de abóbora♡
Espero que vocês estejam bem♡

Vim trazer outro capítulo pra vocês👌😁
Hoje tem lemon viu meus querido hehe❤🍋

Espero que vocês gostem ta?

Beijão da Nandyh, perdão pelos erros que possam surgir e fiquem com a fic♡

Nos vemos la embaixo♡

.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.

Capítulo 6 - Capítulo 06: Lembrança um pouco dolorosa



               ~.~ Sasori ~.~


Retornei para meu quarto ainda com fome, tenho que adimitir que o Deidara as vezes tem razão. 

Eu sou o verdeiro senhor da gula.

Caminhei para o quarto sentindo um leve desconforto no pulso, preciso seriamente tirar um tempo para fazer alguns reparos em mim. Desde que lutamos com aquela maldita Sakura parece ter soltados algumas peças internas do meu antebraço.

A luz do quarto estava apagada então nem percebi que um certo loiro ainda se mantinha acordado. Fechei com cuidado a porta para não fazer barulho e abri a janela vendo que a chuva começar a cair na noite escura, fria e dublada. O tempo estava simplismente perfeito.

- Danna? - ouvi Deidara me chamar baixo.

- Humm... pensei que já estivesse dormindo. - o loiro veio até mim se espreguiçando.

Acho que de nós dois era sempre Deidara que extravasava todas as energias na batalha, o que fazia com que ele chegasse em casa exausto e nada no mundo tirava seu precioso sono. No começa isso me incomodava, mas depois de perceber que era isso que le ajudava a dormir não me importei mais, apenas deixei.

Pra falar a verdade começei a achar perfeito Deidara lutando com tudo, afim de mostrar "A verdadeira arte" pras pessoas.

- Quer um chá quente pra te ajudar a dormir? - passei a mão sobre seu rosto tirando uma mecha de seus olhos.

- Eu quero você Danna. - senti os braços de Deidara rodearem meu pescoço me puxando para um beijo rápido e quente.

- Meu bem são duas da manhã.

- Danna não existe hora pra transar... por favor, faz dias que a gente não aproveita um tempinho juntos.

- Você parece uma criança querendo doce. - sorri vendo o olhar de desejo dele.

Voltei a explorar aqueles pequenos lábios enquanto apertava aquela bunda durinha. Empurrei ele devagar até a cama, o deitei com nos lençóis macios, desci um pouco deixando algumas marcas vermelhas naquela pele pálida e ganhei suspiros gostosos e manhosos ao pé do ouvido. Minha mão começou a percorrer aquele corpo definido e cheio de belas curvas por baixo da longa camisa vermelha, Deidara não tirava os olhos de mim por um segundo sequer.

- Danna... me chupa. - aquelas palavras causaram um grande arrepio por todo meu corpo, eu já estava ficando completamente duro.

- Seu pedido é uma ordem meu bonequinho.

Fui tirando letamente a cueca de Deidara vendo o mesmo me direcionar um sorriso cheio de tesão, mesmo no escuro dava para ver todo o desejo na expressão dele. Joguei a pequena peça de roupa em qualquer canto e num movimento rápido levantei suas pernas deixando aquela entrada rosinha bem exposta pra mim.

- Acho que essa é a melhor visão que eu possa ter. - desci passando a língua lentamente em sua entrada deixando ele totalmente molhado arrancando gemidos manhosos do loiro.

- Annnh... Danna... isso... humm...

- Deixa eles bem molhados. - falei levando meus dedos a sua boca.

A mesma medida que eu o estocava com a língua Deidara chupava meus dedos com mais intensidade, eu não conseguia parar de olha-ló. Depois de umidecer bem meus dedos eu o penetrei com cuidado observando cada expressão que ele fazia, aumentei a velocidade a medida que ele ia se acostumando e pude ver os olhos azuis como mar brilharem mais ainda, Deidara conseguia ser sexy e excitante da melhor maneira possível.

- Danna... anda... annh...

- Me pede o que você quer então. - cessei meu movimentos erguendo meu corpo.

- Fode o seu bonequinho Danna.

Senti que gozaria ali mesmo com aquelas palavras. Me ajoelhei na cama abrindo minha calça deixando apenas meu membro exposto, fui penetrando aquela entrada apertada e quente com cuidado e ganhei uma rebolada gostosa em troca, eu vou acabar ficando louco. Aumentei os movimentos fazendo o loiro segurar firme nos lençóis com uma mão e a outra levava a longa franja a afastando para trás.

- 'Ta gostando bonequinho? - vi um biquinho se formarnos lábios de Deidara.

- Sim da-danna... annh... vai mais forte...

- Assim? - falei dando estocadas mais fundas.

- Desse jeiito... ah Danna... não para annh... humm...

As estocadas forte se seguiram e em um momento arranquei um gemido mais doce de Deidara.

- Danna... e-eu to quase...

- Justo agora? - sorrir vendo o mesmo suspirar fundo - Então goza pro seu Danna bonequinho.

Nem foi preciso pedir e logo Deidara se derramou sujando a própria camisa, eu continuei dando algumas estocadas até que me desfazer dentro dele fazendo o mesmo soltar um gemido manhoso.

- Acho melhor nós tormarmos um banho. - sorri me retirando de dentro dele.

- Eu estava com saudade Danna. - ele se levantou ficando a minha altura me envolvendo em um beijo sem malícia e cheio de amor - Te amo.

- Também te amo meu bonequinho.


         ~.~ Kisame On ~.~


Acordei sentindo um leve frio percorrer meu corpo, o tempo esfriou mais rápido do que eu pensava esse ano. Itachi estava num sono profundo, mas sua expressão era de tranquilidade. Desde ontem quando chegamos ele não descansou, então nem me preocupei em acorda-lo.

- Humm... - Itachi resmungava enquanto eu o cobria melhor.

Fui para o banheiro fazer minha higiene pessoal e tomar um bom banho pra despertar, fiquei alguns minutos curtindo aquela água quente relaxar todos os músculos do meu corpo e quando voltei para o quarto topei com um Itachi ainda meio sonolente, porém de pé.

- Bom dia. - ele sorriu fraco tentando amarrar o cabelo, mas sem sucesso - Quer ajuda?

- Não seria mal. - ele me entregou o elástico e amarrei aqueles fios lisos - Estou parecendo meu irmão mais velho com esse cabelo desse tamanho.

O cabelo de Itachi realmente estava enorme, já batia pra baixo da bunda mais era um cabelo realmente bonito. Era bem liso tanto que se o elástico não fosse bem preso escorria pelos fios até cair e era tão negro que chegava a brilhar.

- Não sabia que você tinha irmão mais velho.

- Eu tenho quatro irmãos... Obito, Madara e Izuna Uchiha. - ele sorriu largo - Madara é o mais velho.

- Madara, o tão  não viveu a muito tempo atrás? - lancei um olhar curioso pra ele.

- Lembra que você mencionou os quatro irmãos Uchiha quando chegamos. - concordei com a cabeça.

- Pensei que fosse apenas um título. 

- Grande parte das pessoas pensam... os quatro são a elite do Clã Uchiha, considerado os mais inteligentes, fortes, habilidosos e talentosos. Prodígios que desde criança são os melhores no que fazem e dominam o katon como ninguém... Não nasceram no mesmo tempo, mas seus nomes ultrapassaram gerações. Somos irmãos mesmo que não tenhamos nos conhecido pessoalmente.

- Caraca... eu não sabia disso. 

- O único que conheci foi Obito, nós nos davamos muito bem e até já lutamos juntos.

Tudo era explicado detalhadamente e com muito orgulho, foi a primeira vez que vi Itachi sorrir sincero e me falar algo com todo coração, isso com certeza tem mais que importância para ele. É um título de muito peso, se realmente ele está entre os quatro e sua força é comparada a de Madara Uchiha que foi considerado uma divindade, então eu tiro o chapéu para Itachi.

- O que aconteceu com eles?

- Tanto Madara quanto Izuna foram mortos pelas pessoas que mais amavam nessa Terra, já Obito... chegaram notícias até mim de que ele havia morrido, mas creio que não passavam de boatos. - minha mente ainda estava preso no que me foi dito primeiramente.

Acho que a pior morte que pode existir e ser morto pela pessoa que mais, isso mata você por dentro muito antes de cair sem vida no chão. A expressão dele mudou de indiferença para tristeza, falar sobre aquilo com certeza mexeu com ele.

Itachi se trancou no banheiro sem dar mais nem uma palavra. Resolvi nem ficar ali, talvez tudo que ele queira é um tempo sozinho com sigo mesmo, sei que ele não chegou a conhecer Izuna e Madara mais mesmo assim conheceu Obito e parecia ter muita intimidade com ele. 

Uma lembrança dolorosa com toda certeza, receber a notícia de que alguém próximo está morto e não ter certeza é magoante.


           ~.~ Kisame Off ~.~

             ~.~ Zetsu On ~.~


- Esses meninos ainda vão me matar com essa bagunça. - eu falava recolhendo algumas vasilhas da mesa de centro na sala.

A casa como sempre estava uma bagunça, mas parece que eles estão se superando. Os únicos que se salvam e Pain que na maioria das vezes está no seu quarto e Itachi que já é organizado de naturaza, quanto ao resto Rikudou que me ajude.

- Zetsu... posso te perguntar uma coisa? - vi o ser de pele azul me chamar meio receoso.

- Claro Kisame, o que foi? 

- Você sabe quem foi Obito Uchiha?

- Own ele te contou a historia... bom meu querido é melhor você perguntar ao Nagato, ele tem mais propriedade para te explicar. - sorri vendo o mesmo olhar confuso pra mim.

- Quem é esse Nagato? Nunca o vi por aqui.

- Nagato é um dos membros da Akatsuki, ele não sai da caverna da cachoeira então sempre que quiser acha-ló tem de ir até la embaixo... Creio que de nós dez ele é quem tem mais intimidade com Itachi e pode te explicar tudo que você quer saber.

- Ta bom, obrigado.

Observei Kisame sumir no corredor em direção as escadas e depois voltei aos meu a fazeres. Levei as vasilhas para a cozinha e voltei a sala com rapidez para recolher algumas roupas que estavam espalhas por lá, com certeza eram roupas dos Deidara.

- Esse garoto nunca aprende. - pensei.

Senti o ar da sala mudar, a pressão parecia estar maior e o local parecia escuro, uma presença sombria passou por mim me causando um arrepio na espinha, eu já tinha plena certeza de quem era.

- Muito ocupado? - a típica voz séria me questionou.

- Não, precisa de algo? - perguntei vendo o mesmo suspirar.

- Temos uma missão. - essa era a primeira vez em semanas que Pain me chamava para uma missão - Partimos a noite.

- O que é dessa vez? 

- Parecem que alguns caras estão caçando com fusão com o nome da Akatsuki, pensei em mandar Kakuzu e Hidan, mas a nova lista de procurados saiu e a recompensa é muito boa. Segundo Kakuzu a quantia ultrapassa os 60.000, então deixei eles irem pega-la e vou cuidar disso eu mesmo.

- Termineirei de arrumar as coisas por aqui e vou preparar nossas coisas então. - ele sorriu pra mim e saiu do cômodo me deixando sozinho.

É Zetsu vamos pra mais uma missão, achei que meu descanso seria mais prolongado mais foi tudo uma mera ilusão.

Continua...


Notas Finais


.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.

Espero que vocês tenham gostado♥
Lembrando que comentários positivos são sempre bem-vindos :-D
Até a próxima docinhos de abóbora♥Beijão ~°3°~

.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.°.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...