1. Spirit Fanfics >
  2. Arcanjos: Guerra Demoníaca >
  3. Fortificação

História Arcanjos: Guerra Demoníaca - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Nesse capitulo, coloquei algo novo na história, que os "..." ele será um ponto de descanso durante a leitura, pra vc poder sair e pode saber em que parte parou na próxima vez que ler

Capítulo 13 - Fortificação


Fanfic / Fanfiction Arcanjos: Guerra Demoníaca - Capítulo 13 - Fortificação


  Enquanto acontecia a batalha no deserto, nos EUA, havia outro grupo treinando, Juliano e Sandro.

- Olha aqui seus molengas, aparentemente os selos dos Cavaleiros do Apocalipse foi pra vala… - Com um olhar meio cansado e segurando um cigarro, Shiro alerta os seus alunos dá possível ameaça.

- Eles já estão prontos para isso.

  Um homem aparamentemente da mesma idade de Shiro, 30 anos, aparece, com um cabelo emo e ruivo, com olhos azuis.

- Não apareça desse jeito…

- Sim… é estranho.

- Eu fico do jeito que eu quiser.

  Sandro e Juliano ficam meio assustados coma aparência que Rodolfo se colocou. Aquela era a sua verdadeira forma.

- Juliano, tem certeza que não quer que eu te cure aí na cara?

- Não se preocupe, isso me deixa mais maneiro!

  Durante os seus treinos de 3 anos, Juliano ganhou um risco bem no rosto.

- JÚLIAAAA!!! CADÊ MINHA CERVEJA!!!

- CALMO AÍ!!!

  Descendo para o subsolo gigante da casa, aparece Júlia, com um copo de cerveja na mão.

- Que demora em…

- MAS É CLARO!!!! ALIAS, PORQUE ESSE SUBSOLO TEM QUE SER TÃO LANGE DA SUPERFÍCIE!?

- Para não ser descoberto esse lugar.

  O que ela insinuava era verdade. O subsolo era tão longe da superfície, que cansaria qualquer um, além do lugar ser bem aberto para um subsolo. Quem a respondeu foi Rodolfo, arrumando seu óculos.

- Hugh…

- VEM AQUI MEU BEBEZINHO!!!

  Ao ver Júlia, Sandro funga seu nariz, e vira para o lado. Ao perceber isso, ela imediatamente olha para ele, e vai o abraçá-lo.

- Quem é meu emo favorito emmm???

- Bem que eu queria cortar…

- Não fale issooo, está tão bonitoooo!

  Nos trés anos, Sandro e Júlia se aproximaram, e com isso começaram a namorar. Como ordem de sua namorada, o garoto que antes tinha um cabelo bem curto, agora tinha um que batia nos seus ombros.

- CHEGAM DE NAMORICO E VÃO TREINAR!!!

- Está bem!

  Shiro fica furioso com o comportamento deles, e como resposta, Júlia faz cara de boba e dá uma afastada de Sandro.

- Quanto ciúmes…

- O que… ciúmes… CLARO QUE NÃO!

  Com as provocações de sua irmã, o homem que sempre está com um cigarro e uma cerveja na mão, fica vermelho. Como forma de disfarçar, Shiro engole de uma vez toda a bebida no copo.

- COMO ELE CONSEGUE!!! - Mesmo vendo isso toda hora, Juliano sempre fica surpreendido com a rapidez que ele toma um copo – Mestre! - Começa a adorar o seu professor.

  O treinamento deles não se tratava apenas  de esforço físico, mas também o mental. De pernas de índio e com as mãos em cima da outra encostando nas pernas, Juliano e Sandro começavam a meditar.

- Visualizem a energia que correm por todo o corpo de vocês, e logo depois, joguem essa energia até a palma de suas mãos.

  Escutando a voz calma de Rodolfo, os dois começam a se concentrar, para atingir o objetivo deles. Shiro havia trocado com o homem ruivo, para dar uma relaxada com uma massagem de sua irmã do meio, Maísa.

- Veja só esses músculos tensos, precisa parar um pouco…

- É que quanto mais fica tenso, mais gostoso fica a massagem... aí mesmo!

  Maísa deixou seus cabelos curtos e loiros crescerem, e durante os treinamentos deles, ela estudou para ser massagista. Mesmo durante a massagem, Shiro continuava a fumar seu cigarro, jogando fumaça para todo lado.

- Bem que podia parar de fumar… pelo menos aqui…

- Isso é minha vida e nada irá me tirar isso.

  De propósito, ele joga uma imensa quantidade de fumaça em sua irmã, que por sua vez, quase quebra a coluna de Shiro.

- Não tem piedade de seu irmão…?

- Hung!

  Ela funga o nariz pro lado, um pouco envergonhada, e começa a fazer a massagem direito novamente.

- Hehehe.

- Não fica todo feliz aí!

- Aiii… está bem…

  Já era noite, e todos estavam dormindo… ou quase todos.

- De novo isso…

  Toda noite, Juliano acordava com os gemidos de Júlia, que ficava no quarto ao lado. Se levantando, ele vai tranquilamente até o quarto, e…

- ESTOU TENTANDO DORMIR!!! - Ele abre a porte com um chute, com uma cara de nervoso – AOS MENOS QUE ME DEIXE PARTICIPAR DISSO, VOCÊS PODERÃO GRITAR MAIS DO QUE ISSO – Com o punho fechado, ele fecha os olhos, contraindo todos os músculos – MAS SE NÃO FOR O CASO, PODERIAM POR FAVOR FAZER MAIS BAIXO!!!

  Júlia entra em baixo do cobertor, cheio de vergonha, enquanto Sandro olha para o seu amigo com cara de bobo.

- Já tenho um método pra isso.

- NÃO FALE BESTEIRAS!!!

  Sandro manda um joinha para o amigo, e logo depois leva uma travesseada de Júlia.

- O que está acontecendo aqui…?

- Estou com tanto sono…

  Do nada, aparecem Shiro e Maísa. Ao olhar aquela cena, a garota de cabelos loiros fica mais vermelha que tomate, enquanto o irmão mais velho mostra nenhuma reação, enquanto largava o cigarro no chão.

- Essa não… ELE LARGOU O CIGARRO!!! - Grita Juliano, com uma cara de espanto – SAIAM PELA JANELA!!! EU ME SACRIFICAREI AQUI!!!

- CONTO COM VOCÊ!!! - Rapidamente, Sandro pega Júlia pelos braços, e pula a janela.

- A ONDE PENSAM QUE VÃO!!! E VOCÊS, ME SOLTEM!!!

  Maísa e Juliano tentam segurar Shiro, que está a toda fúria.

- O que é isso?

  Sentado em um cima de uma árvore, Rodolfo observa Sandro com Júlia nos braços, correndo para além da floresta, enquanto escutava os gritos raivosos de Shiro.

- Essa gente não tem mesmo jeito… - Fala Rodolfo, dando um sorriso ao arrumar seu óculos – Tempos de paz em… - Ele fecha um pouco o rosto, enquanto olhava o céu limpo de nuvens e cheios de estrelas.   

 

 Logo de manhã, Maísa foi para a universidade, e sua irmã mais nova sempre a companhava, na ida, e na volta.

- E os garotos lá em!

- O q-que tem?

  A garota de cabelos longos e loiros ficava meio tímida com a pergunta de Júlia.

- Não precisa ficar tímida! Nós somos irmãs não é?

- S-sim, mas… eu tenho meu corpo e alma apenas para um homem.

  Maísa parecia confiante com essa afirmação. Um amor que ainda não foi correspondido. Mas, ela tinha certeza que algum dia esse seu amor será correspondido pelo outro.

- Certo certo certo! - Concorda Júlia, que via sua irmã cheio de confiança.

  O caminho era longo. Tinham que passar por um caminho reto, cercado de grandes árvores, e como Maísa não sabia se defender muito, ainda mais que os demônios mais poderosos poderiam aparecer a qualquer momento, Júlia acompanhava ela, já que 3 anos atrás, tinha despertado seus poderes de maga do tempo.

- Impressão minha… ou está ficando frio?

- …

  Maísa se abraçava para tentar se aquecer do grande calafrio que sentia. Júlia, por sua vez, olhava para os lados, parecendo procurar por algo.

- Olha o que encontrei por aqui…

- CUIDADO!!!

  Rapidamente, a irmã mais nova olhou para trás, e viu uma silhueta em cima das árvores. Essa mesma silhueta foi pra cima das duas, e como forma de proteção, Júlia pulou em cima de Maísa, e por pouco, não são acertadas pela explosão que aconteceu bem a onde elas estavam.

- Parece que você já está ágil, Hina.

- E você parece podre do mesmo jeito, Morte!

- Mas que ofensa para mim.

  A silhueta foi se aparecendo entra a fumaça. Coberto por uma armadura com uma cor bem chamativa, Amarelo-esverdeado. Júlia olha para o outro com olhos afiados e penetrantes, enquanto se coloca na frente da irmã.  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...