História Ardente e Irridescente - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 52
Palavras 1.560
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi gente espero que estejam gostando da história se já leram o primeiro capitulo e resolveram acompanhar a historia então boa leitura e como eu prometi hoje já tem dica de musica para ouvir enquanto lê a Fanfic pra ter um clima mais legal então beijos boa leitura.

Dica de musica: Gnash Fragile (Feat wrenn)

Capítulo 2 - Descrente


Fanfic / Fanfiction Ardente e Irridescente - Capítulo 2 - Descrente

Mia:-Deus quer me ver morta?

             Serafim olhava para aquela garota com um olhar de raiva e nojo, mais seu olhar se desfez quando ela ficou desconcertada e se sentou no chão, uma lagrima escorre dentre seus olhos, e ela esfrega seus olhos, e ele pensa:

                    Essa garota parece uma criança, pra ser exato uma bonequinha de porcelana tão frágil, como algo tão belo pode ser de tão baixo calão? Eu não quero mata-la pra ser bem sincero, porém não devo fugir das obrigações de um anjo é ignorar o chefe.

Mia:-O que eu fiz de errado? Ela diz com os olhinhos claros mergulhados em lagrimas.

Sem perder a postura forte de um anjo da ordem divina ele responde:

Serafim:-Você é burra por acaso? Tellurians devem morrer como demônios!

Mia:-O que é Telluriam?

Serafim:-Não se faça de inocente sua cria!

Mia:-Não me chame assim só por que é anjo não quer dizer que eu sou inferior a você!

Serafim:-Não claro que não você é inferior a mim e aos humanos!

Mia:-Quem tá sendo burro agora? Eu poço ser meio malvada mais anda sou humana, não sou tão má aponto de deus querer meu mal.

Serafim, faz uma cara de surpreso ,segura sua resposta na língua começa a pensar.

                    Ela não sabe que é uma Telluriam, será? Então mais isso não é justo eu não poço mata-la ela é inocente, não espera mesmo assim Tellurians nascem com o pecado ela tem a culpa que herdou do pai.

Serafim tentando tirar sua duvida pergunta :

Serafim:-Espera! O que você acha que é?

Mia:- Eu não acho nada, eu tenho certeza de que sou humana.

Serafim:-Você conheceu o seu pai?

Mia:-O que isso tem a ver?

Serafim:-Só responde!

Mia:-Não!

Serafim:-Você não é humana você é uma Telluriam e pra você não sabe o que é, são humanos metade demônio.

Mia:-Você esta mentindo eu não sou essa coisa! Fala nervosa e já com raiva.

Serafim:-É sim! Sua criazinha!

Mia:-CALA BOCA!!! Ela grita fazendo com que Serafim fique com um pouco de medo.

Ela apontou a espada pra ele e disse:

Mia:-Agora sua varetinha vai ficar comigo, e eu vou te liberar mais se você tentar me atacar eu mato você! Disse com os olhos carregados de raiva.

Serafim:-O que você não pode fazer isso essa espada é minha!

Mia:-Como eu poço eu vou fazer!

                   Os olhos de Mia estavam da cor vermelha agora e Serafim tentava desviar o olhar, por que por mais que ele não quisesse admitir, por que os anjos não devem temer a nada, ele sentia um certo medo ao olhar aqueles olhos vermelhos cor de sangue.

                 Mais o que o acalmava era lembrar dos doces olhos claros da garota, os olhos que não podiam ver maldade no mundo, aquela garota que ele não seria capaz de matar.

               Ela foi em sua direção e disse umas palavras que o fez poder se mover novamente, ele deu uma leve olhada em seu rosto e notou que seus olhos já haviam voltado ao que era.

                   Então ele chegou um pouco mais perto arrancou a espada da mão de Mia a derrubou no chão e apontou a espada pra ela.

Mia:-Por favor não me machuque!

Serafim:-Sinto muito mais eu preciso terminar o meu trabalho!

            Ele ergueu a espada, mais ele congelou olhando pra ela assim tão assustada, ele não poderia feri-la ,então ele virou o rosto e fechou os olhos, e mesmo assim com toda força que ele tinha ele tentava poder achar coragem de apunhar Mia, então ele simplesmente se jogou ao chão enfrente a agarota socou o chão e disse:

Serafim:-Por Deus eu não consigo!

  Mia se encolhe em um cantinho tremendo agarrada em seu ursinho, Serafim se levanta do chão, vai até ela que começa a tremer ele tenta encostar nela mais se lembra que ela ainda é uma impura, então ele apenas pergunta:

Serafim:-Você realmente não sabia que era.......que era........

Mia:-Que eu era um mostro não eu não sabia!

Serafim se levanta anda de um lado pra o outro e diz:

Serafim:-E agora?Eu fui mandado pra você, o que eu vou dizer para Uriel aquele anjo convencido? ou pra Miguel?

Serafim:-Vou ser conhecido como o anjo bananão que não consegue matar um simples Telluriam.

Mia:-Como se eu tivesse alguma obrigação de resolver seus problemas angelicais!

Serafim:-Eu mataria você agora se você não fosse tão....... se não fosse......

Mia:-Vai termina frase me chama de mostro!

Serafim:-Se você não fosse tão LINDA!

Mia, ficou sem jeito então ela olhou para ele dando um pequeno sorriso, e disse:

Mia:-Obrigada.......pelo......elogio.

              Serafim desfaz sua posse durão de anjo por um segundo e olha para ela, agora com um olhar diferente, esse olhar era de proteção, aquele olhar que uma mãe tem quando quer proteger a qualquer custo um filho.

Mia:-Por favor não me mate........

Serafim:-Serafim eu sou anjo Serafim!

Mia:-Como o das escrituras?

Serafim:-Quase isso......

Serafim:-Existe vários anjos chamados Serafim......

Mia:-Entendi.....

Serafim:-Nem sei por que estou explicando isso pra você vai morrer de qualquer jeito......

Ele se senta no lado dela e ela continua a tremer, ele nota uma cicatriz no pulso dela e pergunta:

Serafim:-O que é isso?

Mia:-Gostaria de poder responder, meu pai que fez mais eu não sei por que nem com o que.

Serafim:-Lúcifer?

Mia:- Que meu pai é o......

Serafim:-Droga eu não consigo manter minha boca fechada.

Mia:-Então é por isso que querem me matar eu sou uma aberração! Ela começa a ficar histérica se levanta e lagrimas correm com frequência no seu rosto.

Serafim:-Você tem que ficar calma!

Mia:-Como eu posso ficar calma eu estou com medo, eu sou um monstro.

Serafim engoli seu orgulho e diz:

Serafim:-Não você não é um mostro você não tem culpa.

                     Ela é linda até mesmo desconcertada, o que eu estou pensando isso não sou, vou ficar louco oque esta acontecendo será que ela esta mexendo com a minha cabeça de proposito? Não ele é muito infantil e tenho que admitir ela é boa não iria fazer isso.

                   Por que isso é tão errado? Eu a conheci hoje e sinto que quero abraça-la, Deus não permitiria isso é contra as regras.

       Devo controlar meus desejo, e protege-la agora dos anjos outros anjos que provavelmente virão atrás dela,  o que há comigo? conheci essa cria em poucas horas e já quero me rebelar por ela.

            Para Serafim pensa bem oque essa garota vale? Ele olha para Mia que esta em prantos ao chão ofegante como se estivesse prestes a ter um  ataque de pânico.

Ela não larga esse urso de pelúcia, ela parece tão carente e sozinha, ela vale tudo.

Eles ouvem a campainha tocar. Serafim e Mia se olham ele aponta a espada em direção a porta e pergunta:

Serafim:-Quem é?

-Eu vim trazer a pizza.

Mia:-Aé eu quase me esqueci!

Serafim:-Com um anjo atrás de você querendo sua cabeça em uma bandeja você pensa em comer?

Mia:-Nunca se sabe poderia ser minha ultima refeição.

Serafim:-Você é inacreditável!

Mia foi até a sua porta, abriu e pegou a pizza, deu o dinheiro e fechou a porta.

Mia:-Se você vai me matar deixa eu comer primeiro depois agente resolve.

Serafim:-Eu não vou te matar você não merece o pecado que recebeu do seu pai.

Serafim:-Vou proteger você!

Mia:-É mentira!

Serafim:-Como ousa sua ratazinha dizer que minto!

Mia:-Eu ouso sim eu achava que anjos fossem algo bom que pudesse proteger todos os seres, o ser humano é muito fraco sabe, e temos que acreditar em alguma coisa, mais parece que acreditei em algo que não era bem o que se dizia ser anjos deveriam nós proteger.

Mia:-Mais você tentou me machucar! Por tanto eu não confio em você nem em Deus então vai embora eu não preciso da sua proteção.

Mia:-Você não fez o seu trabalho antes Serafim então não adianta tentar fazer agora!

               Eu me sentia horrível por mais que tentasse não transparecer isso, meu rosto me obrigava a transmitir minha decepção mais não com ela comigo, eu fui um carneirinho o tempo todo nas mãos dos arcanjos, nem sei se as ordens eram diretas de deus.

           Mia estava certa  eu não tinha como me defender diante disso eu não podia voltar para o céu, eu não podia ficar perto dela, mais eu poderia a proteger dentro do meu alcance.

Serafim:-Você esta certa eu sinto muito, eu vou embora mais mesmo que você me rejeite eu vou estar por perto.

Mia:-Sai por favor!

          Serafim Virou as costas, abriu a porta e foi embora em direção a rua, Mia respirou fundo trancou a porta e refez as armadinhas casa outro anjo tentasse mata-la novamente, naquela noite mia pós edredons debaixo da cama e ali dormiu abraçando forte seu ursinho de pelúcia que agora era seu único protetor.

 

(enquanto isso)

Serafim  caminhava pela rua sem rumo.

Serafim:-Pra onde eu vou ir agora? Parece que sou um anjo caído a partir de hoje.

                 Serafim pensava enquanto caminhava pela rua até ver um hotel, entrou lá e a recepcionista disse que ele precisava de dinheiro então ele usou um dos seus poderes para apagar a moça e faze-la achar, que ele pagou em dinheiro.

           Ele entrou no quarto deitou na cama, e só pensava se oque ele tinha feito era correto se rebelar, ele podia muito bem voltar na da garota e terminar o serviço mais ele não queria.

 Serafim:-Eu vou te proteger Mia mesmo que você não queira!

 

 

 

 

 


Notas Finais


Eu não sei vocês mais eu acho que o anjo Serafim é um pouco marrento, Como vai ser daqui pra frente Serafim sendo um anjo caido? Será que Mia será absolvida da morte ou ainda tem chances de outro anjo vir atrás dela? Isso você via saber somente se acompanhar até o último episodio.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...