1. Spirit Fanfics >
  2. Are We Just Sisters? BILLIE EILISH >
  3. Sejam Bem-Vindos Á Boring

História Are We Just Sisters? BILLIE EILISH - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Oie, cheguei.
.
Já bebeu água?
.
Perdoem os erros ortográficos.
.
BOA LEITURA BEBÊS♡

Capítulo 6 - Sejam Bem-Vindos Á Boring


Fanfic / Fanfiction Are We Just Sisters? BILLIE EILISH - Capítulo 6 - Sejam Bem-Vindos Á Boring


Domingo/10 de Junho de 2018

05:00/10°graus


Acordei com o despertador do meu celular, me levantei e caminhei em direção ao banheiro, me despi, logo em seguida entrando no box, ligo o chuveiro sentindo a água quente escorrer por todo o meu corpo sendo logo inundado pela mesma.

Saio do banho com o meu roupão na cor cinza, pego uma calça moletom preta, uma blusa branca e um moletom da Adidas preto.

Peguei um óculos, boné e um tênis branco.

—Bom dia— Falei assim que cheguei na cozinha.
—Bom dia minha querida— Maggie falou com seu sorriso doce nos lábios.
—bom dia filha— Papai falou enquanto tomava seu café, Maggie fazia panquecas e Billie não estava aqui embaixo ainda.

—meu amor você pode ir chamar a Billie por favor? Daqui a pouco perdemos o horário— Maggie falou e eu assenti.

Subi as escadas novamente logo chegando na porta de seu quarto.
Bati na porta algumas vezes e logo ela foi aberta por uma Billie só de toalha com os cabelos molhados.

—bom dia loirinha— Sorri com o apelido.
—Bom dia Vaga-lume— Bill me mostrou o dedo do meio.
—entra—A mesma me deu passagem para eu entrar no quarto.
Entrei e me joguei na cama.

—o que você quer? Ou veio aqui só para admirar minha beleza matinal?— Soltei uma risada sarcástica.
—os dois— Respondo mexendo nos seus óculos.
Ela riu.
—Tia Maggie falou que você vai nos atrasar— Billie gargalhou e eu a olhei sem entender.
—Me agradece então— A mesma piscou para mim.

Ela entrou dentro do closet e foi se trocar.

—Bill vou pegar esse óculos okay— A mesma saiu só de sutiã e calcinha para ver o óculos.

Arregalei meu olhos e logo tampei os mesmos.

—BILLIE! Céus, vá se vestir— A de olhos claros adentrou o closet novamente rindo.

Billie saiu vestida já e se jogou na cama.

—pode ficar com esse óculos para você— Eu sorri e abraçei a mesma.
—te amo vaga-lume— Ela riu e falou um "Vai se fuder".

Descemos, discutindo sobre quem ficaria no maior quarto.
—Não que caralho, eu tenho que ficar com o quarto eu sou mulher— Ela começou a rir.
—eu também sou mulher caralho— Chegamos na cozinha ambas pisando duro.

—Então vai se fuder— Falamos em uníssono.
—Olha a boca meninas— Papai falou enquanto eu me sentava emburrada.
—Meninas temos uma notícia ótima para vocês— Tia Maggie se sentou na mesa com um sorriso radiante no rosto.
—Lá vem bomba— Bill sussurrou alto.
—Vou ignorar seu comentário mocinha— Tia Maggie falou fazendo Billie revirar os olhos.

—Como vocês sabem daqui a uma semana eu e Charlie vamos para a nossa lua de mel na Suíça e pensamos bem, e decidimos que vocês vão fazer uma viajem só as duas— Me engasguei com o meu café.

—Nem fudendo— Billie falou e eu precionei os olhos.
—Você calada é uma poeta— A mesma me mostrou o dedo do meio.
—Mas que diabos aonde vocês enfiaram os modos?— Charlie falou.
—Muito obrigada aos dois mas eu não quero viajar com ninguém— Falei e papai riu.
—Não foi uma pergunta Joyce, vocês duas vão querendo ou não— Bati as mãos encima da mesa e me levantei.

—Perdi a fome, licença— Subi pro meu quarto.

《BILLIE》


Joyce deixou a sala de jantar pisando duro.
Minha mãe e Charlie me encaravam.
—O que aconteceu em?— Minha mãe perguntou.
—A Joyce é muito imatura, ela começou a me xingar por um quarto!— Charlie massageou as têmporas.
—Billie eu sei que isso é verdade, mas tenta ter mais um pouco de paciência com ela— Charlie falou e eu ri sarcástica.
—Paciência eu tenho até demais, mas fica difícil quando uma pessoa começa a discutir com você por motivos banais— Falei e mamãe me olhou e mordeu o canto da boca.
—O passado com a mãe dela não foi algo nada...saudável, depois disso a Joy ficou muito mais emotiva, chora por quase tudo, arruma uma tempestade em coisa pouca— Charlie falou e eu mordi o canto da boca.
—ela sofreu bastante e luta com isso todo santo dia, afinal todos nós temos um inferno pessoal em que temos que conviver com ele todos os dias, mas a Joyce é um pouquinho pior, a mãe dela fez coisas desnecessárias, que ainda a machuca... e muito— Charlie completou com a voz triste.


~Merda agora estou me sentindo culpada.~


—Vai lá falar com ela filha.— Minha mãe acenou com a cabeça.

Subi as escadas de dois em dois degraus, assim que cheguei em frente a porta de seu quarto, engoli em seco e bati na porta.

—loirinha, precisamos conversar— Silêncio.
—por favor abre Joy— Ouvi soluços e meu coração apertou.

Merda Billie você fez a garota chorar.

—B-Billie v-vai e-embora— Me sentei no chão encostada na porta.
—Não saio daqui até você abrir a porta—

Longos minutos se passaram e eu ouvi a porta sendo destrancada.

Cai deitada no chão e sorri para a mais nova, que retribuiu o sorriso.
—Me ajude— Estendi minha mão para que a mesma pegasse.
Assim ela fez, me ajudando a ficar de pé.

Me aproximei dela e limpei a lágrima solitária que escorreu em sua bochecha.
—Me desculpe okay, eu fui uma idiota— Ela riu fraco e negou.

—Me desculpe também eu sou desnecessária quase sempre, eu meio que não sou muito de bem com a vida— Joy deu um sorriso mínimo e eu a acompanhei.

—Seu pai me falou sobre, eu não sabia, eu juro que se eu soubesse não teria agido daquela forma— A loira em minha frente me surpreendeu com um abraço, meio receosa eu retribui o mesmo.

Ela foi até o closet e saiu com as malas, revirei os olhos rindo.

—Cidade fantasma ai vamos nós!— Joy gritou animada me fazendo rir.

06:41/12°graus

Estávamos dentro do carro agora indo para o aeroporto, Joy dormia, minha mãe mexia em seu telefone e Charlie foliava um jornal.

07:03/14°graus

Estávamos dentro do aeroporto agora, esperando o nosso vôo que segundo senhora Maggie vai sair as 9 da manhã,me desejem boa sorte.

15:39/–07°graus

Chegamos em Boring, estávamos dentro do carro alugado, Charlie dirigia.
Aqui estava fazendo um frio desumano.

Esse foi o pior vôo da minha só pra constar, comida gelada e sem sabor,o vôo atrasou, estava marcado para 9am e o avião decolou às 11am, avião quente pra caralho, foi horrível.

Sobre Boring que eu pude ver até agora, cidade sem graça, chuvosa e fria.
Uma leve garoa caia e ultrapassava meu vidro aberto, toda a pista molhada indicando que ali já havia chovido.

O rádio em um volume um tanto baixo, porém agradável soava pelo ambiente.

—Chegamos— Charlie anunciou contente.
Revirei os olhos e sai do carro pegando algumas malas minhas.

A casa era realmente linda, a parte da frente era de vidro, a cor por fora era branca com cinza, eu realmente amei a parte de fora da casa.

A brisa congelada fez mesmo entupida de casacos, todo o meu corpo estremecer e se arrepiar.

—"É... Bem Vindo À Boring!"— Minha mãe falou com um sorriso radiante em seu rosto.


Notas Finais


Cap pequeno e ruim, mas prometo os próximos melhores. (Fic chegou na parte fucking boa)
.
Só mais uma coisinha, a Joyce tem um tipo de síndrome do pânico, por um acontecimento quando era mais nova.
.
Pra vcs não ficaram boiando nos próximos capítulos.
.
Favorite se gostar e comente o que achou💫
.
AMO CÊS ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...