História Are you ready for it? - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Armin Arlert, Bertolt Hoover, Eren Jaeger, Erwin Smith, Farlan Church, Historia Reiss, Isabel Magnolia, Jean Kirschtein, Keith Shadis, Kenny Ackerman, Levi Ackerman "Rivaille", Marco Bott, Mikasa Ackerman, Mike Zacharius, Mina Carolina, Personagens Originais, Petra Ral, Reiner Braun, Rico Brzenska, Samuel Linke-Jackson
Tags Eren, Levi, Mutante, Supernatural, Yaoi
Visualizações 63
Palavras 948
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 26 - O plano


Fanfic / Fanfiction Are you ready for it? - Capítulo 26 - O plano

Em um prédio abandonado na cidade, Reiner estava sentado em um velho sofá com Annie deitada em seu peito, Mina estava de pé observando a cidade nublada, pouco depois Bertholdt entrou no local, História  estava desacordada em seus braços.

— Vejo que conseguiu. — Reiner disse se levantando.

— Aquele garoto estava lá, ele deu trabalho mas consegui cumprir o que pediu.

— E o Levi? — Annie perguntou ainda no sofá.

— Ele não estava lá quando cheguei, pode ser que não estejam juntos.

— É, quem sabe. Mina, você está pronta?

— Eu nasci pronta. — disse determinada.

— Então não vamos perder tempo.

Reiner foi até Annie e lhe deu um rápido selinho nos lábios.

— Até mais tarde, meu amor — Disse a garota.

— Não vou demorar, minha deusa.

A tarde, Levi saiu para encontrar qualquer pista sobre História . Eren fez o mesmo na direção oposta, ambos ficaram mais de duas horas procurando, mas não encontraram nada.

Enquanto estavam fora, Reiner, Bertholdt e Mina foram até a velha igreja em que Levi e Eren estavam passando as noites.

— Foi aqui que lutei com ele. — disse Bertholdt.

— Parece que não estão. — comentou Mina.

— Ótimo, Mina, sabe o que fazer.

Mina sorriu e deu um passo a frente, ela criou muitos monstros ali dentro, os mesmos se espalharam pelas paredes e ficaram parados. Mina então com um sorriso malicioso, fechou os punhos fazendo com que os monstros "explodissem", jorrando sangue nas paredes.

— Está feito. — disse a garota.

— Agora é só esperar a chegada de Levi.

— Mas e se o outro garoto chegar primeiro? — Bertholdt perguntou.

— Mina — Reiner disse sorrindo.

A garota sorriu igualmente e criou mais dois monstros, mas esses foram feitos para rastrearem o cheiro de Eren e atrasar o mesmo para que Levi chegasse primeiro.

— Está com a folha? — Reiner perguntou a Bertholdt, o mesmo afirmou — Vamos.

Bertholdt jogou um papel velho no chão antes de sair e seguiu Reiner. Longe dali, Eren estava quase desistindo de procurar História  naquela direção, assim que resolveu ir para outro lado, viu os monstros de Mina, não tinha alternativa, teria que lutar.

 

Na direção oposta, Levi desistiu de olhar por ali, então resolveu voltar para a igreja esperar por Eren. Conseguiu voltar sem ser visto por ninguém, antes de sequer abrir a porta da igreja Levi sabia que algo estava errado, assim que forçou a sua entrada ficou paralisado ao ver as paredes sujas de sangue.

— ... Não... Eren! — gritou rezando para ouvir qualquer resposta.

O local foi preenchido com os ecos de seu próprio grito, Levi não queria acreditar no que estava vendo, só podia ser um engano.

Antes de sair da igreja, Levi viu um pedaço de papel caído no chão. Assim que o pegou percebeu que era a letra de Reiner. No papel tinha a mensagem:

 

" Levi, sou eu, Reiner.

Eu sinto muito, agora a pouco eu vi humanos entrarem nesta igreja com armas, parece que descobriram onde vocês estavam escondidos. Tudo que consegui ouvir foram os gritos de Eren chamando o seu nome, implorando por ajuda.

Eu não queria contar, mas eu ouvi isso por toda a cidade, as vozes de todos os seus amigos. Todos estão mortos."

 

— ... Não... não...

 

Levi viu que tinha outra mensagem atrás da folha:

 

"Sei que não tem motivos para acreditar em mim, mas eu sei o que é perder as pessoas que amamos. Você sabe onde me encontrar, estou esperando por você"

 

Levi encarava aquele papel sem acreditar no que leu, na verdade não queria acreditar. A folha lentamente deslizou de seus dedos caindo no chão. Levi se permitiu cair de joelhos na madeira velha e quebrada, não pôde evitar as lágrimas que teimavam em cair, Levi sentiu o seu coração bater mais forte, sua respiração tornou-se pesada, seus olhos perderam o belo brilho azul. Levi fechou os punhos com tanta força que chegou a ferir a própria mão, então em um ato de desespero, tristeza, raiva e dor, Levi gritou o mais alto e o mais forte que conseguiu.

As janelas da igreja foram quebradas com o som, assim como grande parte daquela região. As pessoas nas casas se assustaram quando as suas janelas praticamente explodiram. A maioria saiu da casa para ver o que havia acontecido, a velha igreja estava ainda mais destruída do que antes, as pessoas conseguiram ver que tinha alguém na entrada da mesma, ajoelhado no chão e parecia estar chorando.

Como estavam afastados não viram o rosto da pessoa, e todos, pensando que se tratava de uma pessoa machucada, saíram de suas casas e se aproximaram do homem.

Levi não moveu um músculo sequer, mesmo sabendo que haviam pessoas ao seu redor. Uma garotinha se adiantou de todos e ficou ao lado de Levi, ela tocou as suas costas e perguntou:

— Moço? Você está bem?

Levi não disse nada, sua resposta foi o silêncio. A garotinha o chamou mais uma vez, Levi lentamente virou a cabeça para olhar a menina, as pessoas ao redor não entenderam quando ela se afastou de Levi chorando e gritando, mas logo iriam saber.

Levi ficou de pé e em um rápido movimento encarou as pessoas, seus olhos estavam brancos novamente, e sua expressão era de ódio puro. Ninguém ousou chegar perto dele. Levi desceu os degraus da escada e caminhou rumo a parte mais povoada da cidade, a medida que se aproximava das pessoas, as mesmas se afastavam dando espaço para ele passar. Assim que passou por todas as pessoas, Levi as olhou mais uma vez, mas dessa vez uma força fez com que as pessoas fossem empurradas para trás com uma certa violência, ninguém chegou a morrer, mas várias pessoas ficaram feridas. Levi então continuou o seu caminho até o centro da cidade.


Notas Finais


Vai fazer merda, oh se vai.

Bonito, meus comentaristas EVAPORARAM, bonito.
Vão ficar sem lemon p aprender

Deadpool- se fuderu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...