História Are you ready for it? - Capítulo 28


Escrita por:

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Armin Arlert, Bertolt Hoover, Eren Jaeger, Erwin Smith, Farlan Church, Historia Reiss, Isabel Magnolia, Jean Kirschtein, Keith Shadis, Kenny Ackerman, Levi Ackerman "Rivaille", Marco Bott, Mikasa Ackerman, Mike Zacharius, Mina Carolina, Personagens Originais, Petra Ral, Reiner Braun, Rico Brzenska, Samuel Linke-Jackson
Tags Eren, Ereri, Lemon, Levi, Mutante, Supernatural, Yaoi
Visualizações 128
Palavras 1.163
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 28 - Tem que acordar


Fanfic / Fanfiction Are you ready for it? - Capítulo 28 - Tem que acordar

As pessoas fugiam para todos os lados, o monstro por hora não matava ninguém, mas não significa que não estava ferindo a grande maioria.

Eren havia acabado de chegar ao centro e, assim  como todos naquela cidade, viu um monstro enorme surgindo de uma das nuvens. Eren tinha escutado o forte grito de Levi e tinha seguido em direção até o prédio velho, Eren entrou em alta velocidade pouco ligando para o monstro ali perto. Entrou em quase todos os andares procurando por Levi, ao chegar no penúltimo andar ele notou que uma das portas estava inteira, foi diretamente nela, e aquele era justamente o quarto que Bertholdt havia deixado Levi, já que não haviam quartos disponíveis no último andar. Eren tentou forçar a porta mas estava trancada, então usando a sua força ele derrubou a porta em um único golpe, ele não sabia que Reiner e os outros estavam no andar de cima, assim como eles não sabiam que Eren estava ali.

Assim que adentrou o quarto Eren viu alguém deitado na cama, estava um pouco escuro para enxergar perfeitamente quem era, mas apesar das novas roupas Eren conseguiu reconhecer o homem.

— Levi! 

Eren correu até o amigo e tentou acordá-lo, Levi estava muito mais pálido do que o normal, mas Eren viu que as veias negras pararam mais uma vez, agora como era algo que ele sequer poderia deduzir.

— Levi, acorda! Você tem que acordar!

Com o seu corpo sendo sacudido por Eren, Levi acabou por abrir os olhos, a sua visão ainda estava um pouco embaçada e ele não conseguia ouvir muito bem, tudo que conseguia enxergar era um borrão a sua frente e uma voz chamando o seu nome. Em poucos minutos sua visão foi se normalizando e ele enfim conseguiu ver quem era.

— ... Eren ...?

— Tô aqui Levi, eu tô aqui com você. — disse aliviado ao ouvir a voz de Levi.

O mais velho parecia estar pensando em alguma coisa, e de fato estava, Levi pensou por pouco tempo que estava sonhando, mas quando se deu conta que aquilo era a realidade, sua primeira reação foi avançar em Eren e o abraçar o mais forte que conseguia.

— Você está vivo... você está bem!

Eren podia sentir as lágrimas quentes do amigo caírem em seu ombro, Eren também o abraçava com força. Graças a Deus seu amigo estava bem.

— Eu pensei que estava morto...

— Eu estou bem, Levi, estou vivo. E você também, estou tão feliz.

Levi se lembrou de algumas horas atrás, lembrou do que tinha feito e ficou em choque.

— Oh não...

— O que houve?

— Eren... eu fiz merda...

— O que você fez? — perguntou temendo a resposta.

Levi olhou a porta destroçada e conseguiu ver o monstro gigante do lado de fora, ele apontou para o mesmo e disse:

— Aquilo...

Eren ficou tão surpreso que mal conseguiu dizer alguma palavra.

— Você fez aquela coisa?

— Eu... eu ajudei a Mina a fazer.

— Por que você fez uma coisa dessas?

— Eu não sei... eu estava com ódio, pensava que você estava morto... eu agi por impulso.

O monstro do lado de fora grunhiu um som alto e agonizante, Eren e Levi foram obrigados a cobrir seus ouvidos com as mãos, não adiantando muito na verdade.

— Nós temos que deter aquela coisa, como é que se mata aquilo?! — gritou tentando fazer Levi escutar, pois o rosnado do monstro atrapalhava.

— Eu não sei como! — admitiu.

Eren encarou o monstro mais uma vez, ele segurou a mão de Levi dizendo que precisavam sair dali agora mesmo. Os dois corriam pelos velhos corredores para chegarem até as ruas. Ambos conseguiram passar despercebidos pelo monstro e se esconderam atrás de uma pequena loja de conveniência.

— Como é que a gente vai derrotar uma coisa dessas? — perguntou Eren.

— Se eu soubesse eu estaria escondido? 

— Levi, você ajudou a criar isso, você deve saber um jeito de pará-lo.

— Eu repito, se eu soubesse eu estaria escondido?!

Os dois conseguiram ouvir os sons de várias sirenes de policiais e bombeiros chegando, os policiais atiravam no monstro mas não parecia ter muito efeito, um pouco depois, eles conseguiram ver vários tanques de guerra surgirem no enorme centro da cidade, e Eren sentiu seu coração bater com muita força ao ver Mike sair de um deles.

— Mike, não...

Levi viu o amigo de Eren em meio aos soldados, ele sabia que Eren queria tirar o mesmo de lá o quanto antes.

— Eren, espere aqui. — ordenou.

— O que? Mas...

— Obedeça! — disse e correu rapidamente na direção oposta ao centro, Eren ficou atrás da loja observando os soldados tentarem inutilmente matar o monstro.

"Levi, o que você foi fazer?" Era o que Eren pensava.

Sons de tiros podiam ser ouvidos a quilômetros de distância, Levi corria o mais depressa possível.

"Por favor, que ainda estejam lá"

Levi chegou até a igreja antiga e entrou sem enrolação, correu até as caixas de madeira perto da janela e sorriu ao ver que as granadas ainda estavam lá.

No centro, Eren queria muito ajudar os policiais e o seu companheiro de escola, Mike não havia notado que Eren estava ali, pois estava concentrado em derrotar o monstro gigante.

Para a infelicidade das pessoas, o monstro começou a agir, ele abriu a sua enorme boca cheia de dentes e uma luz azul forte podia ser vista lá dentro, e essa luz aos poucos foi tomando a forma de uma esfera, uma grande esfera.

Eren foi o primeiro a perceber o que aquela coisa faria, o monstro mirou o seu ataque em direção a uma grande estátua no centro da cidade, vários dos policiais estavam naquela área, incluindo Mike. Eren não se importou com mais nada ao seu redor, saiu de trás da loja é correu em direção a Mike completamente desesperado.

— Mike! Cuidado!

Mike mal teve tempo de sequer olhar para trás, o monstro já havia lançado o seu ataque; Eren sabia que não teria chance de tirar Mike dali, então chegando perto do amigo o agarrou com urgência e se jogou ao chão ficando por cima de Mike para protegê-lo das pedras que voaram em todas as direções com o ataque do monstro. Eren acabou por desmaiar em cima de Mike assim que uma parte das pedras o atingiu na cabeça.

No antigo prédio, Reiner envolvia a bela cintura de Annie enquanto observava o ataque do monstro, Mina sentia-se poderosa com a sua criação, de repente Bertholdt entrou na sala visivelmente preocupado.

— Reiner! — gritou com urgência — Levi não está no quarto!

— Não importa mais, não precisamos mais dele. — disse sem encarar Bertholdt.

— Reiner, você não entende, ele não saiu do quarto — Disse, Reiner acabou por olhá-lo — Ele foi tirado de lá.

— ... Quem o tirou? — Annie perguntou.

— Eu não sei, mas a porta está destruída... — hesitou por um tempo — Tem a marca de um punho nela.

— Eren. Tenho certeza que foi ele — disse calmamente.

— O que faremos agora? — Mina perguntou.

— Não se preocupem, Levi está fraco, ele não conseguirá usar o seu grito.


Notas Finais


AH MAS ELE VAI!
Ou será que não?
😈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...