História .Arella Rhovanion - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Arella, Luta, Mãe Da Ravena, Magia, Mistério, Ravena, Trigon Castelo
Visualizações 16
Palavras 442
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 15 - Capítulo 15


-quando eu estava caminhando, ouvi sussurros... Que diziam que eu era mais do que só uma vampira. --disse Ravena.


A expressão de Arella ficou seria, ela colocou o regador no chão e apontou o banco para se sentarem.


-o que foi? --ravena pergunta.

-já esta na hora...

-Hm?

-de você saber...

-saber do que?!? --Ravena estava muito confusa.

-o seu pai...

-meu pai....?

-é um.... --Arella não achava palavras para falar a verdade, sem chocar Ravena.


O coração de Ravena palpitava, e parecia que ia sair pela boca.


-seu pai é um demônio Ravena.

-um.... O QUE?

-exatamente...

-mas... Como...?

-ele destruiu minha dimensão, e me "salvou". Me aprisionou aqui, e dai ele... Ele...

-ELE?!?

-eu fiquei grávida... --Arella abaixou a cabeça.

-a força?


Arella respondeu positivamente com a cabeça. Ravena levou as mãos a boca, e dos seus olhos brotaram lagrimas. Seu mundo havia caido. Por muito tempo, orgulhou de chama-lo de "pai". Mas agora sentia repulsa e nojo. 

Tinha pena da mãe, por ter nascido daquele jeito, sem que fosse esperada ou querida. Turbilhões de pensamentos inundavam sua mente e ela foi ficando desnorteada. Uma energia foi envolvendo ela.


-Ravena..? --Arella se assustou mas não houve resposta. Ravena apenas olhou para Arella, á abraçou, e levantou. Saiu pela porta, pelo grande corredor havia varias armaduras. 

Ravena pegou a maior espada, como se fosse uma pena. Começou a arrastar a espada no chão. Com a aura vermelha ainda ali. Arella correu ate a porta e viu a filha.

Não demorou para Trigon aparecer no fim do corredor.


-Ravena?

-oi papai... --ela continuou andando ate ele.

-o que está havendo?

-nada... Só descobri que você é um demônio...

-quem lhe falou?

-não interessa. Porque você vai morrer.

-como? Quem vai me matar?

-eu.


Ravena abriu um sorriso assassino, e seus olhos brilhavam em um vermelho intenso.


-ora, você Ravena? Esperava mais gratidão de você...

-quem destrói dimensões, não tem a minha gratidão.


Trigon, numa velocidade absurda vai pra cima de Ravena. Arella corre e chega antes, puxando Ravena.


-deixe Ravena! Mate-me se quiser!

-eu quero ela.


Na mesma velocidade, Trigon joga Arella na parede, batendo fortemente as costas. Quando Trigon se virou para Ravena, ela estava no teto, nas madeiras de apoio. Trigon andou alguns passos para frente, e Ravena pulou em cima dele. Mas, inexperiente, fez barulho. Ele invocou sua espada, e virou-se bem quando ela pulou. Segurou a espada para cima, e perfurou a barriga de Ravena, fazendo-a cuspir sangue.


-RAVENA! --Arella gritou se levantando. --O QUE FEZ COM ELA? SEU MONSTRO.!!!!


Trigon ainda com a espada levantada, perfurando Ravena, que o sangue pingava no chão, fazendo uma pequena poça. Os braços e a cabeça de Ravena já se encontravam para e sem movimentos.


-agora você. --Trigon se referiu a Arella.

-você... Só esqueceu ... Uma coisa. --ravena estava viva.

-o que?!?

-eu sou imortal. 


Ravena deu seu belo sorriso assassino novamente.




Continua...



Notas Finais


:p morram de curiosidade kskss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...