História Arkham Knight Redemption - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Batman
Personagens Alfred Pennyworth, Anarquia (Lonnie Machin), Bane Dorrance, Barbara Gordon (Batgirl), Batwoman (Kate Kane), Bluebird (Harper Row), Bruce Wayne (Batman), Cassandra Cain (Batgirl), Colin Wilkes, Comissário James "Jim" Gordon, Coringa (Jack Napier), Damian Wayne, Dick Grayson, Dinah Lance (Canário Negro), Dr. Jonathan Crane (Espantalho), Edward Nashton/Nygma (O Charada), Harleen Frances Quinzel (Harley Quinn / Arlequina), Harvey Dent (Duas-Caras), Helena Wayne, Henri Ducard, Holly Robinson, Jason Todd, Jeannie Napier, Julie Madison, Lucius Fox, Martha Wayne, Mia Mizoguchi, Olive Silverlock, Oswald Chesterfield Cobblepot (Pinguim), Pamela Lillian Isley (Poison Ivy / Hera Venenosa), Rachel Dawes, Renee Montoya, Selina Kyle (Mulher Gato), Stephanie Brown, Thomas Wayne, Timothy "Tim" Drake, Vicki Vale, Victor Sage (Questão)
Tags Arkham, Asa Noturna, Barbara Gordon, Batgirl, Batman, Batwoman, Bruce Wayne, Capuz Vermelho, Catwoman, Dick Grayson, Gotham, Jason Todd, Jim Gordon, Robin, Tim Drake
Visualizações 7
Palavras 1.106
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Nova dupla dinâmica?


Fanfic / Fanfiction Arkham Knight Redemption - Capítulo 6 - Nova dupla dinâmica?

Já se passaram uns dois meses desde que aquilo aconteceu, até agora Jason não conseguiu muita coisa, ele roubou algumas armas de capangas do Máscara Negra, não conseguiu nenhuma informação descente a respeito do paradeiro do mesmo. Soube na semana passada Asa Noturna impediu o Pinguim de fugir do DPGC.

Ele então pensou, olhou o capacete vermelho que usou como Cavaleiro de Arkham, viu as armas jogadas no chão, tomou um gole direto da garrafa de uma vodka barata que estava jogada no chão, se vestiu com a jaqueta de couro cinza, o símbolo do Batman em vermelho nas costas, botou o capacete e o capuz e saiu. Tinha a informação de que uma negociação entre capangas do Máscara Negra e do Pinguim e decidiu ir até lá, fazer um estrago.

-- Vamos ver se essas armas são tudo que o Máscara Negra diz.

-- Tá chamando o Máscara Negra de mentiroso?

-- Para de encher. Me mostra logo o que a gente tem.

Sem usar as sombras, sem estratégia para apagar um a um Jason simplesmente entra pelo vidro do telhado na frente de todos os capangas.

-- Se fosse vocês, eu correria.

Ele saca suas pistolas e começa a atirar derrubando um a um até que um deles o alcança, ele começa a trocar socos e leva um golpe na cabeça de outro com um bastão, estava um tanto quanto bêbado e também fora de forma.

Sem hesitar ele começa a atirar em todos e mais aparecem, sem grandes dificuldades ele os elimina até que sobre somente um.

Ele pega o cara caído pela camisa e pergunta.

-- Onde o Máscara Negra guarda as mercadorias?

-- Se quer informações, vai ler o jornal.

-- Resposta errada. -- Ele bota uma arma colada ao olho do bandido.

-- Tá, tá bom, para! Nas docas. Ele guarda as armas nas docas.

-- Ah, eu agradeço.

Ele bate em sua cabeça e quando o homem cai ele atira em seu rosto sem hesitar, vira as costas e vai embora.

No outro dia, a noite depois da perícia ter examinado o local é a vez de Tim comparecer a cena do crime.

Ele liga o modo detetive e começa a olhar a situação. Até que um som estranho chama sua atenção, ele caminha devagar perto da porta, e então abruptamente ele a abre e nada encontra.

Quando Dick aparece atrás dele, ele vira rápido tentando acerta-lo com o bastão mas Dick prende seu ataque com suas mãos e puxa Tim para perto.

-- Não pode me derrubar usando meu golpe.

Ele então o solta.

-- O que faz aqui? Achei que já tinha voltado para Blüdhaven.

-- É eu ia, mas lá tá bem quieto e bom, parece que precisam de mim aqui.

-- Ah tá, sei. Não ficou sabendo, eu prendi o Duas Caras quando ele fugiu do DPGC.

-- Engraçado mencionar isso por quê olha só, eu nem deixei o Pinguim fugir do DPGC.

Eles interrompem a discussão quando Tim olha a mancha de sangue vermelho no tapete.

-- É a coisa deve ter sido feia aqui, o que sabe até agora?-- Pergunta Dick.

-- Não muito, o relatório do DPGC aponta que foi uma negociação que terminou mal e um tiroteio.

-- Faz sentido, duas máfias diferentes quase sempre acabam assim.

-- É, faria sentido se algo tivesse sido levado.

-- O quê?

-- As armas e o dinheiro, tudo ficou aqui, não parece uma negociação que acabou sem acordo, parece uma negociação frustrada.

-- O quê? Alguém matando criminosos impedindo negociações ilegais? Tem um herói novo na cidade?

-- Ele com certeza não é herói.

-- Bom, de onde eu vejo...

-- Matar, não torna ninguém herói.

-- Você é fã do Bruce mesmo ein...

-- Não banque o diferente, você também não mata... Essa história de sair da sombra dele, tudo bobagem.

-- Tá tá Sherlock não se passa. Se foi alguém novo precisamos descobrir quem foi.

-- Nós?

-- Claro, olha só, temos nossas diferenças mas tem um cara matando muita gente por aí, e eu não vou deixar você fazer tudo sozinho, você não é ele.

-- Sério, por que todo mundo me diz isso?! Eu sei me virar sozinho falou, Dick!

-- Calma Timzinho, deixa eu te ajudar e depois eu volto pra Blüdhaven, pode ser?

Nesse momento Bárbara pediu pelo fone pra que Tim aceitasse a ajuda de Dick.

-- Tá bom.

Era difícil fazer a análise e tentar reconstruir a cena, pois a perícia já tinha levado muitas coisas então no outro dia eles foram até o DPGC.

Chegando lá Cash os recebe.

-- Então, vocês são a nova dupla dinâmica?

-- Ah, não não a gente não é nem uma dupla.

-- É ele só tá aqui por que Blüdhaven é chato.

-- Ó que coisa mais matura tirar sarro da minha cidade eu devia te abandonar pra resolver essa sozinho.

-- Então vai.

-- Mas não vou por que sou um dos caras bons.

Eles param quando percebem a cara de espanto de Cash com tamanha infantilidade na relação entre os dois.

-- E-eu vou levar vocês até a sala de evidências.

-- Por favor. -- responde Tim.

Chegando lá eles começam a analisar item por item, salvando tudo na memória do Batcomputador. Olharam as fotos tiradas, e também as salvaram. Mais tarde iriam até o local do crime tentar reconstruir a cena.

-- Tá, eles estavam aqui, fazendo a troca de mercadorias, quando alguém desce pelo vidro do telhado.-- Começa Tim

-- A julgar pelas perfurações de balas que temos aqui, ele usava uma pistola 9mm ou duas talvez.

-- Certo ele desceu atirando logo de cara, alguns capangas surgem e ele alterna para socos invés de tiros.

-- Tá isso explica os que morreram com o pescoço quebrado.

-- E tem aquele que tomou um tiro no rosto bem aqui.

-- Ele tava caído, foi executado.

-- Assim a sangue frio? Agora temos que saber o por quê.

-- Algum matador novo talvez? Alguém trabalhando para o Falcone?

-- Não, não faz sentido, o Falcone não age assim.

-- Slade fugiu?

-- Não, segue preso.

-- Tá bom eu tô ficando sem opções.

-- Tá ele foi executado, mas e se não tiver sido só isso, talvez nosso cara estivesse atrás de alguma informação, por isso deixou o último vivo e quando conseguiu o que queria, o executou.

-- Ele tá atrás do Máscara Negra?

-- É possível. Mas como vamos saber onde ele vai atacar? Se eu soubesse a localização do Máscara Negra já tinha pego ele.

-- É, essa é difícil. Sinto muito baixinho, parece que vou ficar aqui por um bom tempo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...