História Aroma de Flor; YoonSeok (hiatus) - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 270
Palavras 1.630
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIII MEUS AMORES
TULIPAS LINDAS DO MEU CORAÇÃO
EU VOLTEEEEEEEI
To plena aqui no salão. Ai, ter cabelo cacheado é bom demais mas dá um trabalho que Jezuis.
Minha mãe tá toda diferentona, todo mundo com o cabelo cacheado e ela com aquele liso maravilhoso.

Ok, boa leitura 💕

Capítulo 13 - Capitulo 13


Fanfic / Fanfiction Aroma de Flor; YoonSeok (hiatus) - Capítulo 13 - Capitulo 13

Yoongi encarou Hoseok. Eles estavam quietos há minutos, Yoongi literalmente deu um surto quando ouviu a palavra “chifrudo” proferida por Hoseok.

Não era para ser uma discussão quando ele disse que queria conversar. Ele apenas queria saber como terminar com alguém. Jimin, talvez, tivesse sido o primeiro namorado de Yoongi, e isso complica mais as coisas.

— Eu queria que você acordasse. — Hoseok sussurrou. — E percebesse que Jimin não é quem você pensa ser. Jihoon muito menos. — cada movimento que Hoseok fazia era acompanhado de um suspiro. Yoongi o olhava como nunca. — Perceba que isso não é um conto de fadas. — disse por fim enfiando a mão nos bolsos e indo embora.

Yoongi apenas o observou ir. Apenas deixou que ele fosse.

O céu estava nublado, as pessoas estavam indo embora, a praça estava ficando vazia como o coração de Yoongi.

“Tudo acaba um dia” foi o que Hoseok o disse. “Você deve escolher continuar. Entenda que ninguém nunca vai ser igual ao Jimin, se ele despedaçou o seu coração, terá alguém que juntará cada caco quebrado.”

Hoseok. Hoseok juntaria cada caco quebrado com apenas um abraço. Mas agora ele havia ido embora. Havia deixado Yoongi para trás e ido para sua casa, ele foi para o seu conforto. E Yoongi ficou sem o seu.

O celular novamente começou a tocar, Jimin era insistente demais.

— ONDE DIABOS VOCÊ ESTÁ? — gritou.

— Indo para casa.

— Indo 'pra casa Min Yoongi?

— Indo 'pra casa Jimin. — se levantou fazendo igual Hoseok, sua mão esquerda entrou no bolso de sua calça e sua cabeça se abaixou. — Por que gritou?

— Eu te liguei mais de cinquenta vezes e você me pergunta “o porque de eu ter gritado”?! Qual é o seu problema?

— Qual é o seu?

A ligação se silenciou. Yoongi podia ouvir a respiração de Jimin descompassada, ele estava sem resposta. Jihoon está com ele? Substituindo o calor de Yoongi? Fazendo o que era para ele fazer?

— Só vem para casa Yoon.

— Eu vou.

— Certo.

— Mas é para a minha Jimin. — desligou o telefone.

A primeira lágrima escorreu. Yoongi odiava chorar quando estava na rua. Tudo o que Hoseok havia dito, de fato, eram apenas verdades. Nenhuma vez ele mentiu. Yoongi percebeu como ele foi enganado, mesmo que Jimin fosse a razão de tudo isso ele não conseguia abrir mão de Jimin. Parecia ser cada vez mais difícil imaginar uma vida sem o rosado.

Seu celular começou a tocar novamente, dessa vez Yoongi não evitou atender, fez isso rapidamente.

— Hoseok?

— Sabia que quando uma pessoa vai embora, se ela for um Jung Hoseok no caso, você deve ir atrás?

— Acabei de descobrir. – fungou.

— Aonde você está? Eu fui a floricultura e você não estava lá.

— Estou indo para casa Hoseok. – suspirou. – No momento eu estou passando na frente da padaria que o Jin trabalha.

— Ah, sim.

— Por que me ligou? – perguntou baixo.

— Não posso?

— Você me espancou com palavras, pensei que fosse sumir.

— Você vai precisar de mais que isso pra me fazer desaparecer da sua vida.

— Me lembre de nunca fazer mais que isso.

— Não quer que eu desapareça?

— Jamais me deixe...

— Vou me lembrar disso. – Yoongi ouviu a risada fraca de Hoseok. – Sua casa é longe?

— Nem tanto, por quê?

— É que o tempo fechou, parece que vai chover, e minhas pernas doem.

Yoongi se virou para trás, Hoseok o encarava com o celular na orelha. Jung abriu um sorriso, fazendo Yoongi abrir um também.

— Acho que vou ter que te denunciar por perseguição. – disse no telefone.

— Deixa disso. Você adora ser perseguido por mim, admite. Vou desligar.

— Mas já? – perguntou depois da ligação ser encerrada.

Yoongi admirava algo em Hoseok, algo que ele não conseguia descrever. A forma como ele fazia as coisas mudarem de uma hora para outra, a forma como ele controlava o humor de Yoongi, a forma como ele sorria. Hoseok é o Sol nos dias nublados de Yoongi.

— Seu nariz ‘tá vermelhinho, estava chorando? – perguntou se aproximando de Yoongi.

— Talvez. – sorriu abraçando Hoseok.

— Por que Dory?

— Porque você me deixou para trás.

Hoseok sorriu o abraçando um pouquinho mais forte, era bom abraçar Yoongi.

— Eu estava andando atrás de você há três minutos e você não percebeu. Como você não percebe nada? Meu Deus, lerdo.

— Não me xingue, eu estou avoado.

— Você é avoado. – passou o braço pelo ombro de Yoongi voltando a caminhar na mesma direção de antes.

— Para onde você está indo?

— Para a sua casa, por quê?

— Minha casa? – envolveu o braço na cintura de Hoseok. – Vamos assistir o filme que falou hoje mais cedo?

— Sim, e comer pizza!

Yoongi deu um sorriso labial e acompanhou os passos de Hoseok que eram um pouco apressados. Era bom estar próximo dele, sentir o seu calor quando tudo a sua volta estava tão frio.

. . .

Yoongi destrancou a porta de casa e empurrou Hoseok para dentro, entregando-lhe pantufas. A casa de Yoongi era simples, porém bem planejada. Parecia com a floricultura, as coisas antigas, tudo muito bonito e organizado.

— Quer beber algo? – perguntou.

— Não, obrigado. – encarou as tulipas na mesa de centro. – Minhas... Tulipas?

— Eu... Bem... An... – Yoongi parou ao lado de Hoseok. – Eu pensei que você não voltaria mais na floricultura depois da minha grosseria repetina. Então pensei em cuidar delas.

— Você é mais sensível do que pensei. – sorriu. – Vamos assistir o filme aqui?

— Não, vamos para o meu quarto. Preciso de um banho.

— E eu vou ficar fazendo o quê? — perguntou seguindo Yoongi pela escada.

— Você vai procurar o filme, e pedir a pizza.

— Ah, ok.

Yoongi abriu a segunda porta a direita e entrou na mesma. O quarto tinha a cama de casal enorme no centro — ela estava totalmente bagunçada —, uma escrivaninha mais ao canto, um guarda-roupa gigantesco, uma televisão na parede e uma prateleira de livros. Então Yoongi gostava de ler e Hoseok podia indicar livros para o mesmo.

— Não repara na bagunça, não sou organizado. — sorriu caminhando para o “paraíso das roupas”.

— Tudo bem, também não sou. — sentou- se na beirada da cama.

— Temos muito em comum.

Hoseok sorriu novamente, concordando.

— Eu vou tomar banho e você pede algo comestível. Tem cerveja na geladeira, mas se preferir pede um refrigerante.

O azulado então entrou na suíte deixando Hoseok inquieto em sua cama.

— Yoongi!

— Eu! — gritou.

— Qual é a senha do Wi-Fi?

. . .

Jung estava sentado no sofá esperando a pizza e aguardando Yoongi se vestir, esse que havia o expulsado do quarto.

Hoseok estava aturando Jungkook e Taehyung mandando mensagens no grupo — que tinha como nome um emoji de arroz — dizendo que ele finalmente conseguiu sair com seu crush.

<🍚>

Pelo amor de Deus gente, parem!

Não é como se eu fosse obsecado pelo Yoongi.

Taeh <3: Imagina, jamais, Never.

Jeon ^~^: Hoseok obsecado por Yoongi? Nunca.

Taeh <3: Até eu e o Jungkook disfarçamos melhor.

Jeon ^~^: sempre.

Sim claro, ninguém percebeu que vocês dois se gostam.

Até o Yoongi, a pessoa mais lerda do Universo, percebeu isso.

Taeh <3: Nossa Seok

Jeon ^~^: Finje pelo menos merda.

Affu~~

A pizza chegou

Tchau

Taeh <3: Usem camisinha

Jeon ^~^: RT

<🍚>

Hoseok abriu a porta rapidamente observando o entregador.

— Olá. — sorriu entregando o dinheiro. — Obrigado.

Entrou novamente caminhando para o quarto de Yoongi. Enquanto ele banhava, Hoseok levou algumas latinhas de cerveja patá o quarto, seria a primeira vez que ele comeria pizza enquanto bebe álcool.

— Dory abre aqui!

— Para de me chamar assim.

— Abre a porta Dory!

— Hoseok quieta!

— Dory amor da minha vida. — sorriu quando o mesmo abriu a porta. — Seu cabelo 'tá desbotado.

— Vou voltar para o preto. O que acha?

— Vai ficar bonito. — disse colocando a pizza sobre a cama que Yoongi havia arrumado apenas para eles dois. — Você fica bonito de qualquer jeito, dá até raiva.

— É que eu nasci 'pra ser lindo.

Hoseok gargalhou e Yoongi também, a risada de Hoseok era engraçada.

— Vamos assistir. — o filme já estava pausado na televisão, Yoongi se levantou apenas para desligar a luz e se sentar ao lado de Hoseok.

Para falar a verdade, ele nunca teve um momento assim com Jimin. Apenas eles, pizza e bebida. Com Jimin era tudo a base do sexo. Apenas isso. Com Hoseok era diferente, tinha novas emoções, novos sentimentos.

— O começo é triste. — Hoseok disse abrindo uma cerveja.

— Você não vai chorar vai?

— Claro que não…

— Se você chorar irá fazer algo que eu mandar.

— Combinado Min Yoongi.

O azulado deu play no filme e Hoseok se preparou para segurar as lágrimas, era um começo triste de fato. Mas Hoseok conseguia enxergar tudo mais triste ainda.

Eram muitos ovinhos aos olhos de Hoseok, como ela havia conseguido tudo isso? Era agonizante.

Yoongi encarou Hoseok assim que percebeu o que iria acontecer.

— Vai chorar? — mordeu um pedaço da pizza de Hoseok.

— Não.

— Certeza? — encarou a tela, o peixe grande e feioso atacou e Hoseok apenas deixou a lágrima escorrer. Então encarou Yoongi.

— Não vale Yoongi ele comeu os peixinhos… ele não deixou nem eles nascerem! — fez um biquinho.

— Você é o neném que eu tenho que proteger do mundo.

. . .

O filme acabou e Hoseok chorou em outras cinco partes. Yoongi gostou e convidou Hoseok para ir a sua casa novamente para que eles pudessem assistir "Procurando Dory".

— O que você vai querer? — perguntou Hoseok juntando as latinhas. No total Hoseok bebeu duas e Yoongi três.

— An?

— Eu chorei, tenho que fazer algo 'pra você.

— Ah, sim. — Yoongi sorriu. — Quero um beijo. 


Notas Finais


MANO
OBRIGADA DEUS
SOFRAM COMIGO

ATÉ O PRÓXIMO 💕🌷


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...